Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Fotos: Bigstock e Reprodução Facebook
Fotos: Bigstock e Reprodução Facebook| Foto:

Luís Paulo Mendes da Silva, 30 anos, realizou uma publicidade no mínimo controversa para sua empresa, que trabalha com redes de proteção: o empresário se jogou da sacada de um apartamento em Salvador para provar a segurança da rede, que tinha acabado de instalar. O vídeo do momento, divulgado na página da empresa no Facebook, viralizou e conta com mais de 10 milhões de visualizações.

Em entrevista ao G1, Luís Paulo afirmou que a procura por seus serviços aumentou em cinco vezes. “Eu já faço esses vídeos há uns três anos porque é uma forma de divulgar meu trabalho, mas só agora que viram”, conta. O empresário trabalha no ramo de redes de proteção há 15 anos.

A prática não deve ser encorajada, tanto que o Ministério Público do Trabalho (MPT) da Bahia abriu inquérito para averiguar o caso. Por meio de nota o órgão informou que a abertura de inquérito servirá para apurar as responsabilidades da ação e garantir que ela não seja reproduzida por outros.

Como escolher e qual é a resistência da rede de proteção?

A produção, instalação e qualidade das telas de proteção é regida pela norma 16046-1:2012 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Como não existe certificação que garanta um bom procedimento das telas, pesquise e procure boas referências sobre as empresas com as quais você está orçando.

Independentemente do fim da tela, o produto será o mesmo. O que muda é o tamanho das malhas. Para residências, existem redes de 3 cm, 5 cm, 7 cm e 10 cm. Para proteção de crianças e gatos, por exemplo, o mais indicado são as malhas menores, que impedem a passagem dos bichanos e de brinquedos. Se necessário passar a mão pela tela para abrir as janelas, as melhores opções são as telas de 7 cm e 10 cm, que têm maiores vãos.

Vida útil das telas de segurança garantem de diversas variáveis, como qualidade da matéria-prima, incidência do sol e produtos empregados em sua manutenção. Foto: Wikiartigos/Reprodução
Vida útil das telas de segurança garantem de diversas variáveis, como qualidade da matéria-prima, incidência do sol e produtos empregados em sua manutenção. Foto: Wikiartigos/Reprodução

Em geral, o material não pode ser reciclado, deve ser resistente à propagação de fogo, suportar 550 quilogramas por m² de força aplicada e deve possuir temperatura máxima de trabalho igual ou superior a 50ºC. Quanto ao tamanho da malha, os espaços devem ter no máximo vãos com perímetro de 20 cm.

Observe a qualidade dos ganchos utilizados na instalação.
Observe a qualidade dos ganchos utilizados na instalação.

Os materiais mais comuns são o polietileno e a poliamida. Os dois são ótimos produtos. A única grande diferença é que as telas de poliamida absorvem água e, consequentemente, a sujeira do ar. Quanto à garantia, quase todas as empresas oferecem garantia de fábrica de três anos. Porém, as telas podem durar até sete anos. Depois disso, é necessário trocá-las.

Confira mais informações sobre redes de proteção aqui.

LEIA TAMBÉM

Você sabe a diferença entre área privativa e útil de um apartamento?

Tijolos de bolhas de plástico? Prédio com cascata de chuva? Isso é arquitetura do futuro

Aprenda a montar um bar em casa para receber os amigos

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]