Patrocínio

6 tendências de iluminação e 35 modelos de luminárias para incluir na sua casa

Evento bienal do Salão do Móvel de Milão, Euroluce exalta o minimalismo trazendo a iluminação como protagonista dos ambientes

Luminária Chic, desenho limpo e efeito máximo. Da Davide Groppi. Fotos: Divulgação

por Gazeta do Povo*

30/04/2019

compartilhe

Abril em Milão, tempo de Semana de Design, maior evento do mercado mundial da área, mais de 400 mil visitantes, entre arquitetos, designers, jornalistas, lojistas, importadores. Todas essas pessoas em busca das peças, composições, materiais e ideias que permearão a ocupação e decoração das casas e escritórios nos próximos meses. Tudo o que é lançado nos pavilhões de design de Rho Fiera, e também nos mais de 450 eventos que acontecem em toda a cidade italiana, influenciam o design, a decoração, o pensamento de arquitetos e designers. Em resumo, não há como não sofrer influência do iSaloni. E HAUS desde 2010 marca presença por lá para absorver esta atmosfera e traduzi-la.

>>> Confira a cobertura completa do Salão do Móvel de Milão 2019.

Neste ano a Design Week aconteceu entre os dias 8 e 14 de abril e, como em todas as datas ímpares, o Salão Internacional do Móvel recebeu a mostra bienal Euroluce, que apresenta tendências e lançamentos do mercado de iluminação. Se em 2017, viram-se luminárias artísticas, escultóricas e dramáticas, este ano imperou o minimalismo, evidenciando a luz em si, com toda a gama de efeitos possíveis que este recurso oferece à decoração.

Modelo Bird, da Nemo.

Por óbvio há lançamentos de lustres imponentes, em cristal e vidro, mas as marcas mais importantes, em parceria com os principais nomes do design mundial, apostaram nas linhas mais puras, com grande influência da arquitetura, da ciência e da física. Pode-se perceber um retorno ao estudo do conceito de luz, fenômeno físico e que se traduz nas luminárias de forma artística e poética, fazendo absoluta diferença no conjunto das composições de ambientes. Apesar de o minimalismo ficar como o principal recado, a equipe de HAUS observou outras influências e movimentos nos lançamentos de luminárias e selecionou seis pontos que valem a atenção. Aproveite cada inspiração!

O mínimo assinado

Modelo Liaison, da Axolight.

As marcas que abrem os pavilhões da Euroluce costumam ser as de maior expressão, para as quais grandes nomes do design colaboram com suas peças. Nesses espaços foi onde se viu as luminárias mais limpas e com design sofisticado e geométrico, que em muitos casos contemplavam toda a linha, aparecendo nas luminárias de mesa, piso, arandelas e pendentes.

Modelo In Vitro, de Phillippe Stark, para Flos.

Porém, embora o desenho seja mínimo, a estética é máxima. A despretensão é na verdade uma estratégia para encantar os olhos e levar as peças muito além da luz. A tendência para este tipo de desenho aparece em todas as frentes de iluminação, dos pendentes às luminárias de piso. O material usado quase sempre é o metal, mas há espaço para o plástico e madeira. Para Simone Yared, da loja de iluminação curitibana Alma Light, essa possibilidade de se trabalhar com luminárias de espessuras milimétricas sem que se perca a potência de iluminação se deve aos avanços da tecnologia LED. Veja outros modelos com desenho minimalista.

Modelo O45, da Artemide

Linha Opal, de Tom Dixon.

Illan, da Luceplan.

Linha Coordinates, da Flos

 

Redescobrindo o passado e a luz

 

A essência da iluminação é a luz, que antes de ser um produto a ser incluído na decoração de casa, é uma onda eletromagnética e partícula, um fenômeno físico que há séculos desafia os estudos de cientistas.

Parece uma grande viagem, mas muitas marcas recorreram à essência, ao passado, para trazer peças cheias de significado, com luminárias singulares que evidenciam o ponto de luz, a razão da iluminação. Soma-se a isso, a fórmula certeira de olhar para o passado da arquitetura e do design reeditando produtos ou buscando nos arquivos de arquitetos ícones desenhos e croquis esquecidos.

 

Inspiração na natureza

Mármore, madeira, peças inspiradas no corpo humano, na fauna e na flora. As referências à natureza apareceram com força nesta edição da Euroluce. Nas peças com estética mais clássica, a matéria-prima e os desenhos delicados foram os responsáveis por tal conexão.

Já nas luminárias mais lúdicas e com pegada contemporânea, as formas fiéis, mas em escala aumentada, de folhas, animais e membros humanos evidenciaram a relação entre o fabril e o elemento natural.

Na parede

O ano e a vez das arandelas. Mais do que simplesmente compor as linhas assinadas das grandes marcas do setor, as peças que levam a iluminação para a parede ganharam destaque em praticamente todos os estandes e apareceram em diferentes versões.

 

Minimalistas, geométricas, coloridas e utilizadas sozinhas ou em composições, elas garantem opções para todos os estilos, além de conferirem um ar mais intimista à decoração.

Aquarela

Se tem um recado que a Semana do Móvel de Milão deixou este ano é: use e abuse das cores. O apelo é tamanho que elas apareceram não apenas nas peças de mobiliário, mas invadiram também a iluminação. E isso vale tanto para as cores primárias, com vermelhos, amarelos e azuis vibrantes, quanto para as tonalidades suaves, puxando para o pastel.

Das menores e mais minimalistas das peças às escultóricas com dimensões respeitáveis, sem deixar de lado as assinadas por estrelas do design mundial, há opções capazes de trazer cor para todos os estilos de decoração.

Hi-tech

É um caminho sem volta, e nem poderia ser diferente! A tecnologia assumiu de vez o seu lugar na iluminação e traz soluções que vão muito além do LED. Das marcas mais tradicionais aos designers estreantes, o que se viu na Euroluce foi a aposta na portabilidade das peças, garantida pela ausência de cabos elétricos e pela recarga por meio de bases ou conexões USB. O controle da intensidade e até da cor da luz é possível por aplicativos conectados às luminárias ou por dispositivos quase imperceptíveis no desenho das peças, que também ganham giros capazes de direcionar o feixe luminoso em 360°. Outro destaque fica por conta da multifuncionalidade dos pendentes. Revestidos por mantas acústicas, eles assumem uma estética futurista ao mesmo tempo em que contribuem com o conforto dos ambientes.

LEIA TAMBÉM

Evento de HAUS e Alma Light apresenta novidades da Euroluce 2019

*Daliane Nogueira e Sharon Abdalla, enviadas especiais a Milão. 

 

 

 

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você