De aplicativo contra depressão ao redesenho do caminhão de lixo: projetos curitibanos levam o Prêmio Bom Design

Projetos da UP, UTFPR e UFPR saíram vencedores na noite de premiação de TCCs da ProDesign>pr

Fotos: Divulgação

por HAUS

12/07/2018

compartilhe

Cinco designers paranaenses recém formados foram laureados na noite desta quinta-feira (12), na Redhook School, com o tradicional Prêmio Bom Design, da Associação das Empresas e Profissionais de Design do Paraná (ProDesign>pr). A premiação anual é voltada para trabalhos de graduação das instituições de ensino superior do Paraná e conta com o apoio do selo Curitiba – Cidade de Design da Unesco.

Ao todo, concorreram 42 projetos nas categorias de design gráfico, produto, digital, moda, motion e serviço. Os trabalhos, que este ano também poderiam ser teóricos, além de práticos, foram julgados por 28 jurados.

Foto: Divulgação

>>> Construída em antigo lixão, biblioteca brasileira concorre a prêmio de melhor do mundo

De acordo com Gisele Raulik, coordenadora do evento, a inclusão do reconhecimento de projetos teóricos busca avançar a prática do design através do estudo e discussão da sua prática. “Para a ProDesign é importante não perder o foco da aplicabilidade dos projetos para o mercado ou a sociedade. Assim, os dois projetos teóricos escolhidos para serem premiados foram projetos que apresentaram uma discussão, uma aplicação e um avanço claro”.

Confira os vencedores do Prêmio Bom Design 2017

Categoria Teórico

-Oficina Ideativa – Proposta de uma abordagem para a Educação Infantil com base na EdaDe, de Larissa Prado Mastria e Tadeo Zuzek, orientados por Renato Bordenousky Filho, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Imagem: Divulgação

-Menção honrosa: Compósito biodegradável de fibras vegetais e poliuretano de mamona: aplicações ao design de produto, de Kauhana Christine de Souza Silva, orientada por Ugo Leandro Belini, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Imagem: Divulgação

>>> Cientistas descobrem que rosa choque é a cor mais antiga encontrada na natureza

Categoria Prático

-1º lugar: Repensar da coleta de resíduos, visando soluções ergonômicas voltadas a relação máquina e coletor, de Douglas Vinicius Fontana e Erich de Almeida, com orientação de Erika Fiorillo, da Universidade Positivo.

Imagem: Divulgação

-2º lugar: SoulRise – Aplicativo mobile para o tratamento da depressão, de Marcelo de Costa e Yanne Moreira, orientados por Stephania Padovani e Eron Rocha, da Universidade Federal do Paraná.

Imagem: Divulgação

-Menção honrosa: ÓKI – Coleção Cápsula de Joias e Vestível, de Camila Antunes Villanova, orientada por Ronaldo Corrêa, da Universidade Federal do Paraná.

Imagem: Divulgação

Prêmio pode se estender para todo o Sul

Criada em 1987, a premiação pode valer para toda a região Sul a partir da próxima edição. “Estamos analisando a possibilidade de estender o prêmio para Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Existe uma carência de prêmios desta natureza e a discussão da qualidade da produção acadêmica de design precisa ser ampliada”, explica Tulio Filho, que também coordena o evento.

Confira todos os trabalhos finalistas e vencedores aqui.

LEIA TAMBÉM

Conhecida por criações exuberantes, jovem italiana é o grande novo nome do design mundial

 

 

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você