Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Pátio da Pinacoteca de Brera, com a estátua de Napoleão nu no centro. O local foi um antigo convento jesuíta no século 16.
Pátio da Pinacoteca de Brera, com a estátua de Napoleão nu no centro. O local foi um antigo convento jesuíta no século 16.| Foto: Bigstock

Passos lentos e olhar atento são necessários, e quase obrigatórios, para conhecer e apreciar o cenário urbano de Brera: boutiques, laboratórios artesanais, galerias, showrooms, restaurantes e bares que deram ao bairro o título de Brera Design District há mais de dez anos. Principalmente durante esta edição da Semana do Design de Milão, de 5 a 10 de setembro.

O quarteirão, porém, não se restringe somente a Brera. Há também uma parte de Porta Garibaldi. O que faz com que esse "distrito" se estenda por mais de dois quilômetros. De um lado, a modernidade de Garibaldi que, nos últimos anos, é apresentado como o novo centro de Milão com sua área reurbanizada e o mais alto arranha-céu da cidade, a Torre Unicredit, com seus 231 metros. Do outro, a tradição burguesa de Brera.

Veja em tempo real a cobertura de Milão 2021

Resultado desse contaminação é a convergência entre a moda e o design que se encontra, por exemplo, no concept store de luxo 10 Corso Como, que fica no calçadão de Corso Como, em Porta Garibaldi, e que acaba de completar 30 anos. O  charme está na exclusividade de suas peças em edição limitada. A mesma exclusividade se encontra nas duas principais ruas de Brera: Via Solferino e Via Brera, que se transformaram em um point artsy da cidade, repleto de ateliês, antiquários e galerias.

Praça Gae Aulenti, em Porta Garibaldi, o novo centro cultural de Milão.
Praça Gae Aulenti, em Porta Garibaldi, o novo centro cultural de Milão.| Big Stock

E, por que não dizer, tudo resplandece com os eventos paralelos do FuoriSalone. Imperdível, porém, é adentrar o imponente portão da Pinacoteca de Brera, perfeito para os amantes da arte italiana que podem se deliciar com a arquitetura do edifício que um dia abrigou um convento de jesuítas no século 16. Sem falar, na Academia de Belas-Artes e o primoroso Jardim Botânico, um verdadeiro oásis escondido bem no centro da cidade.

Brera com certeza é um bairro onde morar é um prazer. O vai e vem de estudantes de várias partes do mundo, turistas e moradores oferecem um retrato de uma Itália moderna, criativa, cosmopolita e receptiva com seus bares e restaurantes, na via Fiori Chiari, que invadem as calçadas seja para um almoço de negócios, um jantar romântico, um café entre amigos ou um happy hour ocasional. Brera é vida, é moderna, é design e durante esse SuperSalone, não deixou a desejar, mais uma vez. Confira os destaques da região selecionados por HAUS!

Moroso

Moroso, na rua Pontaccio, é, e sempre foi, parada obrigatória durante o FuoriSalone. No showroom da marca,  guiada por Patrizia Moroso, a grande protagonista é a nova coleção Salon Nanà, da designer e arquiteta franco-libanesa Annabel Karim Kassar. As peças, super confortáveis e acolhedoras, evocam os históricos ambientes de convívio literário do final do século 19, retratados no romance "Nanà", do escritor do naturalismo francês, Émile Zola.

Sofá modular e com muitas almofadas, assinado pela franco-libanesa Annabel Karim Kassar, para Moroso.
Sofá modular e com muitas almofadas, assinado pela franco-libanesa Annabel Karim Kassar, para Moroso.| Alessandro Paderni

Sofás modulares e que se adaptam a qualquer espaço, em tecido e cores vivas, e mesinhas de centro batizadas de Not a Harem, em estrutura metálica e tampos em vidro e mármore, inspiradas na tradição marroquina. "E muitas, muitas almofadas", acrescenta a designer em entrevista exclusiva à HAUS. 

semana milao design 2021 decoracao moveis moroso
Peças assinadas por Annabel Karim Kassar para Moroso, na Semana de Design de Milão 2021.| Alessandro Paderni

Bisazza

Bisazza, na via Solferino, do ladinho do Corriere della Sera, um dos principais jornais italianos, é conhecida mundialmente por seus revestimentos de pastilhas de luxo. Neste Super Salone, a marca, que fica no norte do país apresenta em primeira mão a coleção Marmo (mármore, em português) que combina o estilo contemporâneo com o charme da tradição.

