• Patrocínio

    Vale do Pinhão Prefeitura de Curitiba

Reação Urbana reúne entidades, parceiros e investidores em encontro na Gazeta do Povo

Café da manhã no Espaço Bom Gourmet reuniu cerca de 30 agentes engajados no movimento de revitalização urbana no Vale do Pinhão

Foto: Jonathan Campos/ Gazeta do Povo

por André Nunes*

10/10/2017

compartilhe

Agentes públicos, privados e acadêmicos engajados num mesmo objetivo: a revitalização urbana da região do Vale do Pinhão e as oportunidades geradas por um movimento que promove a sinergia de interesses variados. Foi com esta visão em comum que cerca de 30 representantes de entidades, investidores e parceiros do movimento Reação Urbana participaram nesta terça-feira (10) de um café da manhã no Espaço Bom Gourmet, da Gazeta do Povo.

A pauta, além do debate gerado pela revitalização urbana do território delimitado inicialmente entre os bairros Rebouças e Prado Velho, foi o Laboratório de Reação Urbana no Vale do Pinhão, exercício coletivo para propostas e debates, que acontecerá entre os dias 26 e 29 de outubro no Engenho da Inovação.

Entre as entidades engajadas no movimento iniciado pelo Instituto de Pesquisa Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), a Agência Curitiba, a startup Reurb, setores acadêmicos da UFPR, PUC-PR, UP e UTFPR e HAUS, estão a Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio), a Associação de Bares e Restaurantes do Paraná (Abrasel) e a Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura no Paraná (Asbea-PR). Grupos de investidores do mercado imobiliário e das áreas hospitalar, de entretenimento, serviços, tecnologia e inovação também devem contribuir com o movimento.

Cerca de 30 representantes de entidades e investidores participaram do encontro. Foto: Jonathan Campos / Gazeta do Povo

Cerca de 30 representantes de entidades e investidores participaram do encontro. Foto: Jonathan Campos / Gazeta do Povo

Necessidades da região

No debate que se seguiu à apresentação do movimento Reação Urbana, feita pelo arquiteto e professor universitário Orlando Ribeiro, vice-presidente da Reurb, sugestões foram levantadas pelos agentes. As necessidades da região, como a falta de segurança pública e iluminação em algumas vias, e as oportunidades muitas vezes mal aproveitadas pelo setor de comércio e serviços estiveram entre os pontos levantados por Luciano Bartolomeu, diretor da Abrasel-PR.

“O Plano de Desenvolvimento do Bairro está em aberto, apenas a delimitação do território foi definida para as leis de zoneamento e políticas públicas da região. Além da preocupação em evitar a gentrificação (afastamento dos moradores atuais), precisamos engajar a sociedade civil organizada e a iniciativa privada de forma que todos entendam as oportunidades e vocações daquela área urbana, para evitar o prejuízo econômico de alguns investidores por falta de conhecimento urbanístico local”, explica Ribeiro.

Andréa Sorgenfrei, editora do núcleo Estilo de Vida da Gazeta do Povo, apresenta o Laboratório de Reabilitação Urbana. Foto: Jonathan Campos/ Gazeta do Povo

Andréa Sorgenfrei, editora do núcleo Estilo de Vida da Gazeta do Povo, apresenta o Laboratório de Reação Urbana. Foto: Jonathan Campos/ Gazeta do Povo

Mercado hospitalar

As oportunidades geradas pelo mercado hospitalar – o segundo mais movimentado, atrás apenas do setor gastronômico – no Vale do Pinhão também foram destacadas, já que seis hospitais da cidade estão localizados na zona de influência do Vale do Pinhão. São eles o Hospital de Clínicas, Cajuru, Marcelino Champagnat, Ernesto Gaertner, Nossa Senhora da Luz e Sugizawa. “O ecossistema de inovação e integração da saúde é uma dificuldade grande que sentimos não só nessa região, mas em toda a cidade. Os hospitais pouco conversam entre si, e isso precisa ser estimulado de alguma forma”, pontua Fernando Carbonieri, médico da Heacking Health CWB.

Veja mais fotos do encontro.

Grupo de investidores de arte e entretenimento que realizou a edição 2017 da TribalTech: Cezinha Mocellin, Bruna Wladyka e Patrick Cornelsen, com Luciano Bartolomeu (à dir), diretor da Abrasel, e Vagner Bernal, da Gazeta do Povo

Grupo de investidores de arte e entretenimento que realizou a edição 2017 da TribalTech: Cezinha Mocellin, Bruna Wladyka e Marcelo Contin (ao centro), com Luciano Bartolomeu (à dir.), diretor da Abrasel, e Vagner Bernal (à esq.), da Gazeta do Povo. Foto: Jonathan Campos / Gazeta do Povo

 

Rodrigo Rosalem, diretor de planejamento da Fecomércio PR, Mariano Macedo, professor urbanista da UFPR, Alexsandra Fernandes, arquiteta, e o engenheiro Manuel Braga

Rodrigo Rosalem, diretor de planejamento da Fecomércio-PR, Mariano Macedo, professor urbanista da UFPR, Alexsandra Fernandes (arquiteta) e Manuel Braga (engenheiro). Foto: Jonathan Campos / Gazeta do Povo

Fernando Carbonieri, médico da Heacking Health Cwb, Alberto Romero, administrador, Diogenes Lima e Gabriel Sandrini, do Grupo Hagana, e Guilherme Werner, da Brain Bureau de Inteligência Corporativa

Fernando Carbonieri, médico da Heacking Health CWB, Alberto Romero (administrador), Diogenes Lima e Gabriel Sandrini, do Grupo Hagana, e Guilherme Werner, da Brain Bureau de Inteligência Corporativa. Foto: Jonathan Campos / Gazeta do Povo

Cleverson Cunha, da Agência de Inovação UFPR, e Leonardo Tostes, da PUC-PR

Cleverson Cunha, da Agência de Inovação UFPR, e Leonardo Tostes, da PUC-PR. Foto: Jonathan Campos / Gazeta do Povo

Fernando Carvalho, da Reurb, Nelson Galvão, consultor de investimentos, e Gustavo Pinto, da Asbea

Fernando Carvalho, da Reurb, Nelson Galvão (consultor de investimentos) e Gustavo Pinto, da Asbea-PR e Reurb. Foto: Jonathan Campos / Gazeta do Povo

*Especial para a Gazeta do Povo.

LEIA TAMBÉM

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você