Um dos principais arquitetos do mundo doa projeto para reconstruir ponte que desabou na Itália

Renzo Piano se reuniu com o governo local em Gênova, mostrou-se abalado com a tragédia e anunciou que está desenvolvendo o novo projeto

Arquiteto italiano Renzo Piano anunciou que doará projeto de uma ponte para Gênova, sua cidade natal. Foto: Divulgação.

por HAUS

30/08/2018

compartilhe

Grande nome da arquitetura mundial, o italiano Renzo Piano sinalizou a doação de um projeto para a reconstrução da ponte Morandi, em Gênova, sua cidade natal. A estrutura original, inaugurada em 1967, desabou no último dia 14 de agosto deixando 43 pessoas mortas.

Foto: Valery Hache / AFP

>>> Salva da demolição, casa de ícone dos direitos civis nos EUA está por um fio

Piano, que também é senador vitalício da República da Itália, conheceu Giovanni Toti, o governador regional da Ligúria, para discutir a reconstrução. Ao final da conversa, o arquiteto declarou que “não consegue pensar em mais nada além da ponte desde o acidente. Existe um compromisso moral. A ponte deve refletir a tragédia e como ela se desenrolou.”

Foto: Vigili del Fuoco / Handout / AFP

O profissional é reconhecido por dezenas de projetos mundo afora que incluem o Centre Pompidou, em Paris, o Whitney Museum, no Meatpacking District, em Nova York, e o arranha-céu Shard, em Londres.  Ele foi laureado com o Prêmio Pritzker (o Nobel da Arquitetura) em 1998.

>>>De juiz a embaixador no Japão: veja a formação do júri do maior prêmio de arquitetura do mundo

Projeto

O governador postou detalhes da reunião nas redes sociais. “Renzo Piano doou seu projeto para uma bela ponte para Gênova. A cidade pode rapidamente [reconstruir] um trabalho indispensável, seguro e excepcional. Pessoas que perderam suas vidas serão honradas ”, escreveu Toti. Apesar de na foto aparecerem desenhos e maquetes, não foi divulgado o projeto da nova ponte.

Apesar da declaração de Toti para uma solução rápida, Piano é mais cauteloso e não estipulou um prazo. “Não acredito em tempos recordes para a reconstrução, acredito no tempo certo. É preciso fazer rápido, mas não com pressa”, declarou após a reunião.

Capa da revista de domingo do jornal Corriere Della Sera apresentando o projeto da ponte em 1964, quando começou a ser construída. Foto: Reprodução

Inaugurada em 1967, a Ponte Morandi foi construída por meio de um método desenvolvido pelo engenheiro italiano Riccardo Morandi e usado em poucos lugares do mundo. O sistema é baseado em uma ponte estaiada, mas com as pistas suspensas por cabos de concreto, e não de aço, como é mais comum. As causas de seu desabamento ainda estão sendo investigadas, mas suspeita-se de falha estrutural.

LEIA TAMBÉM

Estações ferroviárias de SP viram ruína e União pode ser obrigada a recuperar os imóveis

Conjunto habitacional com espelho d’água em comunidade de SP ganha prêmio de melhor projeto de 2018

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você