Foto: José Henrique Moura/Divulgação
Foto: José Henrique Moura/Divulgação| Foto:

1 . Estar  ao ar livre
Criar um estar ao ar livre é uma excelente forma de valorizar a área externa. “Uma bela vista em um ambiente protegido, íntimo, e que, ao mesmo tempo, proporcione contato com a natureza, cria um ambiente ideal para relaxar”, sugere a arquiteta Margit Soares. Na foto, projeto de pousada na ilha de Fernando de Noronha, assinado pela profissional, aproveita o lindo cenário natural para um descanso.

2. Refúgio particular
Escolha um lugar especial para criar seu recanto. Ele precisa estar longe do movimento maior da casa e também dos ambientes com muito barulho, como a sala de estar ou lavanderia e cozinha. Pode ser um cantinho do quarto, um lugar no quintal, ou mesmo na varanda. Se possível, escolha um ambiente com bastante incidência de luz natural.

3. Aposte nas cores
As cores na decoração também ajudam, e muito. De acordo com a arquiteta Josianne Madalosso, que desenvolveu um espaço de leitura para um amante da música, cores terrosas ajudam a criar um ambiente tranquilo. “Vale apostar no bege, marrom, até o azul celeste é uma boa pedida. Cores mais fortes como o laranja e vermelho intenso podem fazer efeito inverso”, comenta a profissional.

4. Conforto é fundamental
Preze pelo conforto. Escolha uma poltrona e cadeiras, com materiais macios, que não prejudiquem a coluna, preservando a postura. Vale investir também em almofadas, mantas, e outros acessórios para deixar o ambiente bem aconchegante.

5. Natureza para dentro
Caso não haja espaço verde no quintal ou na varanda, traga a natureza para dentro de casa. “O contato com a natureza e com elementos naturais é uma fonte de relaxamento e estimula interações positivas com as pessoas”, comenta Margit Soares. Vasos de plantas aromáticas, pequenas fontes naturais e móveis de fibra e madeira são boas opções.

Foto: Nenad Radovanovic/Divulgação
Foto: Nenad Radovanovic/Divulgação| Nenad Radovanovic

6. Estilo zen
Se a proposta é fazer um espaço para meditação, escolha uma poltrona com estrutura mais baixa, que  ajuda a remeter ao estilo oriental. “A crença diz que permanecer próximo da terra ajuda a recarregar as energias e proporcionar momentos de tranquilidade”, comenta a designer de interiores Gisele Busmayer. A profissional assina projeto zen em tons de roxo.

7. Canto da leitura
Para quem gostar de ler, escolher um canto da casa para se debruçar em cima dos livros é uma boa ideia. Basta um sofá, ou um pufe bem confortável, estantes e iluminação adequada. Pode ser montado no quarto mesmo, ou numa sala mais reservada da casa. O espaço pode também ser instalado no escritório, para o tempo de relax.

Foto: Gerson Lima/Divulgação
Foto: Gerson Lima/Divulgação| Gerson Lima

8. Feng shui
A casa é um ambiente vivo e precisa respirar. De acordo com a consultora de Feng Shui, Roselane Menezes, o lar tem de ter oxigênio, ar puro. “Abra portas e janelas. É fundamental que a casa respire. O ar não pode ficar estagnado”, explica a profissional. Para ela, isso  renova energias e traz alegria e boas vibrações – segundo a sabedoria milenar do Feng Shui – para os espaços.

9. Som ambiente
Em um ambiente externo, mais próximo da natureza, é possível relaxar ao som dos passarinhos. Mas, se o local é interno e distante da natureza,  a música ambiente pode ajudar a trazer tranquilidade. O barulhinho de um sino dos ventos também é capaz de deixar o espaço mais harmonioso.

10. Aromaterapia
A aromaterapia tem poderes de tranquilizar e trazer o bem-estar para dentro de casa. Com óleos essenciais naturais, é possível deixar não só o ar mais puro, como também criar uma atmosfera mais relaxante ou até alegre e extrovertida. “A recomendação é sempre usar óleos essenciais em aromatizadores que fiquem longe de animais e crianças. Basta de 6 a 15 gotas para um ambiente de até 20 m² para aromatizar por uma hora”, salienta a aromaterapeuta Mayra Corrêa e Castro.

11. Limpeza e organização
Seguindo os preceitos do Feng Shui, limpeza e organização são imprescindíveis para manter a harmonia. Em espaços muito entulhados a energia não flui. “É preciso tirar o que não se usa, jogar fora ou consertar o que está quebrado, pois isso atrapalha a nossa vida. É uma analogia muito simples: se não conseguimos resolver as coisas a nossa volta, há questões que não estão bem resolvidas dentro de casa”, esclarece Roselane.

12. Iluminação planejada
A iluminação tem o poder de relaxar, mas também de estimular. Para criar uma atmosfera calma, a luz amarela é a mais apropriada. “Ela traz conforto, pois lembra a luz de vela, do sol, e é bastante aconchegante”, explica a arquiteta Josianne Madalosso. Se for um local de leitura, vale investir num dimmer para controlar a luz, ou numa luminária de chão, abajur.

13. Banho relaxante
O momento do banho pode ser transformado num ritual terapêutico. Por isso, a pedido dos clientes, o arquiteto Zeh Pantarolli e o designer Diego Miranda sugeriram a instalação de um sistema de banho completo com banheira, chuveiro, ducha lateral, sauna, sistema de rádio, bluetooth e cromoterapia. Solução eficaz para quem quer otimizar espaço.

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo
Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo| Gazeta do Povo
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]