Hospital e hotel de plantas: alternativa para quem vai viajar ou tem uma ‘amiga’ doente

Durante a estadia, hóspedes são regadas, adubadas e recebem tratamento ambulatorial especial

Rega na medida certa durante hospedagem. Foto: Bigstock

por Guta Brandt*

26/07/2019

compartilhe

Regar, adubar e podar são cuidados frequentes e fazem parte da rotina de quem tem plantas em casa. Mas, mesmo com atenção diária, às vezes elas ficam doentes. Quando isso acontece, você sabia que é possível levá-las a uma espécie de “consulta médica”?

Esse é um dos serviços oferecidos na floricultura Mago Jardineiro, aqui em Curitiba. Uma vez por semana, Ademar Brasileiro, jardineiro e tecnólogo em gestão em ambiental, dá consultas para clientes que levam plantinhas doentes. Durante o atendimento, Ademar tira dúvidas e, quando necessário, indica o tratamento adequado, como a troca de vasos, poda de raízes e folhas ou, até mesmo, o melhor lugar para a planta ficar em casa e a forma adequada de fazer a rega. “É como levar a planta ao médico. Eu atendo com hora marcada, todas às quartas-feiras. Na consulta, eu avalio a situação de cada planta e respondo as dúvidas dos clientes”, explica.

Plantas sadias não podem ficar próximas àquelas que estão doentes para evitar contaminação. Foto: Bigstock

A consulta custa R$ 50, além do valor dos tratamentos específicos, caso sejam necessários. Em alguns casos, as plantas também podem ficar internadas no hospital. Os problemas mais comuns atendidos no ambulatório são a falta ou excesso de irrigação, deficiência na adubação, presença de pragas causada por insolação inadequada e solo muito compactado. Situações que, segundo Brasileiro, são simples de resolver, mas que muitas vezes as pessoas não sabem diagnosticar e nem tratar.

O jardineiro e proprietário da Mago Jardineiro também oferece o serviço de consultoria em casa, para as espécies que vivem diretamente no jardim, e contou à reportagem que a empresa está ampliando a gama de serviços para hospedar plantas de clientes que vão viajar e precisam de alguém para cuidar delas. “Muitos clientes e até amigos pediam este serviço e nós começamos a hospedar para atender a essa demanda. Alguns clientes nós já atendemos há alguns anos e agora estruturamos a loja para poder atender a todos”, conta.

No hospital as plantas também são podadas, adubadas e é feita a mudança de vaso, quando necessário. Foto: Bigstock

Os serviços de hospital e hotel para plantas já são uma tradição para a loja ‘O Bonsai’, em Curitiba, que atende exclusivamente bonsais – técnica oriental milenar de cultivo de árvores em vasos -, desde a sua inauguração, em 2007.

As diárias de hospedagem são acessíveis, custam R$ 2 por unidade, independente do tamanho do bonsai, e são pagas previamente, de acordo com tempo definido pelo cliente no momento em que deixa a planta. “Ao chegar, o bonsai é sempre recebido por um técnico, que avalia a árvore e verifica se ela está saudável. Caso esteja doente, em vez de hospedar, é indicado o tratamento adequado”, explica Edson Cordeiro, proprietário da loja ‘O Bonsai’.

No ambulatório a planta é cuidada e revitalizada e a avaliação do técnico é fundamental, pois, segundo Cordeiro, plantas sadias não podem ficar com plantas doentes, para que não haja contaminação. Por isso, para oferecer o serviço de hospedagem, o proprietário de ‘O Bonsai’ diz que não basta só ter espaço para receber as árvores, é importante também a presença de técnicos que conheçam a forma adequada de cultivo dos bonsais e que saibam identificar os problemas mais frequentes.

“Fungos, ácaros e cochonilhas são doenças recorrentes e que podem atingir plantas saudáveis que fiquem próximas das que estão doentes. Então, é preciso ter essa responsabilidade de não misturá-las e saber identificar e tratar esses problemas”, enfatiza.

Lojas que prestam serviço de hotel e hospital de plantas são comuns em Curitiba. Foto: Bigstock

Cordeiro afirma que a demanda pelos serviços é crescente. “Hoje Curitiba é conhecida como um grande centro do bonsai nacional. Com o aumento do cultivo, a procura é cada vez maior. Temos plantas hospedadas durante o ano todo. Mas nos períodos de férias a quantidade de bonsais aumenta significativamente. A gente até abre mais espaço e organiza a estrutura da loja para poder receber as árvores dos clientes”, relata.

