Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
As frases da semana: “Não deixarei o Supremo isolado”
| Foto: Agência Brasil

"O que a Bíblia diz sobre o aborto" – Universa, cantinho ultraprogressista do UOL, recorrendo à exegese herege para justificar o assassinato de bebês. O texto começa sugerindo que a defesa da vida é coisa de “religiosos fundamentalistas”. Sente o nível!

“Quer baixar a inflação? Então garanta que as empresas mais ricas paguem seus impostos” – Joe Biden, presidente dos Estados Unidos. Como assim Biden fez um intensivão com os economistas da Unicamp e ninguém nos avisa?

"Só um psicopata ou um imbecil para dizer que os movimentos de 7 de Setembro e 1º de Maio atentam contra a democracia. Quem diz isso é um psicopata ou imbecil" – Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, sobre a fala tresloucada de seu arqui-inimigo Alexandre de Moraes, o ministro do STF que confunde toda e qualquer crítica a ele com "atos antidemocráticos".

"Não deixarei o Supremo isolado" – Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, em flagrante conluio com o poder que ele deveria fiscalizar. Sabe o que acontece com as ovelhas que acham que podem conviver com os lobos, né?

"Na data comemorativa da abolição da escravatura é oportuno relembrar as dívidas históricas com a população negra e a importância de enfrentar o racismo estrutural que nos diminui a todos." – Luis Roberto Barroso, ministro do STF, usando todos os clichês possíveis em sua incansável militância progressista dentro da Suprema Corte. Resta saber se ele vai pagar nossa parte nessa dívida histórica por TED ou Pix.

"Metáfora de macho adulto branco sempre no comando" – Jean Wyllys, tomando as dores do parça Gregório Duvivier na treta com Ciro Gomes, que cometeu o pecado de chamar o comediante (cof! cof!) para um debate com (atenção!) “paridade de armas".

"Empresas precisam de capital para o seu desenvolvimento. Precisamos de tecnologia, precisamos de novos mercados e iremos avançar" – Nicolas Maduro, ditador, ao anunciar a venda de ações de estatais venezuelanas. Fontes anônimas registraram choro e ranger de dentes na sede do PSOL após esta notícia.

"Mas ela é artista?" – Samantha Schmutz, incontestavelmente artista (tive que procurar quem ela é no Google para não errar o nome), questionando os dons... artísticos de Juliette, só porque a ex-BBB (ainda) não faz parte da panelinha.

“Fãs brancos se divertem com atletas negros um dia depois de um racista matar negros em Buffalo – eis o supremacismo branco” - Deadspin, blog esportivo americano. A gente até tinha pensado num comentário legal, mas acabamos nos distraindo com mais uma cesta de 3 pontos de pontos do Stephen Curry. Desculpe.

"Eu certamente deixarei a Suprema Corte quando fizer eu trabalho tão porcamente quanto você faz o seu" – Clarence Thomas, juiz da Suprema Corte dos Estados Unidos, para um jornalista. Apesar da frase, tanto o juiz quanto o jornalista e a plateia riram do chiste.

“Quadro da independência serviu aos militares” – Lilia Schwarcz, historiadora que curte destruir obras históricas por conveniência política. Aliás, como é que alguém que adora ostentar títulos acadêmicos se escandaliza com o uso político circunstancial de uma obra de arte? Escândalo seria se os militares se inspirassem em Francis Bacon.

"Vereador de Curitiba está sendo cassado por suas virtudes e não por seus defeitos" – Julio Lancelotti, padre de passeata (para usar a expressão criada por Nelson Rodrigues), passando pano para o vereador e enfant terrible Renato de Freitas, que gosta de passar os domingos invadindo igrejas e atrapalhando Missas para fazer manifestações blasfemas. É mais fácil avistar o chupa-cabra do que encontrar virtude nas ações do futuro ex-vereador.

"É muito 'disgusting' ter que passar, de novo, por isso que nós estamos passando" – Marco Aurélio, diretor de teatro, recorrendo ao inglês para expressar seu nojinho pelo governo e, assim, pagar o devido pedágio à turma que supostamente compra ingresso para ver suas peças de teatro. Awful.

“Um amigo do futuro, jornalista, me enviou matérias de janeiro de 2023. Adianto algumas : inflação, desemprego, alta do dólar, culpa de Lula. Gasto de bolsonaro no cartão corporativo, foi Lula. Uma nova variante da Covid, a PTrômico: saiu da barba de Lula, e 2 pedalinhos da Ferrari que Lula já comprou!” – Juninho Pernambucano, ex-jogador de futebol, craque incontestável em campo, mas um pereba irredimível com as palavras, apelando antecipadamente para a vitimização diante dos fracassos de um terceiro mandato de Lula (toc, toc, toc).

"O casamento hoje de Lula e Janja, conforme o convite, começa às 19h. (...) Que tal fazermos aqui, juntos, nesse exato horário um brinde aos recém-casados?" – Hildegard Angel, colunista social, encontrando uma justificativa mais ou menos plausível para se empanturrar de espumante em plena quarta-feira.

“Deixem Lula se casar em paz” – Mariliz Pereira Jorge, a mais histriônica das jornalistas antibolsonaristas, engolindo o ciúme de Janja.

"Sim" - Lula, ex-presidente, ex-presidiário e ex-condenado, em sua luxuosa festa de casamento. Supõe-se que a noiva também tenha dito "sim".

“A decisão individual de dar início a uma invasão brutal e sem justificativa ao Iraque. Digo, à Ucrânia..." – George W. Bush, ex-presidente dos Estados Unidos, num ato falho espetacular.

"Moças. Machexplicação é uma corruptela de ‘macho’ e ‘explicação’" – Elon Musk, bilionário e dublê de comediante, testando o nível de liberdade de expressão do Twitter.

“Elon Musk no Brasil, em encontro secreto com o Presidente Miliciano, na véspera das eleições, só pode significar uma coisa: GOLPE DE ESTADO” – Leonel Radde, vereador em Porto Alegre (PT), e que se define como "Policial Civil Antifascista, Aikidoka, vegetariano e Zen Budista". A declaração foi feita na rede social golpista Twitter.

#MEMÓRIA

Ostentação deveria ser crime previsto no Código Penal – Leonardo Sakamoto, jornalista, numa grande sakada do Saka, saka? Será que ele foi convidado para o casamento de Lula?

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]