0

Suécia vai trocar uma cidade de lugar para evitar que ela afunde; veja o vídeo

Parte da cidade sueca de Kiruna vai ceder até 2040 por causa da mineração e plano da prefeitura é transferir parte do município peça por peça para outra localidade

Projeto do novo centro da cidade após sua movimentação para uma localidade próxima. Imagens: White e Tegmark/Divulgação

Projeto do novo centro da cidade após sua movimentação para uma localidade próxima. Imagens: White e Tegmark/Divulgação

por HAUS

25/05/2016

compartilhe

A pequena cidade sueca de Kiruna vai mudar de lugar. O projeto ousado e quase inacreditável de rebocar prédios peça por peça foi aprovado pela prefeitura depois de descobrir que até 2040 o município pode ceder devido às atividades mineradoras em seu subterrâneo.

Quem ganhou a competição internacional para tocar o projeto de transladação da cidade foi o escritório sueco White, que agora tem o desafio de mover parte da cidade de 20 mil habitantes para uma nova localidade e reestruturar sua dinâmica urbanística sem perder a identidade do município.

2014-02-18_Orthophoto Plan

Orthophoto Plan_2100_

Fotografias mostram a parte da cidade que será relocada mais de três quilômetros para o leste

Kiruna tem uma relação íntima com a mineração. A começar pela sua criação, em 1900, pela mineradora estatal Luossavaara-Kiirunavaara AB, maior exportadora de ferro da Europa, ao norte do Círculo Polar Ártico. A população sempre viveu em função das atividades nas minas das redondezas e, desde 2004, em decorrência de avisos da mineradora, estava ciente que a extração de ferro poderia fazer o chão afundar no futuro próximo.

E agora chegou o momento. Algumas crateras já começaram a se formar e a estação de trem precisou ser fechada com urgência.

kiruna-suecia-cidade-mudar-de-lugar-haus-gazeta-do-povo-1

Projeto do novo centro de Kiruna, pensado pelo escritório sueco White

A etapa inicial é mover a parte oeste da cidade para sua fronteira leste, a cerca de 3 quilômetros de distância do local original, o mais distante possível calculado pelos arquitetos.

As construções serão erguidas e rebocadas por guindastes para a nova borda da cidade, como é o caso da Igreja de Kiruna, inaugurada em 1912 e eleita a construção mais bonita do país, bem como o relógio da cidade.

kiruna-suecia-cidade-mudar-de-lugar-haus-gazeta-do-povo-3

Construções serão rebocadas por guindastes para o novo centro da cidade

O esforço é uma tentativa de manter a identidade da cidade, apesar da mudança radical. A prefeitura chegou até a contratar uma antropóloga social para intermediar conversas entre os arquitetos e os moradores, a fim de fazer a transformação urbana mais democrática do mundo.

Como nem todos os prédios serão levados para a nova região, a mineradora estatal, que está financiado a mudança oferece duas opções aos habitantes locais: comprar a casa em que moram pelo valor de mercado ou receberem uma casa de mesmo valor na área expandida.

A prefeitura calcula que que a forma final de Kiruna só fique pronta no fim do século. Se tudo correr como planejado, a cidade pode até virar uma atração de turismo arquitetônico.

8 recomendações para você