i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Inspirada na civilização maia, Cancún terá 1ª cidade eco inteligente do mundo

  • PorFernanda Massarotto *
  • 30/10/2019 14:44
Imagem: Stefano Boeri Architetti/The Big Picture/Divulgação
Imagem: Stefano Boeri Architetti/The Big Picture/Divulgação| Foto:

Os números impressionam: 577 hectares dos quais 400 destinados a parques, 7,5 milhões de plantas de 400 diferentes espécies; 260 mil árvores, cerca de 2,3 por habitante. Esta é a primeira cidade eco inteligente e estará pronta em 2026 a 100 quilômetros de Cancún, no México. A arrojada iniciativa é do grupo imobiliário Karim’s que engajou o arquiteto Stefano Boeri, pai do premiado Bosco Verticale, um edifício residencial sustentável em Milão, na Itália, que ficou famoso mundo afora.

Inspirada na civilização maia, Cancún terá 1ª cidade eco inteligente do mundo

A futura Smart Forest City é inspirada nas enigmáticas cidades-floresta das civilizações maia e será a primeira autossuficiente e sustentável do planeta. Uma mini Vale do Silício latinoamericana. “A proposta é criar um polo dedicado à inovação que irá abrigar instituições acadêmicas, centros de pesquisa e empresas preocupadas com os temas ligados à sustentabilidade”, explica o arquiteto Stefano Boeri. As obras já começaram e acontecem em colaboração com o escritório alemão Transsolar Lima Engineering, responsável por implementar sistemas de eficiência energética.

Inspirada na civilização maia, Cancún terá 1ª cidade eco inteligente do mundo

Como funcionará a cidade inteligente

Inteligente, futurística e ecológica, a cidade green foi pensada para acolher seus residentes de maneira planejada. O acesso ao centro só será consentido por meio de carros elétricos, barcos e lanchas. Trens e veículos a combustão poderão chegar somente até a entrada da metrópole.  Painéis solares serão instalados ao redor de todo o perímetro da cidade/floresta horizontal. Uma torre de dessalinização irá fornecer água tratada vinda do mar por meio de um sistema de canais usados para circulação e irrigação no cinturão externo de plantações agrícolas.

Inspirada na civilização maia, Cancún terá 1ª cidade eco inteligente do mundo

Os 120 mil moradores poderão usufruir das mais avançadas tecnologias. E tudo será sustentável e “smart”. Todo o lixo produzido será recuperado e reciclado e cada habitante terá a sua disposição 40 metros de superfície verde. O projeto urbanístico foi concebido de acordo com princípios de infraestrutura energética, mobilidade e integração de espaços verdes que estarão por toda parte, inclusive nos tetos das casas, nos muros e até nas ruas. Até mesmo a distribuição de edifícios e lojas de comércio seguirão um planejamento igualitário.

“Haverá diferentes tipologias habitacionais para todo o tipo de morador: estudantes, pesquisadores e professores”, comenta o arquiteto italiano que optou por não criar um centro tradicional mas várias praças que servirão como pontos de integração entre os bairros.

Inspirada na civilização maia, Cancún terá 1ª cidade eco inteligente do mundo

A tecnologia é uma ferramenta fundamental na estilo de vida sustentável e na administração da cidade inteligente. Sensores instalados internamente nos edifícios e casas irão coletar dados e fornecer informações relevantes armazenados em um data-base. “Tais dados serão usados para melhorar e incrementar o abastecimento e economia de energia. Por exemplo, o morador poderá saber previamente os melhores horários para usar seus eletrodomésticos e assim reduzir o uso energético. Isso significa, pagar menos pelo fornecimento”, observa Stefano Boeri que revela a criação de um parque ornitológico para receber os turistas que passam por Cancún.

*Especial para a Gazeta do Povo, de Milão.

LEIA TAMBÉM

São Paulo só ganha de Nairóbi em ranking de mobilidade urbana com 31 cidades

Museu elege as melhores luminárias e mobiliários brasileiros de 2019

Decoração viva: criar abelhas nativas dentro de casa começa a se popularizar

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.