12 ambientes repletos de conceito da Casa Cor SP para inspirar a decoração

Aberta até o próximo dia 29 de julho, Casa Cor São Paulo traz 82 ambientes que exaltam a natureza, flexibilização e os padrões comportamentais contemporâneos

por HAUS

05/07/2018

compartilhe

A Casa Cor Paraná 2018 fechou suas portas no último domingo (1º), após premiar os espaços que se destacaram entre os 42 ambientes desta que foi a 25º edição da mostra curitibana. Em São Paulo, no entanto, o evento paulistano segue até o próximo dia 29 de julho e traz 82 ambientes distribuídos em uma área de 25 mil m² do Jockey Club, seu tradicional endereço.

A conexão com a natureza, a integração, flexibilização e possibilidade de mutação dos ambientes, a sustentabilidade e a pegada orgânica, presente da paleta de cores (que destaca tons terrosos, rosé, de verde e azul) aos materiais naturais (como madeira, pedras e tecidos), são as estrelas dos espaços, que ainda fazem referência ao estilo Memphis e aos padrões comportamentais contemporâneos.

HAUS selecionou 12 ambientes do evento que chamaram atenção pelo conceito apresentado. São boas opções para inspirar a decoração.

Casa Raízes

Foto: Felipe Araújo/Casa Cor

Um espaço em homenagem às mulheres. Este é o conceito do projeto desenvolvido por Adriana Helú, Carolina Oliveira e Marina Torre Lobo, da Triplex Arquitetura, que tem por objetivo oferecer a elas um local para refletirem, se reconectarem à natureza e renovarem suas forças. Para isso, as profissionais abusaram dos materiais sustentáveis e naturais, como a madeira e a palha presente nos painéis pivotantes, que permitem a entrada da luz natural e do ar fresco, e a trama de fibras que reveste o teto. Outro destaque fica por conta da araucária presente no terreno, que simboliza uma “antena” para boas energias.

Boutique Residence 218

Foto: Ricardo Bassetti/Casa Cor

O morar da geração Y, ou millennial, é a inspiração do projeto assinado por Silvana Mattar e Flávia Gerab, da Mattar Tayar Arquitetura, que apresenta espaços integrados em uma residência de 80 m² composta por cozinha, área social, banheiro e suíte máster. Em estilo contemporâneo, com pitadas de referências ao movimento Memphis, a decoração tem no design seu ponto forte ao contar com peças assinadas por grandes nomes como Oscar Niemeyer, Lina Bo Bardi e Ricardo Fasanello.

Lavabo dos Encontros

Foto: Renato Navarro/Casa Cor

A cultura brasileira é exaltada no projeto do arquiteto francês radicado no Rio de Janeiro Jean de Just. Com 60 m², o espaço traz a herança indígena em cestarias, cores vibrantes e grafismos, como a parede pintada pelo artista e cacique Anuiá Amarü em quatro cores, cada uma com seu significado: branco e azul simbolizam o céu, o vermelho, os seres e a vida e, o preto, o jenipapo. Outro destaque do espaço é o biombo em madeira com azulejos modernistas pintados a mão, último painel produzido pelo muralista e arquiteto Noel Marinho, que contrasta com mobiliário assinado por nomes como Zanini de Zanine e Juliana Vasconcelos.

Estúdio da Longevidade

Foto: Renato Navarro/Casa Cor

O morar na melhor idade é o ponto de partida do apartamento de 45 m² assinado por Flavia Ranieri, do escritório Grou. Pós-graduada em Gerontologia, ela trouxe para o espaço soluções não apenas de acessibilidade, como a livre circulação para cadeirantes e o acesso deles ao chuveiro e às pias do banheiro e da cozinha, como de segurança. Entre elas, destacam-se o sistema de desligamento automático do fogão, a cama com altura especial e quinas arredondadas, persianas programáveis para serem abertas pela manhã, de forma a evitar que os idosos troquem o dia pela noite, e luzes que se acendem quando o morador se levanta, indicando o caminho sem que ele precise acionar os interruptores. Na decoração, destaque para as cores suaves, como o menta e o rosé, e para as lembranças de família.

