Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Top 10 melhores cidades para se viver em 2022
| Foto: Shutterstock/Reprodução

Foi divulgado o ranking das melhores cidades do mundo para se viver em 2022. Produzida pela Global Finance, a lista é elaborada tradicionalmente a partir de oito parâmetros: economia, cultura, população, meio ambiente, pesquisa e desenvolvimento, habitabilidade e acessibilidade, a partir dos quais são calculadas e comparadas questões relacionadas à qualidade de vida das pessoas que vivem em áreas urbanas.

A novidade desta edição ficou por conta da inclusão da resposta das cidades à pandemia da Covid-19, tendo como métrica o número de mortes pelo novo coronavírus para cada mil habitantes nos diferentes países.

Siga a HAUS no Instagram

O ranking usa dados do Global City Power Index, Johns Hopkins University, Statista e Macrotrends. Conheça as dez melhores cidades do mundo para se viver em 2022.

10ª - Amsterdã, Países Baixos

| Shutterstock/Reprodução

Amsterdã deixou o 14º lugar, registrado em 2020, para assumir a 10ª colocação neste ano, com uma pontuação mais alta do que outras cidades europeias, como Viena, Berlim e Copenhague. Os requisitos de habitabilidade e acessibilidade elevaram a pontuação no ranking. O custo de vida mais baixo em comparação com seus concorrentes europeus e uma variedade de métodos de transporte também contribuíram para o resultado.

9ª - Nova York, Estados Unidos

| Shutterstock/Reprodução

Única cidade americana no ranking, Nova York se destaca por sua forte economia, significado cultural e pesquisa e desenvolvimento. Suas altas taxas mortalidade por Covid-19 e o custo de vida elevado, no entanto, empurram a cidade do quarto lugar em 2020 para o nono lugar em 2022.

8ª - Pequim, China

| Shutterstock/Reprodução

Surpresa no ranking, Pequim passou da 22ª para a 8ª posição entre 2020 e 2022. A cidade, que tem uma pontuação baixa em habitabilidade e em segurança ambiental, devido aos seus altos níveis de poluição, se beneficiou da baixa taxa de mortalidade por Covid-19 da China e do crescimento populacional da cidade, de aproximadamente 2% no ano passado.

7ª - Paris, França

| Shutterstock/Reprodução

A taxa de mortalidade por Covid-19 na França foi maior que a média global e o crescimento populacional de Paris é mínimo. A cidade luz pontua bem, no entanto, em métricas tradicionais, como significado cultural e habitabilidade.

6ª - Sydney, Austrália

| Shutterstock/Reprodução

Segurança ambiental, economia moderadamente forte e os bloqueios do governo australiano que conseguiram limitar as mortes por Covid-19 per capita fizeram da cidade a sexta melhor para se viver em 2022.

5ª - Melbourne, Austrália

| Shutterstock/Reprodução

Única cidade que manteve sua posição no ranking, Melbourne é classificada como a quinta melhor para se viver no mundo. A preocupação ambiental, com diretrizes rígidas em busca de emissões zero de carbono, por exemplo, é um dos critérios que mantém o bom ranqueamento da cidade. Além disso, Melbourne também experimentou um crescimento populacional significativo, mesmo com a pandemia.

4ª - Singapura, República de Singapura

| Shutterstock/Reprodução

Força econômica, importância cultural e segurança ambiental fizeram de Singapura a terceira colocada no ranking. As ações para frear as mortes por Covid-19 per capita também contribuíram para sua boa colocação.

3ª - Xangai, China

| Shutterstock/Reprodução

A terceira colocação no ranking para Xangai se deve, especialmente, pelos números excepcionalmente baixos de mortes por Covid-19 registrados pela China, além do seu forte crescimento populacional.

2ª - Tóquio, Japão

| Shutterstock/Reprodução

O forte combate à pandemia colocou Tóquio em segundo lugar no ranking das melhores cidades para se viver. A cidade também demonstra continuamente uma paixão por pesquisa e desenvolvimento em setores de tecnologia e seu imenso sistema de transporte público oferece um alto nível de acessibilidade. O ponto fraco da cidade fica por conta do crescimento populacional - Tóquio é uma das poucas cidades entre as 10 principais a sofrer declínio populacional no ano passado.

1ª - Londres, Reino Unido

| Shutterstock/Reprodução

Com pontuações altas em todos os critérios, com exceção do combate à pandemia da Covid-19, Londres é a melhor cidade do mundo para se viver em 2022. Cultura, acessibilidade e um crescimento populacional surpreendentemente forte a colocou acima e além de todas as outras cidades analisadas pelo ranking.

Conteúdo editado por:Luan Galani
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]