Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Super Salone: os detalhes e 7 lançamentos da maior feira de design do ano
| Foto: Salone del Mobile.Milano/Divulgação

É um novo Salão. Ou melhor, é mesmo um Super Salone. Novo nome, novo conceito, mas com um único objetivo: mostrar que o design internacional é resiliente. Neste domingo (5), às 10h, na Feira, em Rho, pertinho de Milão, a edição especial do Salão do Móvel foi inaugurada oficialmente e contou até mesmo com a presença do presidente da República, Sergio Mattarella. Ao seu lado, a jovem presidente da manifestação Maria Porro e o curador Stefano Boeri, responsável pelo novo formato do evento.

São quatro pavilhões, um número reduzido se comparado aos anos pré-pandemia. Menor, sim, mas nem por isso menos interessante e espetacular com 423 expositores (em 2019, este número era quatro vezes maior), 50 designers independentes, 48 escolas e universidades com seus jovens talentos (uma iniciativa ao Salone Satélite).

Siga a HAUS no Instagram

Em pouco tempo, menos de três meses, uma equipe capitaneada por Boeri, o arquiteto do famoso edifício Bosque Verticale, demonstrou que a união faz a força. E que a sustentabilidade é também o futuro do design. Tanto que grande parte das empresas optou por materiais naturais e reciclados em seus lançamentos.

| Salone del Mobile.Milano/Divulgação

Logo nas primeiras horas, jovens, famílias, muitos europeus e um número consistente de jornalistas circulavam pelos corredores dos pavilhões. Ao invés dos tradicionais stands, verdadeiras ruas, com passagens sinuosas. Muito verde. Na entrada do centro de exposições foram colocadas 200 árvores que posteriormente serão plantadas ali mesmo, ao redor do pavilhão do evento.

E a revolução imposta pelo novo Super Salone de Maria Porro e Stefano Boeri não parou por aqui. O público em geral, desta vez, pôde conhecer de perto todas as novidades do setor com ingressos por 15 euros (valor bem abaixo do praticado tradicionalmente). O Super Salone atraiu até os menos interessados pelo design, que acabaram se surpreendendo. A mini-cidade montada na Feira de Rho ganhou até um espaço gourmet com direito a pratos criados por nomes como os chefs Carlo Cracco e Eugenio Boer. E para quem quisesse descansar, tendas "beduínas" foram instaladas nos quatro pavilhões.

Um Super Salone a "misura d'uomo" (medida humana, em tradução livre), como dizem os italianos. Menor, mais íntimo e até mais "agradável". Os números, no final da semana, dia 10, irão dizer se o Super Salone da retomada foi um sucesso.

Por enquanto, o que podemos constatar é a presença, nos pavilhões 1 e 3, de empresas menores e menos conhecidas expondo seus produtos de maneira original. O mesmo aconteceu nos pavilhões 2 e 4, estes destinados às marcas italianas e internacionais de renome.

Todo o material usado nas instalações internas será reutilizado. Cadeiras, poltronas e até mesas suspensas ou coladas em prateleiras determinam que o Super Salone é uma alternativa inteligente para atrair compradores e público. E o melhor de tudo é que a tecnologia facilitou a nossa vida. A partir de um QR Code agora é possível ao visitante comprar o móvel dos sonhos através da plataforma de e-commerce do Super Salone.

Confira as novidades apresentadas no evento e se inspire com o melhor do design!

Flexform 

Lee, sofá desenhado por Antonio Citterio para Flexform
Lee, sofá desenhado por Antonio Citterio para Flexform| Flexform/Divulgação

 

A coleção 2021 da marca evoca o espírito de um habitat contemporâneo no qual a atmosfera interna se reflete nos espaços externos com um estilo transversal e elegante. Design como memória, quase como um conto poético ligado ao nosso passado. Essa é a inspiração para a poltrona e sofá Lee, desenhada por Antonio Citterio, em madeira (nogueira americana) e com o encosto e assento feito à mão. 

Magis

 Stefan Diez assina sistema de sofá modular Costume para Magis.
Stefan Diez assina sistema de sofá modular Costume para Magis.| Magis/Divulgação

No Super Salone ganha destaque Costume, o sistema modular de sofás da Maggis, desenhado por Stefan Diez. Sua abordagem revolucionária  atende aos critérios de uma economia circular, reforçando o compromisso com a sustentabilidade e a inovação. Os visitantes são convidados a explorar o conceito e descobrir a infinita modularidade e flexibilidade da peça e as várias opções de cores e tecidos.

