• Patrocínio

    Vale do Pinhão Prefeitura de Curitiba

Curitiba é vanguarda em projeto exclusivo da Mastercard para cidades inteligentes

Ingresso de Curitiba ao Mastercard City Possible foi um dos pontos altos da Smart City Expo Curitiba 2019. Confira este e mais quatro momentos que marcaram o congresso de cidades inteligentes!

Foto: Arquivo/Gazeta do Povo

por Gazeta do Povo*

25/03/2019

compartilhe

Trem a vácuo. Pacto global de projetos urbanísticos. Realidade virtual. Patinetes compartilhados. Termos que em um primeiro momento podem soar aleatórios fazem parte de um mesmo campo semântico, que nasceu há pouco e ainda está em construção: o universo relacionado às cidades inteligentes. E todas as palavras não estão aí à toa: elas fizeram parte das discussões presentes no Smart City Expo Curitiba 2019, edição brasileira, ‘radicada’ em Curitiba, do maior congresso do segmento no mundo.

Foto: Michel Willian/Gazeta do Povo

Esta foi a segunda vez que a capital paranaense recebeu o evento, que aconteceu durante os dias 21 e 22 de março. E, se no ano passado a feira trouxe rascunhos de como trazer esse debate para a realidade, em 2019 ela se consagrou como um espaço de trocas entre teoria e prática sobre inovação do Brasil — desde novidades que estão saindo do papel até projetos que ainda estão só no campo das ideias, mas que prometem reconfigurar as compreensões de urbanismo. Nesse contexto, várias parcerias foram fechadas, como a adesão de Curitiba ao programa Mastercard City Possible.

Entre os dois dias de palestras e exposições, muita coisa aconteceu. Separamos 5 fatos para você ficar por dentro do que aconteceu no Smart City Expo Curitiba 2019. No vídeo abaixo, você confere um balanço feito pelos repórteres da equipe de cobertura do evento.

6 mil pessoas, 25 países

De acordo com o iCities, main partner do evento, os números do Smart City mostram de fato um sucesso: a feira recebeu um público total de 6.790 inscritos, 25% a mais que na primeira edição. Na parte do congresso, foram 25 sessões de palestras e mesas paralelas. Na programação, foram 80 representantes de cidades brasileiras e 25 representantes de outros países.

Foto: Michel Willian/Gazeta do Povo

Já na exposição de tecnologias, a parte gratuita do evento, 35 empresas apresentaram soluções nas mais diversas áreas: robôs que auxiliam a fazer o diagnóstico de doenças, impressoras 3D a baixo custo, realidade virtual. Faça um tour pelas atrações (vídeo).

Trem do futuro

A palestra mais esperada do congresso foi a de Bibop Gresta, co-fundador e presidente da Hyperloop. Esse é o nome do revolucionário sistema de transporte criado por Elon Musk, um trem com cápsulas a vácuo cuja tecnologia ainda está sendo desenvolvida.

Bibop Gresta explica o desenho e a tecnologia presentes na ‘cápsula’ de transporte. Foto: Michel Willian/Gazeta do Povo

No Hyperloop, cada cápsula possui 30 metros de comprimento e capacidade para transportar de 28 a 40 pessoas a velocidade de até 1.223 km/hora. Nesse sistema, a previsão é de transportar até 160 mil passageiros por dia. Em um projeto prévio, o trajeto entre Campinas e São Paulo, de 80 km, seria feito em apenas 6 minutos e 37 segundosEntenda tudo aqui.

De Curitiba para o mundo

Trocar experiências é sempre uma boa saída para desenvolver uma boa ideia. Essa é a premissa do Mastercard City Possible, programa de compartilhamento de projetos de diferentes cidades em uma plataforma online, que podem ser acessados pelas prefeituras como forma de aprendizado.

Durante a feira, o prefeito Rafael Greca assinou a entrada de Curitiba para a lista seleta de cidades que fazem parte desta plataforma. O fato de Curitiba ser uma das 15 primeiras cidades a integrar o projeto traz a possibilidade de desenhar projetos exclusivos junto da Mastercard. Veja aqui como esse projeto funciona.

Parceria foi assinada nesta sexta (22) pelo CEO Brasil da Mastercard, João Pedro Paro Neto, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca e Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba. Foto: César Brustolin/SMCS

Carros elétricos estão próximos

Foto: Michel Willian/Gazeta do Povo

Durante a feira, o governador do Paraná, Ratinho Junior, assinou duas medidas que facilitam a entrada de carros elétricos no estado. A primeira, a intenção de zerar a alíquota do IPVA para usuários de carros elétricos. A segunda é um despacho pedindo ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) que aplique isenção do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) na aquisição dos carros elétricos. Entenda aqui.

Iniciativas da Copel e da Itaipu Binacional mostram como o Paraná é um dos estados mais próximos a criar um ambiente favorável para essa revolução na mobilidade urbana. A BR 277, por exemplo já conta com eletropostes suficientes para que um carro elétrico consiga atravessá-la de ponta a ponta.

Depressão e ansiedade têm a ver com cidades?

Segundo uma das palestrantes, sim. E, para ajudar a resolver esses problemas, é necessária uma maior conexão entre as pessoas e os locais onde moram. Ana Clara Fonseca, diretora da Garimpo Soluções e doutora em Urbanismo pela Universidade de São Paulo, apontou que a grande concentração populacional e a desigualdade econômica e social são alguns dos desafios para as cidades, principalmente quando há cenários de efervescência nos grandes centros versus o alto custo de vida. E que a distância criada pela tecnologia entre as pessoas e as cidades são uma consequência disso.

Outra preocupação apontada por Ana Clara perpassa sobre os avanços tecnológicos e seus efeitos nas cidades, não só nas questões logísticas do urbanismo, mas também nos impactos no mercado de trabalho. Para saber mais sobre a palestra, clique aqui.

*Com Aléxia Saraiva, Camila Machado, Diego Denck e Keyse Caldeira, especiais para Gazeta do Povo.

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você