Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
A farm sink é a nova queridinha das cozinhas e tem conquistado espaço nos projetos urbanos.
A farm sink é a nova queridinha das cozinhas e tem conquistado espaço nos projetos urbanos.| Foto: Divulgação/Rubinettos

Inspirado nas casas de campo norte-americanas, o estilo farmhouse tem ganhado cada vez mais espaço na decoração de ambientes urbanos, especialmente nas cozinhas. Com uma pegada que valoriza a cozinha como o coração da casa e nostalgicamente nos leva ao tempo em que a conversa se concentrava em torno do preparo das refeições, o estilo é uma das grandes tendências de decoração para 2022.

“O farmhouse chegou forte no Brasil, inspirado pelas casas dos filmes e séries de TV dos EUA que mostram a cozinha como um lugar de bastante convívio”, explica o designer Marlon Chiumento, fundador do SOMA_studiomilano, especializado no estudo de tendências.

E entre os vários pontos que caracterizam o farmhouse, ganha destaque a chamada farm sink, ou pia de fazenda, em tradução literal. Para a diretora de marketing e importação da Rubinettos, Daiane Cristina Menzen Tessari, a peça reforça um conceito que ganhou espaço no design de interiores em 2018. “É um estilo que foi sendo puxado pelo setor moveleiro, com ilhas mais reforçadas dentro das cozinhas, e um conceito aberto para que todos interajam no momento de preparo, fazendo do ato de cozinhar uma atração. E as farm sinks transformam a cozinha num local ainda mais cenográfico”, conceitua.

Rennan Guilherme Conrado da Silva, coordenador de vendas da Impermix, explica que a presença forte da farm sink, marcada principalmente pelo “avental” que avança pela bancada e se impõe no ambiente, é o que a faz a queridinha das cozinhas atualmente. “Ela remete às antigas cubas coloniais e traz praticidade à cozinha, principalmente por conta da profundidade e design, mas também pela resistência”, afirma, ressaltando a facilidade em relação à limpeza, já que o grande porte da cuba permite que a louça seja acomodada em seu interior sem que se comprometa o espaço da bancada.

Marcenaria planejada

farm sink
O modelo da Rubinettos é feito com porcelana rígida: mais leve e com possibilidade de personalização de cores. | Divulgação/Rubinettos

Para acomodar a pia, porém, a marcenaria exige um planejamento prévio principalmente por conta de seu peso, muito superior aos tradicionais modelos de inox. “As cubas de ferro fundido podem facilmente passar dos 70kg, e isso exige uma estrutura devidamente preparada para recebê-las”, alerta Silva, que além do peso destaca que os modelos contam com dimensões amplas, o que deve ser considerado na hora de projetar.

Para contornar esta questão, o mercado tem focado em soluções para desenvolver designs mais leves. No caso da Rubinettos (que pode ser encontrada na loja da Kinta, em Curitiba), a solução foi moldar a peça em porcelana rígida. “Ela não fica tão pesada quanto as de ferro fundido com cobertura de porcelana, e pesa em torno de 20 kg”, explica Daiane. Outra vantagem deste modelo, segundo ela, é a capacidade de personalização. “São 18 cores que podem ser colocadas nas cubas de porcelana. No mundo da arquitetura isso significa a possibilidade de trabalhar individualmente cada projeto, trazendo o que faz sentido pra vida da pessoa”, destaca.

Acompanhamento perfeito

farm sink
A cuba imponente pede misturadores à altura, além de marcenaria reforçada para suportar o peso, que pode passar dos 70 kg. | Divulgação/Rubinettos

Para acompanhar um modelo de cuba com tanta presença, nada mais justo que um metal à altura. “Os modelos de farm sink pedem monocomandos mais imponentes”, afirma Silva, que lembra que os modelos devem ser fixados na bancada.

Além de se considerar o tamanho do metal (que deve ser proporcional ao da cuba), Daiane recomenda que se leve em conta a altura da bica, para que ela permita o total aproveitamento da peça. “Indica-se uma bica mais alta e que o misturador tenha uma ducha extensível, para facilitar o trabalho no dia a dia.”

Orbitando ao redor das farm sinks, bancadas mais neutras, com pedras sóbrias e claras, e marcenaria colorida no estilo americano também são tendências. “O que tenho observado são bancadas mais limpas, com fogões de indução, para destacar o mobiliário”, conta Silva, da Impermix.

Cuidados extras

farm sink
O modelo é marcado principalmente pelo “avental”, que avança pela bancada e se impõe no ambiente. | Divulgação/Rubinettos

Na hora de instalar a cuba, outro cuidado é fundamental: a posição em relação à bancada. Nos ambientes mais compactos, recomenda-se que a pia não avance tanto para fora, para não comprometer a circulação. Já nos ambientes mais amplos, a cuba pode ser posicionada de forma mais livre, ressaltando ainda mais sua beleza e imponência, e podendo ainda ser deslocada para uma ilha central, ganhando mais destaque no projeto do ambiente.

No uso, a recomendação é que os cuidados sejam os equivalentes aos empregados no manejo dos modelos convencionais. Isso porque atualmente a tecnologia empregada na produção permite materiais mais resistentes a danos e manchas. “Caso seja derrubada uma panela pesada, por exemplo, ela poderá se danificar como qualquer outra cuba”, alerta Daiane, que recomenda que para que haja uma maior durabilidade sejam adquiridas grades específicas para proteger o fundo das cubas.

Valores

Outro ponto a se considerar na hora de optar por projetos que incluem a farm sink na cozinha são os valores. Além do preço da cuba - que parte de R$ 4 mil e pode passar de R$ 20 mil, no caso de modelos personalizados - deve-se considerar também outros custos, como a estrutura reforçada da marcenaria e o investimento em metais com maior valor agregado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]