Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Entorno do Parque das Pedreiras: poucas opções de imóveis à venda ou para locação | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Entorno do Parque das Pedreiras: poucas opções de imóveis à venda ou para locação| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
  • Confira mais informações sobre o Parque das Pedreiras

Antiga pedreira municipal, o Parque das Pedreiras é um dos principais palcos de eventos culturais de Curitiba. Tanto a Pedreira Paulo Leminski quanto a Ópera de Arame, que compõem o parque, são importantes locais de eventos, como apresentações de peças teatrais e grandes shows. O entorno tem perfil imobiliário predominantemente residencial, o que colaborou na proibição, desde 2008, de grandes eventos na Pedreira Paulo Leminski. Essa foi uma solicitação do Minis­tério Público, que atendia a pedidos dos moradores da região, devido ao barulho e desordem de alguns frequentadores. De lá para cá, houve um movimento da Câmara de Ve­­readores para viabilizar a volta de shows na Pedreira.Em fevereiro de 2010, ocorreu uma audiência conciliatória na 4.ª Vara de Fazenda que definiu uma perícia técnica no local. De acordo com o vereador Jonny Stica (PT), um dos organizadores do movimento "A Pedreira é Nossa", a justiça marcará a perícia que deverá mostrar capacidade do local, infraestrutura de segurança e questões acústicas. Após esse processo, deverá ocorrer a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), possibilitando que eventos sejam novamente realizados no local.

Imóveis

As áreas à venda ou para locação na região são escassas, a maioria terrenos vazios ou com casas antigas. Na semana passada, a reportagem da Gazeta do Povo localizou quatro opções à venda com essas características.

Na Rua João Gava, que dá acesso ao parque, não há nenhum imóvel anunciado na região, que concentra grandes áreas verdes e alguns imóveis comerciais. "Durante algum tempo essa região ficou estagnada, sem grande número de construções. Os imigrantes poloneses, pioneiros da colônia Abranches, deixavam as propriedades para os descendentes e essa prática não dinamizava o mercado. Os últimos dez anos foram de mudanças para essa região", diz a corretora da imobi­liá­­ria Caravela, Rute Lamega.

A empresa negocia um terreno de 300 metros quadrados na Rua Desembargador José Ribeiro Ribas, que passa na lateral do parque, por R$ 180 mil. O imóvel é ZR2 e pode servir tanto para fins comerciais, quanto residenciais. "O preço de metro quadrado dos terrenos na região fica entre R$ 500 e R$ 600", comenta Rute.

Para o corretor Lincoln Ferreia Pinto, grande parte desses terrenos serão ocupados por conjuntos de sobrados ou pequenos condomínios fechados. "É uma tendência dos bairros do entorno até pelas características dos terrenos, onde não é possível construir prédios altos", diz.

O corretor vende dois terrenos nos números 208 e 226 da Rua João Kaminski, a cerca de 200 metros da entrada da Pedreira. Ambos são ZR2 e admitem a construção de até dois pavimentos. O primeiro tem 605 metros quadrados e custa R$ 175 mil, o outro, com 426 metros quadrados, é vendido por R$ 120 mil.

A outra oportunidade está no número 3.720 da Rua Nilo Peçanha, próximo ao Colégio Santa Maria. A Paulo Celles imóveis vende a área de 3.300 metros quadrados por R$ 580 mil.

Próximo domingo Parque Passaúna

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]