Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Projeto do Temple Batel. Imagem mostra de perto como serão as varandas frontais do prédio.
Mesmo com plantas menores, todos os apartamentos do Temple Batel contarão com varandas.| Foto: Divulgação

Batizado de Temple Batel, o mais novo lançamento da GT Building, que será implantado próximo à Praça da Espanha, promete unir a sensação de aconchego que só a nossa própria casa pode nos oferecer às facilidades de um hotel. O objetivo é atrair tanto os moradores da cidade que querem ter uma ampla gama de serviços a alguns andares ou a um clique de distância, quanto investidores que queiram oferecer os apartamentos para aluguel de curta, média ou longa temporada.

Com 102 unidades e seis opções de plantas variando de 31 a 54 m² (todas com varanda), o empreendimento vai contar com um bistrô no térreo e um ambiente denominado Espaço Zen na cobertura. “O bistrô vai ser operado por uma empresa para oferecer café da manhã, uma facilidade principalmente para quem se hospeda num Airbnb. E essa empresa tem a opção de servir almoço e jantar em um ponto da cidade que é badalado”, conta o gerente comercial e de relacionamento com o cliente da GT Building, Bruno Pardo.

Siga HAUS no Instagram

O Espaço Zen, por sua vez, conta com horta, pomar de árvores nativas e frutíferas, arquibancada e piscina com borda infinita e é totalmente projetado para o relaxamento. Assim como os outros espaços comuns do empreendimento, ele inclui elementos naturais, como madeira, pedras e plantas, em sua composição, além de valorizar a iluminação natural.

Entre os destaques do Espaço Zen está a piscina com borda infinita
Entre os destaques do Espaço Zen está a piscina com borda infinita| Divulgação

No âmbito dos serviços, o Temple Batel vai oferecer de limpeza e arrumação do apartamento a aulas de yoga, passando por lavanderia, pet walking etc., tudo administrado por uma empresa terceirizada no sistema pay-per-use. “Esse tipo de serviço é muito valorizado por executivos ou vem passar um tempo na cidade. Inclusive, já existem outros empreendimentos na região com pacotes de serviços como esse. O que trazemos de inovação é que o cliente pode optar ou não por contratá-los, eles não são uma obrigação”, diz Pardo.

Apartamento personalizado e pronto na entrega

Outro destaque do novo empreendimento, conforme Pardo, é possibilidade que quem comprá-lo tem de recebê-lo 100% pronto - incluindo até os móveis e alguns utensílios domésticos. A ideia não é nova - já havia sido usada, por exemplo, no empreendimento Explore Botânico -, mas agora a gama de produtos disponíveis é muito maior.

Em aplicativos, proprietários pode escolher desde o acabamentos até móveis e utensílios para o apartamento
Em aplicativos, proprietários pode escolher desde o acabamentos até móveis e utensílios para o apartamento| Divulgação

A personalização é feita por meio de aplicativo no qual o cliente pode escolher os itens que deseja que sejam instalados em sua unidade. Tudo que é escolhido ali é cobrado à parte, porém, conforme Pardo, o valor da personalização pode ser incluído no financiamento do imóvel. Para o proprietário, isso significa uma economia de tempo e a possibilidade de diluir os gastos do projeto de interiores, ao invés de fazê-los todos de uma vez.

Independentemente da escolha dos proprietários, todas as unidades serão entregues com infraestrutura para instalação de ar-condicionado, kit antirruído na porta de entrada e do quarto, fechadura eletrônica, forro de gesso e tomada USB na cabeceira das camas. Nos banheiros, haverá ponto para desembaçador de espelho, tampos em mármore ou granito e piso aquecido (exceto no lavabo e área de box).

Foco na sustentabilidade

Para garantir a sustentabilidade do Temple Batel, o edifício será construído com materiais certificados ambientalmente. Além disso, vai contar com painéis fotovoltaicos para geração de energia, tecnologia de reaproveitamento da água da chuva para irrigação e manutenção de áreas comuns, e sensores de presença para ativação da iluminação nessas mesmas áreas.

| Divulgação
| Divulgação
| Divulgação
| Divulgação
| Divulgação
Conteúdo editado por:Luan Galani
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]