Startup lança horta tecnológica que monitora o ambiente e indica cuidados com as plantas
| Foto: Favo/Divulgação

Quem pensa que não tem dom com plantas sabe que a maior dificuldade na hora de se dedicar às verdinhas é a falta de confiança e conhecimento em como cuidar dos vegetais. Pensando nisso, a startup curitibana Favo criou uma horta modular tecnológica que consegue monitorar diversas características do ambiente e indicar todos os cuidados que se fazem necessários. É possível dizer até qual planta iria se dar bem no seu cultivo, dependendo da quantidade e qualidade da luz do local, umidade, entre outros elementos.

Siga a HAUS no Instagram

"Digamos que você plantou Melissa, deu tudo certo e você gostou. Então a gente sabe que a probabilidade de você gostar da Erva de São João é grande, tudo segundo uma base de dados que a gente desenvolveu. Esse suporte remoto faz parte do nosso serviço. A gente acompanha a jornada da pessoa desde o início", esclarece o mecatrônico Marcelo Pinhel, diretor da Favo ao lado dos sócios Raissa Yamasaki e Marfan Fragoso.

| Favo/Divulgação

Kit completo para começar a plantar

A startup entrega a horta EasyGarden, como foi batizado o produto, em todo o Brasil de R$ 569 a R$1.299, dependendo do tamanho do módulo, que está disponível nas dimensões mini (50 x 50 x 20 cm), P (50 x 100 x 20 cm), M (100 x 100 x 20 cm) e G (200 x 100 x 20 cm).

Além dos módulos em madeira maciça de itaúba 100% natural (sem vermífugo), que vem com todas as placas eletrônicas necessárias e que podem ser montadas em menos de 10 minutos com estacas de alumínio e encaixes na própria madeira, acompanham a horta mudas ou sementes e um substrato especial que funciona para a maioria das plantas. Pinhel até revela a receita do solo perfeito para os interessados: terra vegetal preta, húmus de minhoca, vermiculita e esterco de ave curtido.

| Favo/Divulgação

Como surgiu a ideia

O diretor da Favo conta que a ideia era oferecer esses módulos para construtoras e incorporadores incluírem em seus empreendimentos imobiliários. Porém, com o advento da pandemia da Covid-19, muitas pessoas se interessaram em implantar hortas dentro de casa ou nos quintais.

"Fizemos uma pesquisa com 3 mil pessoas que fazem cultivo urbano e descobrimos que 82% deles esquecem de regar as plantas, 89% sofrem com a falta de espaço para cultivar e 61% têm dificuldade em encontrar informações confiáveis sobre como plantar", revela Pinhel.

| Favo/Divulgação

Monitoramento e dicas

Entre os elementos monitorados em estão a quantidade e qualidade da luz, a umidade, a temperatura, o déficit de vapor de pressão de água (VPD) e a quantidade de gotas da irrigação.

A partir desses dados a Favo irá sugerir práticas de manejo e até mesmo espécies novas que você pode adicionar ao seu plantio. No total, é possível colher 5 quilos de alimentos por metro quadrado da horta todo mês.

Para todo esse suporte, irrigação automática e coleta de informações, a EasyGarden utiliza pouca energia elétrica. Apenas 1 quiloWatt por hora ao mês, segundo Pinhel.

| Favo/Divulgação

Para estufas ou espécies de grande valor agregado, a recomendação de Pinhel é também o WorkerBee, um sistema de irrigação automatizada que dispensa a contratação de empresas para o projeto de rega.

"É um sistema de controle extremamente preciso em que você controla e monitora o seu ambiente de cultivo. Por meio de um aplicativo você consegue agendar horários de irrigação e controlar o local a partir de sensores que capturam dados referentes à luminosidade, umidade do ar e temperatura relativa", explica. Basta aplicar as hastes gotejadoras e encher um reservatório a cada três semanas, aproximadamente, como informa o diretor da Favo. Esse outro produto está disponível a partir de R$ 420.

Veja aqui a loja com os produtos abordados na matéria.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]