i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

6 dicas para não errar na escolha e instalação do papel de parede

  • PorEloá Cruz*
  • 18/11/2019 04:56
Foto: Bigstock
Foto: Bigstock| Foto:

Instalar o papel de parede em casa pode parecer fácil, mas há dicas preciosas que não estão nos rótulos dos produtos e que podem fazer toda a diferença na finalização do revestimento. Muito além de medir a parede e colar com cuidado, o arquiteto André Cabral ensina truques que vão desde a escolha de estampas até qual é a melhor posição no ambiente para instalar o papel. Confira:

Escolha certeira

Existe no mercado uma vasta gama de papel de parede, e a variação vai além das estampas e desenhos, tendo no tipo de fixação, que pode ser por papel adesivo ou papel com cola, uma delas. Para iniciantes no “faça você mesmo”, a melhor escolha é o papel adesivado. “Ele é mais fácil de descolar da parede caso aconteça algum erro”, comenta o profissional.

O papel vinílico também é mais indicado para quem pretende fazer a instalação sozinho. “Ele é mais resistente, tem um aspecto mais emborrachado, e não rasga com facilidade”, orienta.

Foto: Bigstock
Foto: Bigstock

Meça a parede

Pode parecer bobo, mas o simples fato de medir a parede e saber a área de cobertura do papel pode evitar frustrações durante a instalação. “20% a mais de papel, essa é a quantidade média para encaixar desenhos e também para algum possível imprevisto”, avisa Cabral.

O encaixe de estampa varia muito de papel para papel, assim como a largura do rolo. Tudo depende do modelo. Hoje no mercado, um rolo de papel vem com 10 m de comprimento – em média. Os valores chegam de R$ 60 a R$ 300 por rolo, em média.

Prepare a superfície

Limpe bem a parede e passe uma lixa fina, isso vai facilitar a fixação do papel e evitar descolamentos, principalmente nas laterais e nas pontas. Se a parede tiver desenhos ou pintura com tinta escura por baixo, o ideal mesmo é passar uma demão de tinta clara antes de instalar o papel, caso ele seja muito fino. A tinta escura pode modificar a estampa de papéis de parede com pouca espessura.

A parede ideal

Para que um papel de parede ganhe destaque, ele precisa ser colocado na parede oposta a da janela. “Isso vai fazer com que a iluminação natural dê luminosidade por completo, sem nuances”, comenta o arquiteto.

A instalação do papel de parede pode ser feita em uma só parede, ou também em todas as paredes do cômodo. Tudo vai depender do estilo da decoração. Num lavabo, por exemplo, todas as paredes podem ter estampas – já que a permanência no espaço é curta. Já no caso de um quarto ou sala de estar, a estampa do papel de parede precisa ser bem discreta caso seja feita a instalação em todas as paredes. Outra tendência interessante é a aplicação do papel no teto, uma aposta mais fora do convencional.

Foto:
Foto:

Aplicação reta e sem bolhas

Depois de preparar todo o material e já com a parede limpa, o processo de fixação do papel é feita. Tenha em mãos, além do papel de parede, uma escada, fita métrica, régua, estilete, e até um cartão – pode ser cartão de plástico -, além de uma agulha fina.

O primeiro passo é acertar o caimento do papel, que precisa ficar bem retinho. Para isso, fixe a ponta do papel na parede e veja como segue o caimento até o chão. “A instalação tem que ser feita com paciência, pois um erro pode alterar o resultado final”, explica o profissional. O cartão de plástico é usado para fixar bem os cantos do papel e a agulha para retirar o ar de possíveis bolhas que venham a aparecer.

Estampa ideal

Escolher a melhor estampa para o papel de parede requer uma análise de todo o ambiente. “Se eu tenho uma decoração leve, posso dar destaque com uma estampa colorida. Mas se eu já tiver cores fortes no ambiente, é melhor escolher um papel mais neutro, com uma textura diferente apenas”, orienta Cabral.

O tamanho do desenho também pode causar ilusão de ótica e deixar o ambiente maior ou menor. Salas pequenas pedem desenhos mais suaves. Já se o espaço é grande, dá para apostar em estampas grandes.

*Especial para HAUS.

LEIA TAMBÉM

Mundialmente famosa por suas rendas, estilista Martha Medeiros assina papel de parede incrível

Arte além do quadro: obras em papel de parede e tapetes ganham espaço na decoração

Papel de parede autoral transforma apartamento de Paris em galeria de arte incrível

Renda tradicional brasileira vira papel de parede nas mãos de famosa estilista

 

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.