i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Design

Paola Lenti é celebrada por tramas artesanais fabulosas e peças de conforto máximo

  • PorSharon Abdalla e Eloá Cruz, especial para HAUS
  • 06/03/2020 16:03
  • Atualizado em 05/10/2020 às 12:13
Fotos: Paola Lenti/Divulgação
Fotos: Paola Lenti/Divulgação| Foto:

Em um primeiro momento é fácil associar o design de Paola Lenti com sua facilidade em trabalhar com cores de maneira tão sutil e marcante (sim, ao mesmo tempo!). Mas definir as peças de Paola pelas cores é manter-se no raso. A designer italiana produz tecidos, tapetes e móveis para uso interno e externo em um casamento perfeito entre tecnologia e tradição.

Siga HAUS no Instagram!

As peças de Paola Lenti são assim: fazem você se sentir tão confortável quanto vestir seu pijama preferido no fim do dia. A profissional, que trabalha em harmonia com técnicas manuais e alta tecnologia, desenvolve há mais de 20 anos suas próprias cores, tecidos e revestimentos de suas peças - tudo isso com rigor de quem sempre se dedicou a desenvolver seus produtos da forma mais primorosa possível.

Nesta seleção de mulheres protagonistas do design e arquitetura, a HAUS convidou a consagrada designer italiana para um bate-papo sobre processo criativo, estética e tecnologia. Confira a seguir!

A designer Paola Lenti é uma das grandes referências do design italiano que sabe se reinventar. Foto: Paola Lenti/Divulgação
A designer Paola Lenti é uma das grandes referências do design italiano que sabe se reinventar. Foto: Paola Lenti/Divulgação| Maurizio Natta

Como seu relacionamento com o design começou?

Começou quando eu era uma jovem designer gráfica, com trabalhos freelancer de direção de arte para marcas da área da moda. Em consequência, eu fui constantemente desafiada a criar atmosferas, cenários e stands. Eu costumava fazer sozinha, criando do zero, o design de tapetes e outras coisas.

Meu pais não eram artistas, mas ambos eram entusiastas e, o que é mais importante, eles naturalmente desenhavam a beleza e consequentemente me ensinaram sobre beleza. Beleza era o valor mais importante, o que pra mim hoje não tem mais tanto valor assim. Eu lembro do meu pai conversando comigo quando ele ia pintar no interior - era um dos seus hobbies. Ele me fazia apreciar a beleza e as cores da natureza.

Coleção de banquinhos assinados por Paola Lenti. Fotos: Paola Lenti/Divulgação
Coleção de banquinhos assinados por Paola Lenti. Fotos: Paola Lenti/Divulgação

Conte-nos sobre como a Paola Lenti nasceu.

Eu resolvi criar a marca Paola Lenti 26 anos atrás, inicialmente porque eu tinha minhas próprias ideias e não estava pronta para um compromisso. Eu sempre gostei de trabalhar com materiais de todos os tipos, tecidos em particular. O ponto decisivo veio em 2000, quando minha irmã Anna escolheu me ajudar a transformar a marca numa verdadeira indústria. A partir daí, tudo começou a ficar bem melhor.

Tocar uma empresa é bem puxado, especialmente com as dificuldades naturais de um empreendimento que vinha crescendo. Minha irmã tomou o controle e colocou a marca na direção certa, enquanto eu dedicava meu tempo cuidando do que eu sabia fazer de melhor. Isso fez com que a empresa ficasse conhecida no início pela coleção de tapetes e algumas peças estofadas. Porém, em torno de 2003, nós introduzimos nossa coleção outdoor baseada na nossa marca de linhas, que desenvolvemos em parceria com institutos de pesquisa. A companhia se abriu para novos materiais, tecidos e peças e isso fez com que o trabalho ficasse cada vez mais singular, numa visão mais global da decoração.

Tramas manuais em fibras naturais e sintéticas da marca. Fotos: Paola Lenti/Divulgação
Tramas manuais em fibras naturais e sintéticas da marca. Fotos: Paola Lenti/Divulgação

As cores são uma das características mais expressivas do seu trabalho. Mas sua relação com elas vai além da questão apenas estética. Pode comentar sobre ela?

