Ao fazer da privacidade um diferencial, empresas de tecnologia transformam direito em luxo para poucos

Por
13/6/18, 15h35 4 min Comente

Recentemente, a Apple fez uma pequena alteração nas regras da App Store. Agora, apps estão proibidos de criar bancos de dados de contatos para uso próprio ou para venda ou distribuição a terceiros a partir dos contatos cedidos pelo usuário, podendo ser banidos se forem flagrados fazendo isso. É uma mudança significativa em prol da privacidade, mas que, para mais de 90% dos brasileiros que usam Android, não fará muita diferença. Continuar lendo Ao fazer da privacidade um diferencial, empresas de tecnologia transformam direito em luxo para poucos

O “problema” de software da Apple e como “corrigi-lo”

Por
14/2/18, 16h41 12 min Comente

Nota do editor: Steven Sinofsky trabalhou na Microsoft por 23 anos. Lá, passou a maior parte na equipe do Office e supervisionou todas as versões entre o Office 2000 e 2007. Posteriormente, liderou o desenvolvimento do Windows 7 e, em 2009, assumiu a presidência da divisão Windows. Saiu da Microsoft no último dia de 2012 e, hoje, é conselheiro da Box, da a16z e escreve regularmente sobre a indústria em seu blog no Medium, Learning by Shipping. Continuar lendo O “problema” de software da Apple e como “corrigi-lo”

O Google quer tornar a humanidade obsoleta — e está conseguindo

Por
9/5/18, 12h13 8 min Comente

Desde 2016, o Google é uma empresa que se pauta por inteligência artificial (IA). Na visão deles — e de boa parte da indústria —, IA é a pedra fundamental em cima da qual se constrói a próxima onda de tecnologia de consumo. Não por acaso, o Google está muito bem posicionado para essa nova corrida e, recorrentemente, demonstra essa vantagem com produtos inéditos, incríveis e que desafiam a nossa credulidade. Continuar lendo O Google quer tornar a humanidade obsoleta — e está conseguindo

Os muitos entraves que dificultam o avanço do Android Wear — digo, Wear OS

Por
3/5/18, 11h53 6 min Comente

Em março, o Google mudou o nome do Android Wear, seu sistema operacional para relógios inteligentes — ou smartwatches. Agora, ele se chama Wear OS. Se você só está sabendo disso agora, não se culpe: por uma série de fatores, a iniciativa do Google em smartwatches não ganhou a mesma tração que a de smartphones. Continuar lendo Os muitos entraves que dificultam o avanço do Android Wear — digo, Wear OS

Revisitando a primeira rede social que desafiou a hegemonia do Facebook

Por
11/4/18, 19h01 8 min Comente

Ouvimos o feedback. É preciso uma maneira mais simples de controlar suas informações. Nas próximas semanas, lançaremos controles de privacidade muito mais fáceis de usar. Também lhe daremos uma maneira simples de desativar todos os serviços de terceiros. Estamos trabalhando duro para disponibilizar essas mudanças o quanto antes. Esperamos que você goste do resultado do nosso trabalho e, como sempre, estamos ávidos para saber o que você achou.

Você acertou se atribuiu o trecho acima a Mark Zuckerberg. Errou, porém, se acha que ele foi feito nesta semana, talvez durante as sabatinas a que o CEO do Facebook se submeteu no Congresso dos Estados Unidos a fim de se retratar pelo escândalo da Cambridge Analytica. Continuar lendo Revisitando a primeira rede social que desafiou a hegemonia do Facebook

O fim do feed de notícias

Por
6/4/18, 12h22 11 min Comente

Quando me casei, minha futura esposa e eu tínhamos certeza de que faríamos uma cerimônia pequena e tranquila — nada dessas festas gigantescas e extravagantes com centenas de pessoas! Convidaríamos apenas familiares e amigos próximos. Então, fizemos uma lista de “familiares e amigos próximos” e… constatamos por que as pessoas convidam 100 ou 200 pessoas para seus casamentos. Você conhece muito mais pessoas do que imagina. Continuar lendo O fim do feed de notícias

Redes neurais sonham com ovelhas elétricas?