Molteni & C

 Poltrona Round D.154.5, de 1957, foi reeditada pela marca.
Poltrona Round D.154.5, de 1957, foi reeditada pela marca. | Andrea Breda/Divulgação

Em time que está ganhando, não se mexe. E é por isso, que a Molteni & C aposta mais uma vez na reedição da Round D.154.5, a poltrona desenhada por Gio Ponti em 1957, com sua forma moderna e espacial. No stand da empresa, Ron Gilad criou uma instalação onde as peças foram posicionadas como se fossem poltronas de uma avião imaginário. Conforto e muito elegância nas alturas.

Kartell

Ferruccio Laviani, Patricia Urquiola, Piero Lissoni e Philippe Starck. Grandes designers que não decepcionam nunca. E a Kartell traz esse time de primeira com lançamentos imperdíveis.

 Angelo Stone marca a estreia de Philippe Starck na iluminação para a Kartell.
Angelo Stone marca a estreia de Philippe Starck na iluminação para a Kartell. | Francesco Secchi/Divulgação

Lissoni desenhou um inovadora luminária de parede, o famoso "applique", realizada com impressão 3D. E quem debuta no mundo da iluminação Kartell é Philippe Starck, que demonstra sua visão e capacidade de quebrar tabus trazendo a luz de volta à essencialidade da função e da estética. Como sempre, seu trabalho parte das formas da tradição clássica, que é re-trabalhada por meio das soluções tecnológicas mais inovadoras da Kartell. Angelo Stone é pura tecnologia, uma luz misteriosa que ilumina a cúpula em plástico através de um LED posicionado na haste. Forma e substância, luz e fonte de luz coincidem e iluminam o ambiente graças a um jogo de reflexos de lentes supertecnológicas. Não é uma lâmpada nova: é uma nova estética da luz.

Billiani

| Billiani/Divulgação

Design exclusivo, o know how artesanal, a matéria-prima de qualidade, critérios sustentáveis e o uso da mão de obra local fizeram da Billiani uma das marcas mais respeitadas no cenário italiano e internacional. A empresa, que fica em Udine, no norte da Itália, um dos mais importantes pólos de produção do setor, produz mais de 200 peças, entre cadeiras e poltronas. No Super Salone, a marca apresenta as novidades de 2021, a coleção Veretta, desenhada por Cristina Celestino, também  responsável pelo design dos tecidos. Tudo isso, parte do projeto New Landscape, uma reflexão sobre a sustentabilidade. 

MDF Italia

| MDF Italia/Divulgação

Protagonistas do design internacional como Jean Nouvel, Jean-Marie Massaud e Neuland industriedesign foram convidados a interpretar a filosofia MDF Itália, baseada na simplicidade e, ao mesmo tempo, no requinte de cada produto. Um novo acabamento em nogueira americana veste a clássica versão da icônica estante de livros Random. Uma textura elegante com veios mais escuros realça a beleza natural da madeira e faz com que a peça torne o ambiente ainda mais caloroso e acolhedor. Atemporal, o nova Random Wood adapta-se harmoniosamente a qualquer contexto e estilo de vida, do mais clássico ao mais moderno.

Arper

Poltrona Kata é assinada pelo escritório espanhol ltherr Désile Park.
Poltrona Kata é assinada pelo escritório espanhol ltherr Désile Park. | Salva Lopez/Divulgação

A empresa vêneta se divide entre Veneza e Milão. Na 17ª Bienal de Arquitetura, homenageia a nossa querida Lina Bo Bardi. No Super Salone, mostra lançamentos que agitam o mercado, como é o caso da poltrona Kata, do escritório de arquitetura e design espanhol Altherr Désile Park.

Leve e delicada, a peça Kata inspira-se nos princípios da sustentabilidade, através de um design que olha para a economia circular. Primeira poltrona da Arper em madeira maciça, Kata combina calor e pureza gráfica em uma justaposição entre a presença no espaço e um perfil minimalista, suspenso entre força e delicadeza, tradição e tecnologia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]