Coleção Marmo, da Bisazza, brinca com diferentes formas geométricas de forma elegante.
Coleção Marmo, da Bisazza, brinca com diferentes formas geométricas de forma elegante.| Bisazza

O lançamento é assinado pelo departamento de design da Bisazza e é inspirado nas paisagens, na arquitetura e nas cores das terras da região da Toscana.  Quadrados, hexágonos, triângulos e trapézios, um refinado jogo de articulações que resulta em uma decoração com efeito tridimensional. Branco Carrara, Verde Imperial, Amarelo Royal, Vermelho Alicante, Marquinia Preta ou Castanho Emperador são alguns dos tipos de mármore usados que compõem essa nova coleção. Simplesmente chique. Muito chique!

milao salao fuorisalone 2021 tendencia marmore design decoracao
Desenho em mármore Pietrasanta pela Bisazza.| Bisazza

Dior

Doze, o número de artistas chamados pela grife Dior para reinterpretar a histórica Medallion Chair, cadeira criada pela maison francesa em 1947. A exposição "Dior Medallion Chair" revela não só a beleza do design criativo, mas também a imponência do Palazzo Citterio, residência do século 18, que em 2022 deverá abrir suas portas como novo polo de arte da Pinacoteca Brera e que irá  abrigar a coleção de arte moderna do museu milanês.

Releitura da Nendo, por Oki Sato, da cadeira Medallion para Dior.
Releitura da Nendo, por Oki Sato, da cadeira Medallion para Dior.| Dior

Verdadeiras obras de arte concebidas por nomes Sam Baron, Nacho Carbonell, Pierre Charpin, Dimorestudio, Khaled El Mays, Martino Gamper, Constance Guisset, Índia Mahdavi, Nendo, Joy de Rohan Chabot, Linde Freya Tangelder, Atang Tshikare, Seungjin Yang, Ma Yansong, Jinyeong Yeon, Tokujin Yoshioka e Pierre Yovanovitch. E cada um deles concebe à sua própria maneira. Nendo, por exemplo, optou um estilo minimalista usando um material acrílico. A famosa forma oval tornou-se um buraco na transparência enquanto Constance Guisset criou uma cadeira dobrável.

Cappellini

Uma das mais importantes marcas do design "Made in Italy", a Cappellini traz em seu showroom Cappellini Point uma extraordinária reinterpretação contemporânea do design dos anos 1930. A empresa, que possui profundas raízes milanesas, homenageia a elegância cultural da cidade que sempre foi e - ainda é  - referência artística para arquitetos e designers.

Poltrona Ludo assinada por Patrícia Urquiola para Cappellini.
Poltrona Ludo assinada por Patrícia Urquiola para Cappellini.| Cappellini

Um tributo ao modernismo milanês. Entre as peças propostas se destacam a poltrona Lud'o, de Patricia Urquiola, a nova versão do sofá Day Bed, de Jasper Morrison, com almofadas, e a cadeira Hiroi, com suas linhas leves e revestimento em couro.

Sofá Day Bed por  Jasper Morrison.
Sofá Day Bed por Jasper Morrison.| Cappellini

LEA Ceramiche

Ferruccio Laviani não para. Nenhum minuto. E corre de lá para cá com sua bicicleta. Ele tem fôlego de sobra não só para pedalar mas também para criar. De tudo. Até mesmo revestimentos em porcelanato para a Lea Ceramiche. A nova coleção Masterpiece pode ser admirada em uma instalação Endless Landscape, no coração da cidade, no espaço Casa Brera, no Vicolo Piero Manzoniatizada . O arquiteto projetou uma mini praça. Colunas e bancos ganharam forma. O italiano se inspirou na natureza italiana.

Cenografia criada por Ferruccio Laviani para LEA Ceramiche com porcelanatos que imitam pedras naturais italianas.
Cenografia criada por Ferruccio Laviani para LEA Ceramiche com porcelanatos que imitam pedras naturais italianas.| Alessandro Nassiri
Conteúdo editado por:Luan Galani
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]