Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Cadeira Tuiuiú.
Cadeira Tuiuiú.| Foto: Divulgação/Estúdio Jatö

Um dos mais importantes biomas brasileiros, o Pantanal, mais especificamente o da região sul-mato-grossense, é a inspiração da coleção homônima que marca o debut do designer Henrique Viblin, do Estúdio Jatö, no mercado nacional.

Paranaense de nascimento e morador do Mato Grosso do Sul há sete anos, após breve passagem por São Paulo, o profissional convive com o universo da madeira desde a infância - a família era proprietária de uma madeireira -, a partir de quando começou a se interessar não apenas pela matéria-prima, mas por fazer com que ela ganhasse vida por meio do design e da funcionalidade.

Siga a HAUS no Instagram

Tamanha curiosidade, no entanto, perpassa outras esferas da vida de Viblin. Isso fez com que tenha se graduado em História e estudado e trabalhado com teatro, fotografia, música e produção áudio-visual, antes de se lançar profissionalmente no design.

Cadeira Tuiuiú.
Cadeira Tuiuiú. | Divulgação/Estúdio Jatö

"Sempre mantive esse convívio com o design e a criação de forma paralela ao meu trabalho. Há cerca de 3 anos, comecei a trabalhar profissionalmente esse aspecto do design e senti uma confirmação de que essa e a área que eu tinha por vocação. A maturidade me trouxe essa clareza. Apesar desses outros interesses, o design falou mais forte", conta.

Pantanal

O fascínio que a cultura e, principalmente, a flora, a fauna e a geografia do Pantanal do Mato Grosso do Sul exerceram sobre o profissional desde sua chegada ao estado serviram de base para o conceito da coleção, composta por uma cadeira, uma mesa de centro e um mancebo.

Mais do que isto, as formas daquelas últimas definiram quais seriam estas peças e não o contrário, como explica Henrique. "Busquei criar imagens e formas relacionadas aos pontos da pesquisa que realizei. Não priorizei o que queria fazer, mas sim o que a pesquisa disse ser o mais adequado, como se as formas que encontrei determinassem em quais peças elas deveriam se encaixar", detalha.

Mancebo Paratudo.
Mancebo Paratudo.| Divulgação/Estúdio Jatö

Assim nasceu a cadeira Tuiuiú, que como o próprio nome sugere, homenageia a ave-símbolo do Pantanal, executada em madeira canela, de origem controlada.

Mesa de centro Corixo.
Mesa de centro Corixo.| Divulgação/Estúdio Jatö

O mancebo Paratudo, por sua vez, faz referência à árvore cuja casca tem propriedades medicinais e é produzido em eucalipto salina proveniente de reflorestamento. Por fim, a mesa de centro Corixo traz formas orgânicas, em MDF, que remetem ao fluxo das águas das planícies pantaneiras alagadas.

As peças são produzidas sob encomenda e podem ser requisitadas aqui.

Conteúdo editado por:Luan Galani
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]