Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Coleção da Sichenia Ceramiche
Coleção da Sichenia Ceramiche| Foto:

Mármores e pedras naturais, cimentícios, porcelanato, cerâmicos, pastilhas. Não são poucas as opções quando o assunto é revestimento, e cada uma delas ainda oferece uma imensa gama de variedades. Mas o que é novidade no mercado e quais são as tendências nesse nicho da decoração?

Siga a HAUS no Instagram

Durante a Design Weekend São Paulo, a DW! 2021, também recebem destaque os diferentes tipos de revestimento. Na última quinta-feira (07), a Mosarte&Co Concept, a loja conceito da Mosarte na Alameda Gabriel, recebeu convidados para um bate-papo sobre as tendências em revestimentos apresentadas durante a Cersaie 2021. O evento italiano, que aconteceu no final de setembro, costuma ser uma prévia do que vai fazer sucesso nos meses seguintes no que diz respeito a revestimentos cerâmicos, entre outros materiais.

Aspecto natural

Segundo a coordenadora de P&D da Mosarte, Marcela Moura, assim como no mobiliário, as plantas e flores vão invadir o mundo dos revestimentos como nunca, já que uma das tendências é o uso de painéis que remetem a estes elementos, assim como as placas cerâmicas que imitam os papéis de parede. “Novas técnicas de impressão em alta definição permitem mais qualidade e riqueza de detalhes, inclusive com formatos de impressão com volumetria. Além da estética, tem todas as vantagens técnicas do porcelanato, como a facilidade de limpeza”, disse ela durante o evento.

Marca italiana Sichenia apresentou coleção com fortes elementos naturais estampados em alta definição durante a Cersaie 2021.
Marca italiana Sichenia apresentou coleção com fortes elementos naturais estampados em alta definição durante a Cersaie 2021.| Divulgação

Segundo Marcela, a Cersaie 2021 evidenciou materiais com aspecto natural, como o quartzito da Patagônia, que tem uma estética bastante rústica, e cortes de calacatta com veios mais ousados, com maior contraste em relação à cor predominante na pedra.

Essa tendência também foi identificada pela NPK Mármores, que importa com exclusividade dois tipos de mármore que trazem essas características de veios muito aparentes: o mármore Golden Black, do Paquistão, e o Aman Grey, da Grécia.

Aspecto da pedra Golden Black, do Paquistão, na NPK
Aspecto da pedra Golden Black, do Paquistão, na NPK| Luan Galani

A crueza do cimento

No idioma dos revestimentos, natural também quer dizer mais rústico, menos trabalhado, ou ao menos com um aspecto menos artificial. Sendo assim, o fato de os cimentícios ainda estarem em alta faz todo o sentido.

Projeto da arquiteta Priscilla Muller usa o Travertino Navona, da NPK Mármores
Projeto da arquiteta Priscilla Muller usa o Travertino Navona, da NPK Mármores

O que muda, no entanto, é que eles agora se apresentam com mais texturas e em novas cores. “A Cersaie deste ano nos mostrou cimentícios mais quentes, em bege ou terracota, e com texturas mais limpas e mais virgens. Isso também permitirá trabalhar com novas paletas de cores com pontos de calor que dialogam com esses cimentícios mais quentes”, destaca Marcela.

Os tons quentes também aparecem nas pedras naturais e nos mármores. Segundo a diretora da NPK Mármores, Debora Merhy, “as pedras naturais em tons de bege e cinza seguem em alta, como os Travertinos e Limestones, e são perfeitas para composição com os tons terrosos e amadeirados que são tendências”.

Marca que apresentou peças na feira italiana, a Ceramiche Caesar explora a beleza do metal, com pegada industrial em que o concreto é redescoberto.
Marca que apresentou peças na feira italiana, a Ceramiche Caesar explora a beleza do metal, com pegada industrial em que o concreto é redescoberto.| Reprodução/ Instagram

Ela destaca que as pedras naturais em tons de beges e cinzas são a grande tendência para os pisos, além de outras aplicações. “Os mármores em tons quentes podem ser usados para dar um toque no ambiente, como lareiras, painéis; os mármores com alguma textura, seja com acabamento levigado ou escovado; e os tecnológicos com textura para áreas gourmet e bancadas”, complementa.

