i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
guerra civil

Nove fatos sobre o gás sarin: a substância letal usada para matar crianças na Síria

Químicos alemãs da empresa IG Farben descobriram a substância por acaso em 1938, quando trabalhavam em novos pesticidas.

    • Washington
    • AFP
    • 07/04/2017 11:12
    Moradores de Khan Sheikhun, pequena cidade da província rebelde de Idlib, mostram imagens de crianças atingidas pelo ataque com armas químicas promovido pelo governo sírio. | Omar Haj Kadour/AFP
    Moradores de Khan Sheikhun, pequena cidade da província rebelde de Idlib, mostram imagens de crianças atingidas pelo ataque com armas químicas promovido pelo governo sírio.| Foto: Omar Haj Kadour/AFP

    As imagens de Khan Sheikhun, pequena cidade da província rebelde de Idlib (noroeste da Síria), que mostram pessoas agonizando, em uma busca desesperada de ar e espumando pela boca, provocaram comoção ao redor do mundo. As vítimas do gás sarin reclamam primeiro de violentas dores de cabeça e apresentam as pupilas dilatadas. Depois sofrem convulsões, paradas respiratórias e entram em coma, antes da morte.

    1) O gás sarin, que o governo dos Estados Unidos acusa o regime sírio de ter utilizado contra uma cidade rebelde esta semana, em um ataque que provocou 86 mortes, é uma potente substância neurotóxica, inodora e invisível, descoberta na Alemanha em 1938.

    2) Mesmo se não for inalado, o simples contato com a pele bloqueia a transmissão do impulso nervoso e provoca a morte por parada cardiorrespiratória.

    3) A dose letal para um adulto é de meio miligrama.

    4) O sarin pode ser utilizado em aerossol, mas também para envenenar a água e os alimentos, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) da cidade de Atlanta.

    5) A roupa que entrou em contato com vapores de sarin de forma contínua pode contaminar outras pessoas até 30 minutos depois da exposição, destaca o CDC, que aponta a existência de antídotos.

    6) A produção do sarin é um processo complexo que exige conhecimentos avançados de Química. Mas os químicos alemãs da empresa IG Farben descobriram a substância por acaso em 1938, quando trabalhavam em novos pesticidas.

    7) O gás sarin foi utilizado como arma química durante o conflito Irã-Iraque na década de 1980 e pela seita “Verdade Suprema” em um atentado executado no dia 20 de março de 1995 no metrô de Tóquio.

    8) O regime sírio foi acusado de usar diversas vezes o gás sarin desde o início da guerra civil em março de 2011.

    9) Em 21 de agosto de 2013, um ataque com este componente matou 1.429 pessoas, incluindo 426 crianças, de acordo com serviço de inteligência americano.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.