Transtudio

Foto: Felipe Araújo/Casa Cor

Os conflitos vivenciados por uma pessoa que está passando por uma transição de gênero é o ponto de partida do espaço assinado por Ricardo Abreu Borges. Com 29 m², o ambiente contempla área de estudo, de trabalho, dormitório e banheiro. Em estilo clássico atualizado, a decoração tem nas boiseries das paredes e do teto, no biombo espelhado e nos detalhes em dourado seus destaques.

LEIA MAIS

>>> 8 sofás, poltronas e cadeiras para dar um up na decoração de casa

>>> 5 camas com acabamentos diferentes para atualizar a decoração do quarto

Templo Coworking

Foto: Felipe Araújo/Casa Cor

O telhado escultural, com vidros basculantes, é o ponto focal do projeto assinado por Fernando Brandão e Camila Bevilacqua. Com 160 m², o espaço é composto por três ambientes: living com oito estações de trabalho, lounge integrado à área externa e sala coletiva. Nela, uma grande mesa, banhada pela luz natural e decorada por plantas que atravessam sua estrutura, permite a realização de reuniões e encontros entre os visitantes da mostra.

Casa Neshamah

Foto: Salvador Cordaro/Casa Cor

A palavra hebraica neshamah significa “Sopro da Vida”. E é assim que o profissional Gustavo Neves vê seu projeto: um organismo vivo, com esqueleto em estuque artesanal (tipo de argamassa que tem como base pó de mármore, cal e água) e desprendido dos excessos e artificialidades que foram acrescentadas à vida humana e às formas de morar. Com 200 m², o ambiente é composto por jardim frontal, hall de entrada, living, jantar, cozinha, varanda e spa.

Banheiro Público

Foto: Salvador Cordaro/Casa Cor

O apoio inusitado em um balanço de couro das três cubas em pedra instaladas no hall de entrada do espaço assinado por Marcelo Diniz é apenas um dos pontos focais do ambiente. A abertura em vidro que permite vista para o jardim em cada lavabo, as torneiras que simulam bicas d’água e a escultura em cobre reciclado em processo de corrosão, assinada por Chris Von Ameln como crítica ao desperdício de água na rede hidráulica urbana, são outros elementos que se destacam no espaço, que traz referências claras à natureza.

SysHaus

Foto: Filippo Bamberghi/Casa Cor

Assinada por Arthur Casas, a SysHaus apresenta uma nova forma de se pensar a residência a partir de um método construtivo inédito e homônimo. Trata-se de um sistema pré-fabricado modular, pré-lançado na Casa Cor São Paulo, que possibilita que toda a estrutura de um imóvel de alto padrão seja erguida em poucos dias, neste caso em menos de um mês, praticamente sem resíduos e sem uso de água. A ventilação e a iluminação naturais, por sua vez, são garantidas por generosas aberturas.

Cabinet Extraordinaire

Foto: Marco Antônio/Casa Cor

Segundo Luiz Otávio Debeus, que assina o espaço, o ambiente é um manifesto em favor da liberdade. Desta forma, o conceito do espaço não segue regras ou tendências e traz o diálogo de elementos de diversos estilos, como art déco, biedermeier, Luís XV, itens indianos e da escola Memphis. Todos eles são unificados pelo verde das paredes, principal destaque do espaço de 78 m², que se divide em antessala e sala de estar.

Sala de Jantar

Foto: Marco Antônio/Casa Cor

Outro ambiente que tem o Brasil como inspiração é a Sala de Jantar assinada por Naomi Abe. Em estilo contemporâneo, o espaço traz os tradicionais cobogós cerâmicos e piso que faz referência às cores das obras de Tarsila do Amaral. Peças e mobiliários assinados por designers e artistas plásticos nacionais também ganham destaque no projeto.

Loft Caleidoscoop Coral

Foto: Marco Antônio/Casa Cor

As cores são as estrelas do loft de 170 m² assinado por Maicon Antoniolli. Com diferentes tons, elas são responsáveis por compor formas arquitetônicas, distorções visuais e criar diferentes planos no design de interiores. O mobiliário, igualmente linear, acompanha a extensão do túnel que leva ao escritório e tem nos fios com iluminação outro recurso gráfico interessante.

LEIA TAMBÉM

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você