Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Detalhe da cozinha e da principal área de permanência do hub gastronômico Sacas, que une brasilidade e estilo industrial na decoração.
Detalhe da cozinha e da principal área de permanência do hub gastronômico Sacas, que une brasilidade e estilo industrial na decoração.| Foto: Leticia Akemi/HAUS

É ali do lado da Praça da Espanha, em uma casa estreita de 1940, onde já chegou a funcionar um pequeno mercado, que fica o QG do Sacas, o novo hub de gastronomia do Paraná e um dos primeiros de seu tipo.

O nome faz referência às sacas de grãos, elemento primordial em que são carregadas as matérias-primas que dão origem a pratos e bebidas. E o negócio surge para oferecer espaços para consultorias, treinamentos e trocas de experiências, a fim de auxiliar o setor a crescer, a se renovar e se conectar ainda mais.

Siga a HAUS no Instagram

A adega também é o local de acesso para o sótão, onde fica o escritório Givago Ferentz Arquitetos.
A adega também é o local de acesso para o sótão, onde fica o escritório Givago Ferentz Arquitetos.| Leticia Akemi/HAUS

Assinado por Givago Ferentz, o projeto é todo construído sobre uma base arquitetônica industrial, com tijolos e infraestruturas aparentes, esquadrias originais de 1940 e vigas de madeira.

Em contraste com essa cara de galpão industrial, a arquitetura de interiores também adotou um compromisso forte em valorizar a brasilidade por meio da madeira, das fibras naturais nos objetos de decoração e nas persianas, nas folhagens tropicais e no grafite de Nuno Skor em um dos lances de escadas, com temas brasileiríssimos.

Hall de entrada do Sacas, que mistura a identidade industrial com toques de brasilidade.
Hall de entrada do Sacas, que mistura a identidade industrial com toques de brasilidade.| Leticia Akemi/HAUS

No toilet Givago fez até uma homenagem folclórica ao Brasil, celebrando Carmen Miranda -- que apesar de portuguesa foi uma das mais brasileiras de todos os tempos -- e enchendo o ambiente de abacaxis dourados.

Toilet homenageia Carmen Miranda, com arte de Nuno Skor.
Toilet homenageia Carmen Miranda, com arte de Nuno Skor.| Leticia Akemi/HAUS

O empreendimento está sendo capitaneado pelo próprio Givago e pelo sócio Carlos Eduardo Cabral. Além da adega, da cozinha e do espaço de eventos, a casa do Sacas é repleta de salas para escritório ou espaços de reuniões. E no sótão fica o próprio escritório de Givago.

Detalhe do sótão, onde atualmente fica o escritório de Givago.
Detalhe do sótão, onde atualmente fica o escritório de Givago.| Leticia Akemi/HAUS

Além do Bom Gourmet, a plataforma de gastronomia da PinÓ, que é a unidade de novos negócios da Gazeta do Povo, o Sacas também conta com os seguintes apoiadores: Artesian Mobiliário de Design, Roca, Doma, OfficeLab Mobiliário Corporativo, Liga Iluminação, JVN Products. Entre os parceiros estão: Playlisten Soluções Acústicas, Euronox Cozinhas Industriais, Kettos, da Inspirar Gourmet, Ateliê Reconto, Porto Bancadas, Goldenart - Comunicação Visual, Camargo Construções, Miranda Mármores, CF Home Design, Electrolux, Especial Mobile - Móveis Projetados, Ametista, Poran Cafés Especiais, Nicetrip Viagens e Turismo, Ponto Flores, Estúdio Zampa e Givago Ferentz Arquitetos.

Confira mais fotos dos ambientes:

| Leticia Akemi/HAUS
| Leticia Akemi/HAUS
| Leticia Akemi/HAUS
| Leticia Akemi/HAUS
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]