0

História com pitadas de cor

Reforma para atender novas necessidades foi a oportunidade para um casal mesclar móveis antigos com os contemporâneos. O projeto é da designer de interiores Renata McCartney

por Daliane Nogueira

22/05/2014

compartilhe

Casa confortável é aquela que atende as necessidades da família. E como a configuração dos membros vai mudando ao longo dos anos, inevitavelmente, é preciso investir em uma reforma. Foi o que pensou um casal na faixa dos 60 anos, moradores de um apartamento de cerca de 150 m² no bairro Batel. Assim que os filhos casaram e, principalmente, com a chegada dos seis netos, eles optaram por privilegiar as áreas sociais, excluindo dois dos três quartos da planta original. “Para eles, não fazia sentido um apartamento todo dividido, sendo que, além das famílias dos filhos, eles recebem amigos com frequência”, comenta a designer de interiores Renata McCartney, responsável pelo projeto.

A principal marca da nova decoração é a união de móveis antigos, que foram recuperados, com peças contemporâneas cheias de personalidade e com design assinado. Os móveis soltos são da Simmetria Ambienti e da Kraft Home Store e as peças embutidas foram executadas por marcenaria, com desenho da designer.

Confira os ambientes


Bufê District, da francesa Roche Bobois: a graça da peça é o encaixe da madeira
Sacada: O local era originalmente a sacada, que havia sido fechada em outra reforma. A falta de uma bancada limitava o uso do espaço e a solução veio com uma estrutura de concreto revestida com tecnocimento, mesmo material usado na parede decorada com gravuras e um baú antigo

Cor na medida no pufe Isanka, da Walter Knoll
Escritório: Quem olha para o ambiente quase não acredita que o único móvel novo que entrou no espaço foi a cadeira laranja modelo Spoon Chair de Antonio Citterio para Kartell. A estante azul era um armário de madeira escura todo fechado, mas a designer optou pela retirada das portas para valorizar os livros como decoração. A pintura deu mais leveza para o espaço

Uma das peças mais comentadas: a estante Albero, da Poltrona Frau
Integração: Abrir dois dos três quartos para ampliar a área social propor­cionou a integração de seis ambientes: living, jantar, cozinha, sala íntima, churrasqueira e escritório. O grande desafio foi modernizar a decoração, mantendo o equilíbrio. Alguns elementos, como as obras de arte pon­tuan­do cada espaço e a conti­nuidade do piso de madeira, que é antigo e foi recuperado, colaboram nessa harmonia

O design básico está em alta, como na cadeira lançada pela Arper
Cozinha e jantar: O ambiente foi totalmente aberto para a área social. Os móveis da cozinha têm desenho da designer, exceto o móvel de armazém que serve como cristaleira, de antiquário. O revestimento imitando tijolo dá um ar mais quente e o piso em mosaico faz transição com o assoalho de madeira. Há ainda um cantinho para a adega. A parte superior é um gradio garimpado numa caçamba e que ganhou um novo uso

Cadeira Babila, toda em madeira, da Pedrali
Suíte do casal: O único quarto da casa é o do casal, onde foram feitas intervenções pontuais que trouxeram um novo ar para o local. Foram usados dois tipos de papel de parede com tons parecidos: na cabeceira e para renovar a porta que dá acesso ao closet. Valorizam o ambiente ainda as almofadas em tecidos naturais

Mesa de centro Tweet, da Calligaris, combina madeira com amarelo
Lavabo: O espaço ganhou uma roupagem moderna e alegre com o papel de parede da Goya Revestimentos e a bancada de Silestone. O toque mais vintage fica por conta do espelho dourado

O sofá Spring, da Potocco, reúne duas tendências: o azul e o encosto mais alto
Perfil: Renata McCartney começou sua carreira criando cenários para publicidade, o que lhe ensinou a perceber ambientes como cenários, onde luz e atmosfera são essenciais. Morou oito anos em Londres onde estudou Design de Interiores na London Academy of Arts, assinando projetos para escritórios importantes da Inglaterra. De volta ao Brasil, ela começa a trilhar a carreira de designer de interiores em Curitiba, apostando na mistura de texturas e cores e no contraste entre peças antigas e contemporâneas
Serviço

Renata McCartney, fone (41) 3408-3338 e www.renatamccartney.com.br.
<b>Living</b>: Objetos com cores mais fortes mesclados com os móveis recuperados, como a estante que originalmente tinha pés, mas foi embutida na parede, dão o tom da sala. Destaque para a mesa de jogos antiga que recebeu pintura laqueada em um tom de bege, para as cadeiras revestidas com uma composição exclusiva de tecidos e o pufe vermelho de crochê, de Zizi Maria para a Kraft,
Living: Objetos com cores mais fortes mesclados com os móveis recuperados, como a estante que originalmente tinha pés, mas foi embutida na parede, dão o tom da sala. Destaque para a mesa de jogos antiga que recebeu pintura laqueada em um tom de bege, para as cadeiras revestidas com uma composição exclusiva de tecidos e o pufe vermelho de crochê, de Zizi Maria para a Kraft

8 recomendações para você