Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
“O design brasileiro é criativo e caloroso”, celebra a designer Marta Manente
| Foto: Rodolfo Sanches

A ítalo-brasileira Marta Manente é uma das principais vozes femininas do design de mobiliário contemporâneo. Criada na região de Bento Gonçalves sobre as montanhas que circundam o Rio das Antas, no Rio Grande do Sul, em meio às balsas do avô que transportavam madeira e a marcenaria do pai, pegou apreço pela lida com móveis e nunca mais "largou o osso". São mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento de projetos contemporâneos para o setor moveleiro.

Siga HAUS no Instagram

Atualmente Marta é diretora do estúdio que leva seu nome -- Studio Marta Manente Design. É decoradora de interiores, formada em Tecnologia em Produção Moveleira e pós-graduada em Design de Produto, com ênfase em móveis. Atuou como professora de cenários internacionais para o curso de Especialização em Design entre a Universidade de Pordedone, na Itália, e a Universidade de Caxias do Sul.

Confira a entrevista que a designer concedeu para HAUS!

Marta Manente soma mais de 20 anos de experiência no design de mobiliário com projetos de sucesso para o setor
Marta Manente soma mais de 20 anos de experiência no design de mobiliário com projetos de sucesso para o setor| Sergio Moss

Depois de apresentar peças suas em cinco edições do Salão do Móvel de Milão, como você percebe este evento que é tão importante para o design mundial?

Este foi o 6º ano em que tive a oportunidade de participar da Semana de Design de Milão com meus produtos. O iSaloni é o principal palco de lançamentos do mundo. É através do dele e dos entornos da feira que todas as tendências e movimentos do nosso segmento são alinhados para vislumbrar as sequências de atividades.

É a grande vitrine de reconhecimento das grandes marcas e também oportunidade de ascensão e impulsionamento para diversos novos talentos que são apresentados no evento.

Como avalia a evolução/transformação do seu trabalho da primeira vez que participou até esta edição?

Em seis anos, a nossa empresa se estruturou na parte comercial de exportação. A maturidade no mundo do design para mim, veio através das estratégias, além da aceitação do projeto, mas sim, também na evolução e estruturação da nossa empresa de design para business.

Entre seus novos lançamentos, as luminárias Jericoacoara, inspirada na praia homônima do Ceará e delicadamente entrelaçadas à mão com macramê de cordas náuticas. 
Em destaque as franjas, que são uma das marcas nas criações da designer
Entre seus novos lançamentos, as luminárias Jericoacoara, inspirada na praia homônima do Ceará e delicadamente entrelaçadas à mão com macramê de cordas náuticas. Em destaque as franjas, que são uma das marcas nas criações da designer| Divulgação

Neste ano, vimos o seu trabalho muito marcado por uma pegada náutica, nas cores, nos materiais etc. Pode nos falar um pouco mais sobre isso?

Este ano os projetos do Studio Marta Manente foram apresentados em collab com a empresa paulista Modalle, que estava expondo no iSaloni. É uma empresa que atua exclusivamente na produção de peças para áreas externas, por isso do uso de materiais específicos para intempéries.

Suas peças são marcadas por elementos bem brasileiros e elas estão presentes em cenários internacionais, de Milão até Nova York, onde você apresentou sua coleção neste ano. Como vem sendo a recepção estrangeira ao seu trabalho e como você enxerga o espaço que o design brasileiro tem lá fora?

Escolhemos lugares icônicos nos dois países para fazermos as produções de fotos de lançamentos das peças, como estratégia de posicionamento internacional e também nacional. Em Nova York, fotografamos no Central Park, na Times Square, no Vessel; em Milão, na Piazza Duomo e na Galleria Vittorio Emanuele. E levar o nosso design genuíno brasileiro para estes lugares tão importantes no mundo e principalmente sendo reconhecido neste panorama tão competitivo é motivo de grande alegria e honra.

É tão satisfatório vermos nossos produtos ladeados por grandes players mundiais, sendo referenciados pela alta qualidade tecnológica tanto quando aos demais produtores mundiais, porém, com o nosso diferencial do design brasileiro criativo e caloroso. Com matérias-primas nativas e originais, principalmente as nossas madeiras e trabalhos artesanais que são tão admirados lá fora.

Sofá e poltrona Pietra, que resgata as lembranças da designer sobre o rio onde sua família trabalhava e as pedras do fundo do curso de água que foram lapidadas pelo movimento das águas. O sofá e a poltrona Pietra são desenhados com formas orgânicas e puras. São revestidos com um mix de tecido boucle e couro, possui um braço slim decorativo em metal que tem cordas de couro entrelaçados à mão, fazendo o sofisticado detalhe que enaltece e valoriza à peça
Sofá e poltrona Pietra, que resgata as lembranças da designer sobre o rio onde sua família trabalhava e as pedras do fundo do curso de água que foram lapidadas pelo movimento das águas. O sofá e a poltrona Pietra são desenhados com formas orgânicas e puras. São revestidos com um mix de tecido boucle e couro, possui um braço slim decorativo em metal que tem cordas de couro entrelaçados à mão, fazendo o sofisticado detalhe que enaltece e valoriza à peça| Carlos Ben

Você vem de uma família e de uma região que são, ambas, de tradição moveleira. Como isso influencia a maneira você trabalha a madeira e as peças de design?

Sem dúvidas influencia, pois eu vivo essa atmosfera desde sempre, pois fui criada em meio a marcenaria do meio pai. Minha memória afetiva da infância é esta, e tenho certeza que cada produto que eu crio tem os valores desta história, e claro, no início da minha carreira profissional as questões técnicas de vivência na produção facilitaram a criação e desenvolvimento dos meus projetos nas indústrias que assessorei.

Produção artesanal, técnicas ancestrais, tradições familiares. Valorizar elementos e metodologias mais individualizadas, mais orgânicas e menos industriais parecem ser marcas do que é feito no Brasil em termos de design. Você concorda com isso? Ou acha que o nosso design também caminha para a industrialização cada vez mais intensa?

O design brasileiro está numa fase madura, ele é justamente reconhecido no mundo por trabalhar com todos estes pilares unidos. Os produtos que acabei de lançar em Milão, por exemplo, são produzidos em alta escala, com maquinários e matérias-primas de vanguarda, porém, na própria indústria há um setor de artesãos que tramam a singularidade do projeto.

Coleção Cuore, presta homenagem a ancestralidade italiana da designer, foi desenhada com traços orgânicos e fluidos em tubos de aço carbono que abraçam quem a experimenta. Estofada com tecido de boucle,  com tramas rústicas que trás a sensibilidade do feito à mão, porém na tecnologia do tear. E os detalhes esculpidos em madeira fazem a aliança entre a batida do coração das duas nações da designer
Coleção Cuore, presta homenagem a ancestralidade italiana da designer, foi desenhada com traços orgânicos e fluidos em tubos de aço carbono que abraçam quem a experimenta. Estofada com tecido de boucle, com tramas rústicas que trás a sensibilidade do feito à mão, porém na tecnologia do tear. E os detalhes esculpidos em madeira fazem a aliança entre a batida do coração das duas nações da designer| Carlos Ben
| Carlos Ben
| Carlos Ben
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]