Jaime Lerner lança marca própria de design de mobiliário e apresenta mesa inédita

Estréia oficial da "Jaime Lerner Design" acontece na SP-Arte 2019, maior festival de arte e design da América Latina

Marca Jaime Lerner Design nasce com a assinatura do urbanista que está entre os mais influentes do mundo. Fotos: Luan Galani e Albari Rosa / Gazeta do Povo

por Luan Galani*

03/04/2019

compartilhe

Membro fixo do panteão dos bons urbanistas a nível internacional, Jaime Lerner agora se joga de cabeça no design de mobiliário. O arquiteto que revolucionou Curitiba nos anos de 1970 lança sua própria marca de móveis, batizada de “Jaime Lerner Design”, com um espaço próprio na SP-Arte, o maior e mais importante festival de arte e design da América Latina, que começa nesta quarta-feira (3) e segue até domingo (7), no Pavilhão da Bienal, no Parque Ibirapuera, em São Paulo.

Coleção de Jaime Lerner apresentada na SP-Arte. Foto: Luan Galani / Gazeta do Povo

Até então Lerner apenas flertava com o design de mobiliário. Em 2016 lançou sua primeira criação: a namoradeira Duo, em chapa de aço, como parte do projeto nacional Viés, e até hoje havia desenvolvido apenas mais cinco peças, como a chaise Urca, a cadeira Toinoinoin e a cadeira Lua, para citar apenas as mais conhecidas.

Mas agora quer se tornar um nome forte também na área do design. E por isso traz para a feira de São Paulo sua primeira mesa, intitulada Tokyo. A obra é de aço carbono preto e consiste em duas peças soltas simétricas de linhas contínuas, sem qualquer tipo de emenda ou solda, rendendo homenagem para o minimalismo japonês. Além de serem mais baixinhas que o usual, como é de costume nas mobílias nipônicas, as duas partes que formam a mesa deixam um vão proposital entre elas, o que agrega ainda mais poesia aos volumes.

Detalhe da mesa Tokyo assinada por Jaime Lerner. Foto: Luan Galani / Gazeta do Povo

À frente do negócio estão sua filha e empresária Ilana Lerner e a arquiteta Samira Barakat. Elas explicam com exclusividade para HAUS que o arquiteto despertou para isso só agora. “Desde 2008 ele começou a brincar com algumas dobraduras. Nós vimos potencial e decidimos que era hora de tornar isso oficial”, confidencia Ilana.

Samira lembra que as obras são assinadas e seriadas — só existem mil peças de cada mobiliário, o que os torna ainda mais exclusivos. Nos próximos anos as duas sócias querem trazer também peças em madeira maciça assinadas por Lerner, que ate agora só explorou o metal e chapas de madeira em seus objetos.

A marca por enquanto não terá endereço físico. Interessados podem acessar o e-commerce clicando aqui.

*O jornalista viajou a convite do evento.

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você