Mosaicos e texturas

Segundo a coordenadora de P&D da Mosarte, outra tendência diz respeito às texturas na superfície de porcelanato, com uso de microtexturas e inserção de cores intensas para peças de pequenos formatos. As hexagonais, que fizeram bastante sucesso nos últimos anos, seguem em alta, mas agora com novidades como as texturas, peças polidas, com acabamento acetinado e com cortes orgânicos.

Parede revestida com a Fiji Waves, revestimento em mosaico de mármores que é um dos mais vendidos da Mosarte. Assim como as linhas Versalhes, Niterói Legno, Pétlas e Clarity, foi lançada em nova releitura na coleção Constelações.
Parede revestida com a Fiji Waves, revestimento em mosaico de mármores que é um dos mais vendidos da Mosarte. Assim como as linhas Versalhes, Niterói Legno, Pétlas e Clarity, foi lançada em nova releitura na coleção Constelações.| Divulgação

“As peças decorativas misturam desenhos com o próprio formato, criando uma miscelânea de cores e formatos e as possibilidades para criar com esse tipo de revestimento são infinitas”, sugere.

Grandes formatos

Para bancadas e áreas gourmet, a NPK Mármores continua apostando nos revestimentos tecnológicos. “Na Cersaie deste ano, a indústria italiana Atlas Plan, parceira da NPK no Brasil, lançou os tecnológicos em grandes formatos inspirados em pedras que estão em alta, como Travertino e Limestone”, recorda Débora.

Ambiente usa Calacatta Atlas Plan, da NPK, nos tampos da ilha e bancada.
Ambiente usa Calacatta Atlas Plan, da NPK, nos tampos da ilha e bancada.

Essas peças possibilitam não apenas o uso em áreas mais amplas, como também são ideias para elaboração de mobiliários e peças decorativas e, com estratégias de estudo de cada peça, possibilitam melhor aproveitamento da pedra em sua aplicação.

As marcas Eliane e Decortiles também apostam em grandes formatos e espessuras como tendência relacionada aos revestimentos. “As placas de porcelanato têm dimensões extragrandes, de até 162 x 324 cm e espessuras especiais de 12mm e de 15mm. Elas nasceram para ampliar as possibilidades do uso de revestimentos na produção de itens sofisticados, como ilhas, bancadas, painéis, mesas, bancos e objetos decorativos”.

Peça elaborada pelo estúdio emDoïsdesign com grandes formatos em porcelanato.
Peça elaborada pelo estúdio emDoïsdesign com grandes formatos em porcelanato. | Evelyn Müller

Os modelos Florence12 e Basco12, da Decortiles, e Puro 15, da Eliane, por exemplo, são peças exclusivas para porcelanataria. “Por meio da impressão de alta definição, as placas extragrandes fazem as vezes de pedras naturais, oferecendo a resistência e o design de alta performance do porcelanato”.

Peça assinada por Ronald Sasson para a exposição da Eliane e da Decortiles
Peça assinada por Ronald Sasson para a exposição da Eliane e da Decortiles| Evelyn Müller

Pensando nisso, a marca apresentou, neste ano, a mostra Novos Tempos, durante a Design Weekend 2021, em que convidou dez estúdios de design para criar peças exclusivas a partir do porcelanato de grandes formatos. “São verdadeiras obras de arte, nós conseguimos expandir as possibilidades do uso de porcelanatos de grandes formatos na criação de ambientes e de mobiliários personalizados, modernos e sofisticados”, explica o gerente de marketing das marcas Eliane e Decortiles, Siegfried Wagner Jorge.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]