Funcionária do Ebanx digitando em um notebook.

Ebanx recebe investimento de R$ 95 milhões para expansão geográfica

Por
31/1/18, 9h45 2 min 3 comentários

O Ebanx, fintech sediada em Curitiba especializada no processamento de pagamentos transfronteiriços, anunciou nesta quarta-feira (31) ter recebido um investimento de US$ 30 milhões (cerca de R$ 95 milhões) da FTV Capital, fundo norte-americano focado em empresas de pagamentos.

Wagner Ruiz, cofundador e CFO do Ebanx, diz que é o primeiro investimento externo que a startup recebe. Fundada em 2012 por ele e mais dois sócios, o Ebanx oferece soluções de pagamento de ponta a ponta nos países onde atua, viabilizando a cobrança por empresas de outros locais do globo, como Estados Unidos e Ásia.

Entre os clientes mais conhecidos do Ebanx estão Airbnb, AliExpress, Gearbest, Spotify, Sony e Wish. A startup também é uma das primeiras parceiras do Google Pay, o sistema de pagamentos unificados do Google. Em 2017, o Ebanx processou cerca de R$ 3,8 bilhões em pagamentos.

Destinação do investimento

Foto de Wagner Ruiz, do Ebanx.
Wagner Ruiz, cofundador e CFO do Ebanx. Foto: Brunno Covello.

O Ebanx atua no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru, e conta com escritórios em Curitiba, São Paulo e em Londres, na Inglaterra.

A injeção de crédito ajudará o Ebanx em sua expansão geográfica. Em 2018, a empresa deve chegar a outros quatro países latinos — Equador, Uruguai, Paraguai e Bolívia — e abrir um escritório em São Francisco, nos Estados Unidos.

“A ideia é que [o investimento] seja usado nas operações dos países e nas verticais em que já atuamos, melhorando os times comerciais. São os grandes desafios deste ano e que a FTV ajudará a gente”, explica Ruiz. Além do valor, ele destaca a expertise e a rede de contatos da FTV Capital como outros benefícios derivados do acordo.

O Ebanx é a primeira empresa brasileira que recebe investimentos da FTV Capital e a segunda da América Latina. Ruiz diz que “ser um fundo americano focado em fintechs e pagamentos é um grande diferencial”. Como parte do negócio, Robert Anderson e Chris Winship, ambos da FTV, passarão a integrar o conselho diretivo do Ebanx e a ser um observador do conselho, respectivamente.

Foto do topo: Ricardo Franzen/Ebanx.

Compartilhe:
  • Felipe C

    Curioso não citar o AliExpress ou a China, foi o unico lugar que ja usei o Ebanx.

    • Verdade! Embora tenha a Gearbest ali, outra chinesa. Atualizei a notícia para incluir o AliExpress. Valeu!

  • Anderson

    Boa noticia para Ebanx, um exemplo a ser seguido, mesmo trabalhando com um negocio tão serio, sempre se mostra aberta e engajada com comunidade promovendo eventos e contribuindo com a TI, novas tecnologias… Sucesso!