Interface do app do LinkedIn para iOS durante o envio de mensagem de voz.

Apps da Semana #3: Velhos conhecidos ganham recursos inusitados

Por
28/7/18, 14h31 4 min 6 comentários

Nota do editor: toda semana, o Manual do Usuário faz um registro dos novos apps lançados dignos de atenção, das grandes atualizações dos mais populares e eventuais promoções. É uma maneira direta e fácil de saber o que acontece com os apps que você usa todo dia ou pode querer instalar em seu smartphone.


Na lista de hoje, os destaques são velhos conhecidos que ganharam funções inusitadas: aplicativo de anotações com a marca e integração com Firefox, LinkedIn mandando mensagens de áudio e a Microsoft com (mais) um app de notícias.

Novos apps

Notes by Firefox
A Mozilla lançou um… app de anotações. A própria descrição na loja não faz questão de ocultar o fato de que é um app “simples”. A grande vantagem é que ele é criptografado de ponta a ponta e, para aqueles que têm uma Conta Firefox, as notas se tornam acessíveis pelo computador, através do Firefox e com a ajuda da extensão Test Pilot. // Android, gratuito.

Microsoft Notícias
Não é a primeira nem a segunda vez que a Microsoft lança um app de notícias, mas ok, consideremos como novidade. O Microsoft Notícias combina curadoria humana com inteligência artificial para indicar notícias de parceiros. A seleção também leva em conta o perfil do usuário, e o app oferece um tema escuro, mais ameno aos olhos no período noturno. Apesar do novo nome, o site continua se chamando MSN. // Android e iOS, gratuito.

Animatrix
É mais um app de edição de fotos para iOS. Diferentemente dos outros, o Animatrix também anima as imagens estilizadas. Os desenvolvedores dizem que ele “usa técnicas de animação reais para dar vida às fotos, acrescentando movimento que faz as bordas e cores ganharem vida”. São 24 estilos diferentes e a possibilidade de exportar os resultados em formato de vídeo, GIF animado ou Live Photo. // iOS, R$ 6,90.

Atualizações

Dashlane 6
O gerenciador de senhas multiplataforma ganhou uma nova versão que faz muito mais do que gerenciar senhas. O Dashlane 6 tem navegador com VPN, monitoramento do cartão de crédito e um “Painel de Identidade” que monitora senhas e vazamentos a fim de avisá-lo sobre eventuais problemas. Tem até um escudo (item estético aparentemente obrigatório em apps de segurança e privacidade) e uma nota, que avalia diversos critérios para sinalizar se você está seguro ou não. // Android, iOS, Linux, macOS e Windows, a partir de US$ 5 por mês.

Chrome 68
O Chrome ganha atualizações periódicas e a maioria delas traz mudanças importantes, mas que não são muito visíveis ao usuário. No caso do Chrome 68, liberado no último dia 24, não: ele ativa a marcação “Não Seguro” em sites que não tenham o protocolo HTTPS, que criptografa a comunicação entre o dispositivo e o servidor. As vantagens do HTTPS são inquestionáveis, mas classificar de “Não Seguro” sites que não o adotam é, no mínimo, impreciso. // Android, iOS, macOS e Windows, gratuito.

Google Play Livros
Não chega a ser uma novidade no app em si, mas nessa semana o Google lançou uma seção de áudiolivros no Brasil. Para celebrar, diversos títulos estão com o preço promocional de R$ 4,99. // Android e iOS, gratuito.

LinkedIn
Você não pediu, mas o LinkedIn ganhou suporte a mensagens de voz, como as do WhatsApp e Telegram. As mensagens podem ser gravadas nos apps móveis e ouvidas neles e na web. O recurso está sendo disponibilizado gradualmente e chegará a toda a base “nas próximas semanas”. // Android e iOS, gratuito.

Compartilhe:
  • No desktop o Steam ganhou ares de Discord…. só esperando uma versão mobile que funcione direito…

    • Nunca usei o Discord. O que ele tem de diferente/legal em relação a, sei lá… um Skype da vida, ou mesmo o antigo chat do Steam?

      • As chamadas em grupo (gratuitas), imagens e vídeos nos chats…. e claro, ser independente do Steam.

        Mas ainda não analisei a fundo essa mudança no sistema da Valve, é mais pra quem joga online, e o faço muito pouco.

  • Victor Serrão

    Quem trabalha com sites governamentais deve estar, como eu, bem puto com essa “novidade” do Chrome. Tá osso. Tem site que ele simplesmente não abre. Eu já tenho que usar o IE9 por causa do Java (sim…). Já estou naturalmente abrindo mais o Firefox que o Chrome por esses dias.

    • Essa situação dos sites HTTP no Chrome é uma perfeita ilustração de que os fins não justificam os meios, né?

      • Victor Serrão

        Pois é!