Por
21/3/18, 16h14 4 min Comente

Se você usou a internet hoje, provavelmente interagiu com uma rede neural. Elas são um tipo de algoritmo de aprendizagem de máquina que é usado para tudo, de traduções a modelos financeiros. Uma de suas especialidades é o reconhecimento de imagens. Muitas companhias — como Google, Microsoft, IBM e Facebook — possuem seus próprios algoritmos rotular fotos. Mas esses algoritmos de reconhecimento podem cometer erros bizarros. Continuar lendo Redes neurais sonham com ovelhas elétricas?

#DeleteFacebook? Excluir sua conta no Facebook não é tão fácil quanto parece

Por
19/3/18, 19h38 13 min Comente

Na internet, vez ou outra topamos com o relato de alguém que largou o Facebook. Mesmo assim, com mais de dois bilhões de usuários, encontrar essas pessoas não chega a ser algo corriqueiro. O total de usuários dilui o poder de presença dos excluídos. Por essas e outras, o barulho que esses relatos de desertores causam é compreensível: eles repercutem pois raros e são raros porque não é fácil virar as costas a uma rede tão pervasiva como é o caso do Facebook.

Você acha que é fácil sair do Facebook? Você está enganado. Continuar lendo #DeleteFacebook? Excluir sua conta no Facebook não é tão fácil quanto parece

Cookie pools: Como as lojas coletam seus dados pessoais e te enviam e-mails sem permissão

Por
15/3/18, 16h26 9 min Comente

Imagine a cena: você acessa o site de da loja X, navega pelas seções de produtos e coloca alguns no carrinho virtual. Não fecha a compra, por qualquer motivo, e parte para outro site. No dia seguinte, recebe um e-mail da loja X que te chama pelo nome e lembra que há itens pendentes no seu carrinho. Detalhe importante: você não forneceu seu e-mail ou qualquer outro dado pessoal à loja X. Como isso é possível? Graças a uma técnica chamada “cookie pool”. Continuar lendo Cookie pools: Como as lojas coletam seus dados pessoais e te enviam e-mails sem permissão

Tinderização do sentimento

Por
26/1/16, 9h59 10 min 7 comentários

Nota do editor: ano passado publicamos um texto em defesa do Tinder. Havia sinais, ou melhor, casais formados pelo app apontando para um uso melhor frente às incontáveis reclamações sobre a maneira negativa com que o app supostamente afeta os relacionamentos. Este outro, publicado na The New Inquiry e agora traduzido e republicado no Manual, serve de contraponto. Porque, apesar dos casos de sucesso, alguns destacados pelo próprio Tinder em seu site oficial, eles não são uma regra. Talvez sejam até exceções. Deixo a discussão em aberto.


Os mecanismos binários do Tinder podem ser um modelo para todo um modo de vida no qual tudo é uma opção e o processo se torna mais atraente que a escolha.

Viver com uma sensação de sobrecarga de escolhas significa fazer uma força emocional descomunal na tomada das decisões mais banais. O que assistir na Netflix essa noite? Posta no Facebook pedindo por recomendações. Pergunta aos seguidores do Twitter. Depois de refletir por uma hora, resolve confortavelmente assistir a Seinfeld, já visto e revisto um milhão de vezes. Enquanto isso, se pergunta se foi uma má escolha. Faz igual, de qualquer forma. Há algum conforto na mesmice. Continuar lendo Tinderização do sentimento

Com Android e foco no consumidor, smartphones Nokia voltam a chamar a atenção

Por
26/2/18, 15h33 6 min Comente

A história da Nokia nos smartphones compreendeu três atos. Começou muito bem, com ela fazendo a transição a partir dos feature phones e liderando o mercado incipiente durante os anos 2000. A partir de 2007, duas empresas improváveis, Apple e Google, despontaram do nada e viraram o segmento do avesso, o que deixou os antigos líderes perdidos e, por fim, ultrapassados. O melancólico desfecho da tragédia finlandesa teve início em 2013, quando sua divisão de telefonia móvel foi vendida à Microsoft e os smartphones, rebatizados de “Lumia”. Dois anos mais tarde, a produção de celulares dentro da Microsoft morreu, junto com o próprio Windows Phone. Continuar lendo Com Android e foco no consumidor, smartphones Nokia voltam a chamar a atenção