Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Casa com 1.715 m² tem decoração assinada pelo arquiteto Gabriel Fernandes. Peças de design e obras de arte são destaque na curadoria de peças.
Casa com 1.715 m² tem decoração assinada pelo arquiteto Gabriel Fernandes. Peças de design e obras de arte são destaque na curadoria de peças.| Foto: Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

Um oásis para receber amigos e descansar com conforto. É assim que o arquiteto Gabriel Fernandes define a mansão de 1.715 m² na Praia Grande, litoral de São Paulo, que conta com a sua assinatura no projeto de design e na curadoria de decoração.

Siga HAUS no Instagram!

“Por ser uma casa grande, o nosso desafio maior era não errar na história do projeto, nós precisávamos ir do início ao fim com uma mesma linha de raciocínio. Precisava ser elegante, mas não deveria ser ostensivo, a casa teria que cumprir o papel de ser um verdadeiro oásis para a família”, resume o arquiteto.

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

Com pé direto de 8,4 metros, a casa tem decoração elegante, mas não exagerada. O ponto de destaque é o térreo, onde ficam sala de jantar, cozinha, espaço gourmet, living e quarto de hóspedes. No mobiliário, tonalidades e padrões conversam com o mood clean dos ambientes e as linhas retas predominam, dando um ar de sofisticação, modernidade e bom gosto.

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

Os móveis planejados são da Simonetto e há grande número de peças de design, como a poltrona Antropófago, assinado por Pedro Franco, da A Lot of Brazil. Mas o grande destaque do projeto, e um pedido especial dos moradores, é a obra "Pés Descalços", do fotógrafo Marcelo Oséas. Ela traduz o projeto em poesia e imagem.

Desde o hall, há peças icônicas. As boas vindas acontecem com o italiano Vico Magistretti no seu clássico desenho da cadeira Golem, em composição com a porta revestida em lâminas de bronze. “No living, a curva do mar nos inspirou para o encaixe das mesas orgânicas desenhadas pelo Estúdio Lattoog”, lembra Gabriel.

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

Na sala de conversa a irreverência do design popular através da cadeira de Valmir Lessa da Ilha do Ferro, completa o cenário. Já a sala de jantar é posta como um ambiente social, onde a família recebe confortavelmente em dezesseis lugares sobreposto ao grande móvel projetado em marcenaria que recebeu portas estofadas em linho.

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

No espaço gourmet, quase uma segunda área social, a família se reúne para as refeições do dia-a-dia.

O pátio central da casa é um capítulo à parte, já que além de contar com piscina, se integra completamente aos ambientes interiores quando as portas estão abertas. O mármore azul bahia, traz a integração do interno com o externo.

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

Cores neutras e claras dão o tom na ala social, que conta com paisagismo em vasos, garantindo uma atmosfera refrescante ao local. Destaque para os elementos de decoração, que trazem nuances quentes e de acolhimento ao espaço.

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

Do lado de fora, a piscina de borda infinita é certamente o ponto de atenção. Ela está acompanhada de espécies de plantas que são “clássicos” do paisagismo brasileiro, como a comigo-ninguém-pode, espada-de-são-jorge, arruda, cactos e samambaias. "São plantas muito comuns do nosso dia-a-dia, mas cheias de força para esta casa gigante", aponta o arquiteto.

Área íntima

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

No quarto da menina, a setorização foi feita entre dormir, arrumar e estudar. A separação entre closet e quarto é feita por meio do armário de vidro onde a arrumação dos sapatos é que traria a cor e a alegria do quarto, que acontece em tons de azul turquesa e ocre, inspirado em cenas dos anos 1970, hippie e romântico.

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

O quarto do menino tem uma decoração mais contemporânea, mas ainda com influências setentistas nas formas psicodélicas dos tapetes que se encaixam desenhados para o ambiente, dando continuidade a poltrona giratória redonda.

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

O quarto do casal recebe com uma pequena sala íntima, de frente para a porta uma parede angulada desenhada para ser uma divisória revestida conceitualmente de espelho e um aparador sobreposto com as mesmas influências de desenho. O tapete oval se encaixa nas poltronas giratórias em tecido rosa.

| Denilson Machado / MCA Estúdio / Divulgação

No espaço de dormir, a cama, simetricamente posicionada, de um lado, e a bombee (que passa gerações com a família); e do outro a mesa de cabeceira contemporânea, mostra o contraste do antigo e muito bom, com o design contemporâneo e genial.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]