Design independente é destaque na 14ª edição da SP-Arte

Mais importante festival de arte da América Latina, evento valoriza a produção nacional independente ao mesmo tempo em que celebra nomes tradicionais do design brasileiro

Fotos: Sharon Abdalla

por Sharon Abdalla*

13/04/2018

compartilhe

Ao lado de nomes como os de Jorge Zalszupin, Oscar Niemeyer, Guto Índio da Costa e Ronald Sasson, a produção do design brasileiro independente tem alçado voos e conquistado cada vez mais espaço com peças que trazem traços, materiais e acabamentos que não devem em nada aos grandes clássicos nacionais. Prova disso são as criações apresentadas na 14ª edição da SP-Arte (Festival Internacional de Arte de São Paulo), mais importante evento do setor da América Latina, que teve início no último dia 12 (quarta-feira) e segue até 15 (domingo) no Pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

Foto: Jéssica Mangaba/Divulgação/SP-Arte

Pelo terceiro ano consecutivo, o evento conta com um setor voltado ao design, instalado no terceiro piso do pavilhão. Neste ano, são 33 expositores, entre grandes destaques do design autoral brasileiro, antiquários e designers independentes, novidade desta edição.

“A SP-Arte se propõe a criar uma plataforma de inclusão profissional para os jovens artistas, de divulgação dos mestres brasileiros e de formação de público. Sempre existiu um desejo e um apreço nosso pelo design. E a ideia é fazermos por ele o mesmo que pela arte: a criação de um calendário nacional e de um diálogo entre os diversos players do design”, destaca Fernanda Feitosa, diretora e fundadora da SP-Arte.

Entre as peças apresentadas pelos profissionais estão luminárias, mobiliários, tapeçaria e objetos de decoração. Confira na seleção de HAUS alguns dos principais lançamentos de design apresentados na 14ª SP-Arte.

Matilha

Fotos: Sharon Abdalla

O icônico cachorro Puppy, da Magis, foi revisitado e transformado em lúdicas luminárias na coleção “Matilha”, assinada pelo iluminador Maneco Quinderé. As peças são limitadas e trazem o simpático cãozinho iluminado com lâmpadas de Led, filamento, neon e luzes de Natal.

Sentah

A Prototype apresentou na SP-Arte e versão balanço de sua celebrada cadeira Sentah. Produzida em aço, madeira e latão, com revestimento em tecido de algodão, ela traz uma releitura contemporânea à peça, tradicional nos ambientes das décadas passadas.

Bruta

O trabalho artesanal das mulheres do Jalapão, no Tocantins, é a base das peças da coleção Bruta, assinada pela designer Ana Neute para a Itens. Produzidas a partir de discos de capim dourado, ela traz arandelas, pendentes e luminárias de piso e de mesa com diferentes tamanhos e quantidade de lâmpadas.

Gui

Com estrutura em madeira e assento em couro, a linha de bancos Gui, assinada pela Alva Design, é inspirada nos antigos tamboretes mineiros. Na SP-Arte, o escritório apresenta a nova cartela de cores e tamanhos das peças.

Lixo

A reprodução de embalagens de diferentes líquidos que são descartados diariamente pelas pessoas é a base da coleção “Lixo”, assinada pela designer Bianca Barbato. Produzidas em latão fundido, as peças contam com acabamento metalizado e têm edição limitada.

Piscina

Assinadas pelo Estúdio Rain, as mesas da coleção Piscina têm na ludicidade sua principal característica. Em formato que faz referência direta às piscinas, as peças são produzidas em aço carbono e tem tampo em vidro.

Machina&Manus

A relação entre a produção artesanal e os processos fabris são o conceito por trás da coleção Machina&Manus, pré-lançada na SP-Arte. Assinada pelo designer Guto Índio da Costa, ela traz uma poltrona (Ava), duas cadeiras (Lep e Pris) e um sofá (Planos) em jequitibá.

Lamparinas

Produzidas em cristal soprado, as lamparinas Cilindro e Quadrado usam parafina líquida e estão disponíveis em diversas cores. As peças têm tamanhos variados e são assinadas pelo Estúdio Jacqueline Terpins.

Dots

Produzida em ferro e madeira de braúna maciça, a estante Dots, do F.Studio, tem estilo contemporâneo e é modulável, permitindo diferentes composições da peça.

Hermit

Assinada pelo Atelier Noemi Saga, a luminária portátil Hermit tem 5 m de fio e pode ser carrega ou utilizada como abajour. Sua alça ainda permite que ela seja pendurada na parede ou no teto.

Grafia

Com edição limitada, os penduradores da linha Grafia estão disponíveis em 11 modelos. Assinadas pela Ovo, as peças são produzidas em bronze e têm edição limitada.

Herança Cultural

A galeria Herança Cultural desafio cinco dos grandes nomes do design contemporâneo brasileiro a produzir poltronas e pufes inéditos para a SP-Arte. São eles: Rodrigo Ohtake, Flávio Franco, Ronald Sasson, Guilherme Wentz e Zanini de Zanine. As peças, únicas, foram combinadas entre si sem que seus autores soubessem. O resultado é um mix de estilos, texturas e materiais.

Gustavo Bittencourt

Valorizando a madeira, o Atelier Gustavo Bittencourt assina uma linha com três peças em de jacarandá de demolição, composta por banco, estante e poltrona. Além da madeira, elas trazem aço inox na estrutura e assento de palha natural.

*A repórter viajou a convite da SP-Arte.

LEIA TAMBÉM

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você