Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Tortona: reduto mais fervilhante do Fuorisalone mostra a força, qualidade e criatividade dos projetos
| Foto: Divulgação

Tortona é conhecido como o bairro da moda, do design e da arquitetura em Milão. Até o começo dos anos 1960, foi uma das principais áreas industriais da cidade, abrigando galpões e operários. Hoje, está bem diferente. As velhas fábricas deram lugar a sede de empresas como a Nestlé e General Eletric e às grifes Moncler e Giorgio Armani, o que transformou esse quarteirão em um dos mais criativos e dinâmicos da cidade.

Tortona, que fica na zona sul de Milão, não é dos bairros mais centrais, mas é considerado um refúgio fervilhante quando o assunto é design e Fuorisalone. Em tempos pós-pandemia, o fascínio não se apagou. Pelo contrário. Menos eventos, sim. Mas a qualidade se manteve. Como dizem os italianos: pochi ma buoni (poucos, mas bons).

Siga nossa cobertura de Milão 2021 em tempo real no Instagram

Zona Tortona e o design 

O reduto do design de Tortona está entre as ruas Savona, Tortona e Borgognone. Os espaços mais tradicionais ficam na via Tortona e este ano, embora reduzido, o número de instalações e exposições nada deixou a desejar em relação às edições anteriores.

 Exposição "We Will Design" trata da experimentação e do desejo de se buscar soluções inovadoras em resposta à crise ecológica global.
Exposição "We Will Design" trata da experimentação e do desejo de se buscar soluções inovadoras em resposta à crise ecológica global. | GiudicianniBiffi/Mezzago MB Italy

Nossa primeira parada foi no espaço Base Milano, na esquina entre a Tortona e a Borgognone, onde por décadas funcionou a empresa siderúrgica Ansaldo. A ex-fábrica, com seus mais de 12 mil m², é palco para a exposição "We Will Design", que trata da experimentação e do desejo de se buscar soluções inovadoras em resposta à atual (e inevitável) crise ecológica global.

 O designer italiano Alberto Costa e a Ikea Itália deram vida a uma casa do futuro.
O designer italiano Alberto Costa e a Ikea Itália deram vida a uma casa do futuro. | GiudicianniBiffi/Mezzago MB Italy

Protagonista indiscutível é o projeto Ikea Temporary Home, uma parceria entre designers e a rede sueca de móveis e objetos que criaram em cinco salas cinco ambientes com cinco cenários que visam o futuro e interpretam os novos desafios que nossa sociedade deverá enfrentar em relação à redução de metragem de nossas moradias. Em uma delas, o designer italiano Alberto Costa e a Ikea Itália deram vida a uma casa do futuro, ou seria melhor dizer mini-apartamento, onde a sustentabilidade e funcionalidade falam mais alto. O projeto "Enough is More" propõe um "lar" de 35 m² onde inovação e aproveitamento de cada metro é imprescindível. A solução não fica só no uso de móveis e objetos multifuncionais, mas sim em um sistema de reuso de água e até na ausência de um eletrodoméstico "fundamental", a geladeira. Alimentos não perecíveis, em grãos ou em pó, são estocados em recipiente herméticos. Será que estamos prontos para isso?

Entrada do conceituado Superstudio Più.
Entrada do conceituado Superstudio Più. | Divulgação

O clamado e conhecido Superstudio Più, no número 27, é o centro nevrálgico do Fuorisalone de Tortona. Um espaço transversal, que, com seus 10 mil m², abriga mostras, instalações e performances. De longe já se sabe que o conteúdo cultural é de primeira linha. Basta olhar a fila! Inclusive, este ano. E não é para menos. As boas-vindas são dadas pela estonteante instalação "Marta e o Elefante", de Stefano Bombardieri, uma obra que simboliza o esforço e resiliência do design neste último ano. Batizada de "R/evoltuion", esta edição do Fuorisalone do SuperStudio Più se destaca pela vontade de recomeçar - a famosa retomada - e por isso mesmo o espaço acolhe 12 exposições importantes.

 Giulio Cappellini é o curador da mostra "Cult & Must 2000/2020", que traz uma retrospectiva com peças icônicas do design mundial.
Giulio Cappellini é o curador da mostra "Cult & Must 2000/2020", que traz uma retrospectiva com peças icônicas do design mundial.| Divulgação

Uma delas, é a "Cult & Must 2000/2020", com curadoria de Giulio Cappellini, que faz com que o visitante excursione pelo coração do "Made in Italy", com uma retrospectiva através de peças icônicas do  design italiano. Há espaço também para a modernidade, velocidade, tecnologia, sustentabilidade, novas técnicas de produção,  inteligência artificial e até uma homenagem às grandes designers, arquitetas e artistas que contribuem e contribuíram para a valorização do setor.

Hang. Seeding the future no número 21 de Tortona 

Hang traz uma proposta para o cultivo em espaços urbanos.
Hang traz uma proposta para o cultivo em espaços urbanos. | Divulgação

O projeto "HANG. Semeando o futuro" (em tradução livre) foi concebido e criado pelo estúdio de design do BP + P Boffa Petrone & Partners Group e por Daniele Fiori, do escritório de arquitetura DFA Partners, especializado em projetos de redesenvolvimento e soluções sustentáveis. A instalação site-specific é dedicada ao mundo do cultivo em áreas urbanas e à situação ambiental que vive o planeta. A solução é integrar agricultura e arquitetura dando a possibilidade de recriar hortas e terrenos de plantio - em menor escala - dentro de condomínios e residências. Uma forma de dar à essas pequenas "comunidades" a oportunidade de consumir o que planta.

Opificio 31, Via Tortona, 31 

O galpão do Opificio 31, um dos locais mais badalados do bairro, mais uma vez deu espaço aos jovens. O grupo Belgium is Design participa pelo décimo ano consecutivo do Fuorisalone com duas iniciativas inovadoras: uma exposição de dez designers selecionados pelo Salão Satélite, que esse ano não aconteceu na Feira, de Rho, e um documentário que conta as experiências do design deste país em um determinado momento da história.

Adaptable Sofa, por Olivier-Vitry.
Adaptable Sofa, por Olivier-Vitry.| Divulgação

O grupo apresenta novas abordagens ao design, interpretadas por escritórios e designers com um mesmo fio condutor: reciclagem de materiais e redução do impacto ambiental. Entre os talentos que despontam no cenário internacional está o belga Olivier Vitry, do escritório Claisse, com o seu "Sofá Adaptável", que literalmente lembra um quebra-cabeças com encostos, braços e mesas de centro que se encaixam e dão vida a um sistema que pode ser adaptado a qualquer espaço.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]