Em São Paulo, o serviço de hospedagem já é oferecido pela ‘Bonsai Kai’ há 24 anos. “Os bonsais precisam ser regados todos os dias e foi dessa necessidade que surgiu o hotel de bonsai”, conta Márcio Azevedo, proprietário da loja, que também oferece o serviço de hospital para as plantas. Para atendimento no ambulatório é feita uma ordem de serviço onde o cliente aprova o tratamento indicado e o valor. E a hospedagem é cobrada por diárias, com tempo máximo de permanência de 90 dias. A diária do hotel custa entre R$ 5 e R$ 10, variando conforme a altura do vaso.

Segundo Azevedo, cerca de 100 bonsais são hospedados mensalmente na loja. No fim do ano este número aumenta para mais de 400 plantas. “Para hospedar, é preciso ter espaço, uma área de pelo menos 200 m², pois é necessário abrigar as plantas a atender a demanda de forma organizada”, ressalta.

Foto: Bigstock

As três lojas também oferecem cursos presenciais para quem tem interesse em manejar melhor suas plantas. A ‘O Bonsai’ oferece cursos de técnicas de cultivo básicos e também avançados, com técnicas específicas, além de ensinar os fundamentos da técnica oriental. A ‘Bonsai Kai’ tem um  curso completo para iniciantes, com técnicas de horticultura que podem ser aplicadas, também, em outras plantas. Já a ‘Mago Jardineiro’ ministra cursos sobre horta, paisagismo, recuperação e conservação de solos e outros cursos voltados para a jardinagem e cultivo orgânico.

Tranquilidade para clientes

A administradora Cássia de Almeida hospeda suas plantas com a Mago Jardineiro há cinco anos. “Sempre que eu saio de férias ou viajo a trabalho, eu deixo as minhas plantas com o Ademar. É um serviço que vale muito a pena, pois posso viajar tranquila”, afirma. A cliente, que tem cerca de 20 vasos em casa, também já utilizou o serviço de ambulatório. “As plantas voltam sempre mais fortes e bonitas, são muito bem cuidadas”, ressalta.

Francis com seus dois bonsais. À esquerda, a jabuticabeira que renasceu graças ao serviço de ambulatório. Foto: Arquivo pessoal/Francis Larsen

Há um ano, o fotógrafo Francis Larsen comprou um bonsai de jabuticabeira em um mercado. Por falta de conhecimento sobre as técnicas de cultivo, a planta quase morreu. Larsen foi buscar ajuda na loja ‘O Bonsai’ e conheceu o serviço de hospital e de hotel.

“Cheguei com a minha jabuticabeira quase morta. O ambulatório foi fundamental, pois a planta foi recuperada e hoje está linda”, comemora. Hoje Larsen utiliza o serviço de hospedagem sempre que vai viajar. “É a garantia de que meus bonsais vão receber atendimento especializado e estarão bem cuidados. Por serem árvores em vasos pequenos, o consumo de água é grande e a rega em que ser feita diariamente. O manejo adequado é fundamental”, afirma.

Lisete Marcon Pires, biomédica aposentada, cultiva bonsais em casa, utiliza o serviço de hospedagem há oito anos e afirma que é indispensável. “Eu tenho família em São Paulo e preciso viajar constantemente. Sem o hotel, não sei como faria, pois o bonsai é como um filho. Precisa de cuidados diários. Já tive plantas que precisaram ficar internadas, uma delas ficou 30 dias sob os cuidados do Edson, na loja ‘O Bonsai’. Eles cuidam até melhor do que eu e a vantagem é que viajo sem me preocupar, com a certeza de que vou voltar e elas estarão saudáveis”, conta.

Foto: Freeimages

SERVIÇO:

Floricultura Mago Jardineiro

Rua Antônio Costa, 567, Vista Alegre, Curitiba-PR | Telefone:  (41) 3113-6779

O Bonsai

Avenida Manoel Ribas, 3640, Santa Felicidade, Curitiba-PR | Telefone: (41) 3339-2580

Bonsai Kai

Rua Miranda Guerra, 1530, Jardim Petrópolis, São Paulo-SP | (11) 96665-1000

*Especial para a Gazeta do Povo.

LEIA TAMBÉM:

O que Viena tem que faz dela a melhor cidade do mundo por 10 anos consecutivos?

Arquiteto de Curitiba faz reforma no apê de Zeca Camargo no Rio

 

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você