Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Sofá terracota em uma sala e objetos dourados em uma parede branca.
Artistas e designer debateram meios de tornar trabalhos autorais mais acessíveis.| Foto: Andrew Spencer/Unsplash

Ficar mais em casa mudou definitivamente a nossa relação com o lar: prestamos mais atenção a detalhes que antes não eram importantes, e buscamos deixar tudo mais aconchegante. Mas, você já parou para pensar que tudo o que está a nossa volta - da cadeira da mesa de jantar ao ventilador - foi pensado e desenhado por um designer?

Unir um uso funcional a beleza foi o mote da conversa "Acessibilidade no Design", no Soul Design Summit, evento paralelo da Expo Revestir 2021, que ocorre totalmente online até esta sexta-feira (26). Os convidados da mesa foram o designer de interiores e cenógrafo Newton Lima, que também é embaixador da marca de tintas Suvinil; o designer de produtos e curador Victor Leite; a pesquisadora e artista Fabiana Queiroga e o designer, artista plástico e empreendedor Rapha Preto. A curadoria da mesa ficou a cargo da Casa Mollde + Conteúdo.

Acompanhe a cobertura da HAUS na Expo Revestir 2021.

Segundo os especialistas, a aproximação do design e da arte com a grande indústria são uma das maneiras de melhorar o acesso das pessoas a um design de qualidade ou a uma peça mais única; o desafio, no entanto, é organizar as vontades dos dois lados, já que a indústria, por trabalhar em escala, costuma buscar resultados mais imediatos.

Siga HAUS no Instagram!

A aproximação da arte com o design é outro aspecto positivo apontado por eles; nos últimos anos é crescente o número de artistas visuais que vêm assinando coleções para grandes marcas, ou, fazendo produtos mais acessíveis para o público em geral.

Assista a conversa completa:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]