Minha paixão pelas cores nasceu comigo. Eu sempre me lembro de estar envolvida e atraída por materiais e cores. Eu era bem jovem, talvez uns cinco anos de idade quando eu ganhei de presente um álbum de colagem de papel colorido. As primeiras peças que eu recortei eram laranja escuro e azul turquesa escuro, cores que eu gosto ainda hoje. Isso ainda me parece bizarro, mas cada vez que eu começo a selecionar cores para uma coleção, lembro-me de eu mesma cortando essas peças.

Qualquer cor me sensibiliza, mas nem todas as cores ficam bem em todos os lugares. Se uma cor parece desagradável, significa que está errada naquele lugar. Eu sempre tento integrar as cores a uma realidade. Por outro lado, a percepção e a emoção em torno da cor muda com o passar do tempo, por isso eu consigo escolher a cor certa para o momento certo.

Você desenvolve as cores dos tecidos e fibras que revestem suas peças. Por que tem esse cuidado? 

Porque as cores podem integrar peças de mobiliário para áreas externas e internas. Além disso, existe a cuidadosa seleção de materiais e preciso uso das cores. A escolha para peças de uso interno levam em conta a maciez do material, o que raramente acontece numa escolha de tecidos e fibras para uso externo. Madeiras, pedras e outras materiais em geral podem casar com qualquer tecido dos produtos da coleção Paola Lenti.

Primeira coleção de revestimentos assinados por Paola Lenti. Fotos: Paola Lenti/Divulgação
Primeira coleção de revestimentos assinados por Paola Lenti. Fotos: Paola Lenti/Divulgação

Você está na vanguarda do uso de tecidos para revestir móveis para áreas externas. Como e quando isso aconteceu?

Nós podemos dizer com certeza que Paola Lenti é uma marca que inovou em tecidos para uso externo. Em 2002, nós sentimos a necessidade de ter estofados ao ar livre que fossem confortáveis e que parecessem com os móveis usados nas áreas internas. Nós não fazemos referência à decoração, isso porque os tecidos da Paola Lenti não são decorativos, eles permitem aplicar as cores certas em diferentes contextos. Essa é uma intuição real nossa. Quando começamos a trabalhar com isso, não havia ninguém no mercado que fazia algo parecido, com essas características. Os tecidos que fazemos são produzidos com linhas feitas de fibra de poliolefina, uma pesquisa nos fez modificar o material básico para obter altas performances. Nós não trabalhamos sozinhos e podemos dizer que hoje estamos satisfeitos com o trabalho: a intuição se tornou realidade, a qual nos permitiu criar novos tecidos para uso externo a cada ano.

Cada tecido Paola Lenti, material ou produto externo é destinado para durar, para que seu fim tenha o menor impacto ambiental possível. Queremos que os nossos produtos tenham desempenhos invejáveis, mas sem deixar de lado o mundo ao seu redor e a boa qualidade de vida que as peças precisam garantir às pessoas. Nossas escolhas sempre são ditadas pela ética com a natureza e com as pessoas. Isso se tornou durante o passar dos anos o princípio fundamental da filosofia da empresa.

Revestimento hexagonal em tons azulados. Fotos: Paola Lenti/Divulgação
Revestimento hexagonal em tons azulados. Fotos: Paola Lenti/Divulgação

Suas peças são simples, mas não são óbvias. São elegantes, mas fogem do luxo pelo luxo. Como descreve o conceito por trás do seu trabalho?

Eu sempre tento criar peças que são sóbrias e essenciais, que sejam atemporais. Eu tento oferecer o mais simples e ao mesmo tempo convidar objetos que possam ser amigos das peças. Quando você chega em casa, ou vai para o terraço ou jardim, e encontra essas peças, faz com que você se sinta como em seu antigo e amado vestido, em seus chinelos confortáveis, em seu mundo. Eles não vão 'gritar', eles vão espalhar o silêncio, a sensação de paz e tranquilidade.

Como é seu processo criativo?

Primeiro de tudo, eu tento 'pensar'. Dois ou mais pensamentos, que às vezes possam parecer totalmente diferentes e desconectados, mas que juntos possam oferecer soluções surpreendentes. E isso pode acontecer a qualquer momento, inesperadamente e de uma forma bem espontânea. A mesma solução pode me surpreender e ajudar a conectar os resultados a outros pensamentos.

