i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Nova tinta criada pela Disney permitirá ligar a tevê ou “comandar” a casa com um toque na parede

  • PorHAUS
  • 08/05/2018 15:10
Parede funciona com uma grande tela de smartphone através de tinta condutora. Foto: Reprodução
Parede funciona com uma grande tela de smartphone através de tinta condutora. Foto: Reprodução| Foto:

“Ok, Google”. A famosa frase que permite uma série de comandos de voz para quem usa qualquer aparelho com sistema Android — e que tornou acessível para muitos a automação de diversos outros aparelhos da casa através do Google Home — pode em breve ficar obsoleta. Isso porque uma nova tinta desenvolvida por pesquisadores da Disney e batizada de Wall++ vai permitir que você assuma o comando da casa a partir de gestos, rastreando os seus movimentos: já imaginou destrancar a porta digitando uma senha diretamente na parede?

A tecnologia, desenvolvida em parceria do centro de pesquisa da Disney em Pittsburgh com a Universidade Carnegie Mellon, faz com que a tinta seja condutora de energia, transformando qualquer parede em um grande sensor. A ideia é que a tinta possa ser facilmente aplicada e tenha baixo custo — a estimativa é que custe 20 dólares por metro quadrado (cerca de R$ 70).

via GIPHY

A tecnologia consiste em uma tinta de níquel à base de água com eletrodos aplicados na parede, interligados por uma fita de cobre. Depois, camadas de adesivos de vinil fazem o isolamento e, por fim, uma camada de tinta látex esconde tudo.

Depois de pronta, a parede é conectada com uma placa de sensores e passa a funcionar como a tela de um smartphone, identificando onde acontece o movimento através do ruído eletromagnético que fica no ar. Assim, através do toque, será possível ajustar a temperatura, ajustar a luz ou pausar uma música.

Os sensores também identificam barulhos específicos, como furadeira e secador de cabelo. Foto: reprodução
Os sensores também identificam barulhos específicos, como furadeira e secador de cabelo. Foto: reprodução

Outra aplicabilidade da tinta condutora é identificar movimento no ambiente, sabendo quais são os móveis e onde estão as pessoas. Isso permite, por exemplo, que a luz acenda automaticamente quando alguém entrar no cômodo ou que a televisão ligue quando alguém senta no sofá. O estudo (clique aqui para ver em detalhes) ainda não tem previsão de ser comercializado, mas o objetivo é que aconteça em breve.

Foto: reprodução
Foto: reprodução

Confira no vídeo como a tinta funciona:

LEIA MAIS

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.