ONU faz eventos em 60 cidades brasileiras para instigar inovação e inclusão urbana

Promovido pela ONU-Habitat, 2ª edição do Outubro Urbano tem 160 eventos em mais de 60 cidades ao longo do mês para pensar como cidades podem ser mais inovadoras e inclusivas

Foto: Daniel Caron/Arquivo/Gazeta do Povo

por Aléxia Saraiva

08/10/2019

compartilhe

Como a inovação pode aprimorar serviços e políticas urbanas de maneira inclusiva e sustentável? Essa é a pergunta que pauta a discussão do Outubro Urbano, iniciativa da ONU-Habitat — Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos — que chega à sua segunda edição em 2019. Com 160 eventos cadastrados em mais de 60 cidades do Brasil, a ideia é reunir mentes para pensar como promover um futuro urbano melhor.

Todos os eventos do circuito são gratuitos e abertos ao público. A programação se espalha ao longo de todo o mês, e vai do Dia Mundial do Habitat (primeira segunda-feira de outubro, que neste ano cai no dia 7) ao Dia Mundial das Cidades (31 de outubro). Confira no mapa todos os eventos desta edição. Cada ponto no mapa é um evento com sua própria programação.

Cidades inovadoras e inclusivas

Os eventos são organizados voluntariamente pela academia, sociedade civil, e instituições dos setores público e privado. Os temas dos eventos abrangem uma ampla gama de setores vinculados à inovação nas cidades — políticas públicas, governança, tecnologia, finanças — e como elas podem melhorar políticas e serviços urbanos — água, esgoto, drenagem, resíduos, energia, mobilidade, habitação, segurança urbana, cultura, educação, entre outros.

Segundo Bruna Gimba, assistente de programas da ONU-Habitat Brasil, todos os eventos pautam a intersecção da inovação com algum serviço ou política urbana. O objetivo é ampliar a noção que se tem deste conceito. “A inovação costuma ser muito vista como tecnológica, quando na verdade são novas formas de lidar com problemas: novas metodologias, novas formas de organização, maior participação da sociedade civil”, explica. “No Brasil, sentimos necessidade de abranger essas questões, mas sem sair de como a inovação contribui pra cidades mais inclusivas”.

Bruna explica que o Outubro Urbano é um momento de campanha e de comemoração que propõem a conscientização de diversos assuntos urbanos. O tema brasileiro foi uma adaptação dos dois temas propostos pela sede da ONU-Habitat, em Nairóbi (Quênia), a nível global: “Tecnologias de ponta como ferramentas inovadoras para transformar resíduos em riqueza” e “Mudando o mundo: inovações e uma vida melhor para as gerações futuras”.

Os debates também abordam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, com foco especial no 11º objetivo: “tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”.

Em Curitiba

A capital paranaense recebe seis eventos do Outubro Urbano ao longo do mês. Confira abaixo:

LEIA TAMBÉM:

Curitiba será primeira capital brasileira a ser monitorada sobre 17 metas de sustentabilidade da ONU

Paris ganha bairro sustentável construído em ruínas de zona ferroviária

Conheça os arquitetos premiados pela Trienal de Lisboa como os mais promissores do mundo

Lado B da Rua XV inspira projeto de “moradia fraternal” e novo espaço para ambulantes

 

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você