Meu processo criativo é baseado em dedicação e trabalho contínuo. Uma vez que eu tenha a ideia de desenvolver algo, e isso é demorado; todos os dias eu analiso, vejo e refino até eu chegar à realidade que eu tive no início. Mas eu não estou sozinha nisso tudo. Qualquer objeto criado na empresa é sempre um resultado de um trabalho em equipe, em um diálogo e confronto diário. É claro que eu lidero isso, mas cada membro, do designer ao artesão que trabalha na empresa, contribui para o desenvolvimento de produtos com suas habilidades e competências.

Mobiliário com tramas artesanais, que são a principal marca da Paola Lenti. Fotos: Paola Lenti/Divulgação
Mobiliário com tramas artesanais, que são a principal marca da Paola Lenti. Fotos: Paola Lenti/Divulgação| Sergio Chimenti

O toque artesanal é outra das características de suas peças. O que faz com que dê especial atenção ao trabalho artesanal?

Eu aprecio a harmonia imperfeita do trabalho manual. As técnicas artesanais não são agressivas e, de alguma forma, elas estão na nossa memória inconsciente e em nossos corações. Ela é amigável e, além disso, ajuda a criar peças que são sempre únicas e de alta qualidade. É meu processo preferido, o qual é base para todos os meus projetos, é o único que combina harmoniosamente com tradição e habilidades manuais com soluções técnicas e industriais mais avançadas. Tradição e tecnologia têm características essenciais e importantes: quando elas se mesclam, elas fortalecem uma a outra. A maioria dos produtos Paola Lenti é resultado dessa colaboração. O tapete Spin, por exemplo, tem sua base e alinhamento à mão, e então é costurado à máquina, sempre com cuidado e controle de um profissional.

Ano passado você veio ao Brasil para assinar o showroom de uma loja de mobiliário de São Paulo. Foi sua primeira visita ao país? Que impressão você teve daqui?

Foi minha primeira vez no Brasil. Paola Lenti como marca está continuamente evoluindo e cada novo contato pode nos influenciar positivamente. Voltei com muitas impressões positivas em meus olhos e minha alma, que desejo compartilhar e traduzir em novas cores e formas.

Fotos: Paola Lenti/Divulgação
Fotos: Paola Lenti/Divulgação

Sua exibição no FuoriSalone é uma das mais aguardadas de toda a Semana de Design de Milão. O que pode nos dizer sobre o que está preparando para 2020?

Nossos produtos ideais são resultado de um equilíbrio entre a estética e a funcionalidade. Essa relação é determinante para o projeto. E é exatamente isso que o tornará atemporal.

O equilíbrio deve existir entre diferentes peças que decoram um espaço e o próprio ambiente. O mobiliário deve se integrar discretamente. Não devem chamar mais atenção que seu redor e as pessoas que o usam. Mas devem adicionar valor, elegância e conforto de uma maneira silenciosa, eu diria.

Um produto com bom design não tem que ser apenas bonito, mas ser simples, fácil de usar, convidativo e amigável ao usuário. Isso implica muitas soluções técnicas que muitas vezes não são aparentes, mas são fundamentais para que cada peça assuma sua função adequadamente.

Mesmo em 2020 nosso trabalho continuará focando no ser humano. Nossa meta é oferecer peças que possam fazer as pessoas se sentirem bem.

Sofás modulares que permitem diferentes angulações ao redor da mesa. Fotos: Paola Lenti/Divulgação
Sofás modulares que permitem diferentes angulações ao redor da mesa. Fotos: Paola Lenti/Divulgação

Em um especial sobre o protagonismo feminino, a próxima questão é inevitável: ser mulher influenciou sua carreira de alguma forma?

Acredito realmente que esse não é um problema de ser homem ou mulher. Criar seu próprio caminho é difícil para todo mundo. Eu sou sortuda por ter nascido em um país onde a liberdade é básica. Além disso, minha personalidade é bem forte e certamente isso me ajudou a enfrentar e superar as dificuldades.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.