Salão do Móvel de Milão lança manifesto inédito para a renovação da cidade e do próprio evento

Documento é considerado ponto de recomeço para a feira internacional de Milão, que está em busca de inovação genuína na arquitetura e no design

Projeção da instalação de Carlo Ratti que será um dos destaques em Milão. Foto: CRA/Reprodução

por Luan Galani

15/03/2018

compartilhe

O Salão do Móvel de Milão, evento oficial que é a coluna vertebral da Semana de Design italiana, publicou pela primeira vez em quase 60 anos um manifesto. No documento inédito, que pode ser acessado aqui, a organização do evento, que é o mais importante do mundo no universo do design e decoração, defende a renovação urbanística da cidade e uma nova maneira de conceber a feira. HAUS estará lá e trará todas as novidades.

Crédito: Reprodução

LEIA MAIS SOBRE O SALÃO DO MÓVEL DE MILÃO 2018

>>> Quatro estações do ano em um único jardim: conheça o novo projeto ousado de Carlo Ratti

A 57ª edição do Salão do Móvel está sendo considerada como um ponto de recomeço para o evento. “Todo novo começo pede por reflexão e compromisso”, explica em nota a assessoria de imprensa do evento. “Não é apenas um gesto de carinho para Milão e todos os atores que contribuíram para seu sucesso, mas é uma declaração de intenções, estabelecendo as fundações para uma nova maneira de pensar.”

Em resumo, o convite é para inovar, em busca de colaboração, inclusão, sustentabilidade, valorização de jovens talentos e da herança cultural, e não descansar nas láureas que já pertencem ao evento e à cidade. “É dessa maneira que podemos dar forma ao tipo de design e arquitetura que é mais consciente das necessidades da sociedade em constante mudança em que vivemos e que aprecia o design futurista, mas também necessita sentir uma variedade de emoções no dia a dia”, sentencia.

Primeira conferência de imprensa da edição de 2018 do Salão do Móvel de Milão. Foto: Cortesia Salão do Móvel de Milão

“Não devemos ser apenas uma nova arquitetura física para a cidade nem novos mobiliários à mostra na feira, mas novos modelos de criação de design e arquitetura, uma nova maneira de pensar e planejar. Design que vai além de si mesmo, que olha para as pessoas, as necessidades do mundo”, decreta o manifesto. “Vamos continuar a ajudar Milão a crescer com uma nova arquitetura futurística, bem como com o diálogo com os edifícios antigos; vamos pensar em termos de um esforço conjunto para criar o modelo de uma cidade que é cada vez mais bonita e acolhedora, não apenas durante o Salão do Móvel.”

LEIA TAMBÉM

Cidade carbono positivo e amiga dos pedestres; conheça a OAC

Casa em condomínio fechado vende móveis, eletrônicos e decoração a partir de R$ 2

Tem cara de madeira, mas não é: revestimentos que copiam com perfeição a textura do material

 

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você