Este é o Wireless Display Adapter da Microsoft, o novo concorrente do Chromecast

Por
24/9/14, 10h16 2 min 13 comentários
O concorrente do Chromecast da Microsoft.
Foto: Microsoft.

Todo mundo achando que o (respire fundo) Microsoft Screen-Sharing for Lumia Phones HD-10 era o concorrente do Chromecast, e ontem a Microsoft aparece com outra coisa, o Microsoft Wireless Display Adapter. Quem escolhe esses nomes?

O novo produto é, à primeira vista, parecido com o Chromecast, mas alcança o mesmo fim por um caminho diferente. O Wireless Display Adapter usa o protocolo Miracast em vez de um fechado, como o Cast do Google. E, por isso, ele independe de conexão à Internet para funcionar. O que o dongle da Microsoft faz é compartilhar a tela, qualquer tela, de dispositivos rodando Windows, Windows Phone ou Android 4.2.1+ — nada de iOS, já que a Apple não suporta o Miracast.

Uma olhada mais atenta revela outras distinções importantes. Por dentro, o Wireless Display Adapter é apenas um canal neutro para espelhar a tela de dispositivos na TV, ou seja, ele depende do smartphone, tablet ou computador para fornecer o conteúdo que exibe. O Chromecast, não. Ao passar um vídeo do YouTube ou Netflix para o Chromecast, por exemplo, o dispositivo fonte funciona apenas como controle remoto. O download e execução do vídeo fica a cargo do próprio Chromecast. Em outras palavras, você pode até desligar o dispositivo fonte que o vídeo continuará rolando na TV.

Existem apps que transmitem conteúdo local ao Chromecast e, recentemente, o Google habilitou o espelhamento de tela em alguns dispositivos Android. Testei isso com um Nexus 4 e o desempenho foi bem satisfatório, inclusive em jogos movimentados.

O dongle da Microsoft também necessita de uma fonte de alimentação, via USB ou na tomada. No Chromecast, isso é um fallback — em TVs com entradas HDMI 1.4, essa porta já fornece a energia necessária para seu funcionamento.

O Wireless Display Adapter está em pré-venda nos EUA por US$ 60, quase o dobro do que custa um Chromecast lá (US$ 35). Entrei em contato com a assessoria da Microsoft para saber se ele será lançado no Brasil e, assim que tiver resposta, atualizarei o post.

Compartilhe:
  • Quanto a essa questão da energia, é engraçado: O Chromecast teoricamente não precisa de alimentação externa dependendo da versão da porta HDMI, mas até hoje não vi nenhuma TV que tenha fornecido alimentação suficiente pra ele funcionar sem estar ligado numa porta USB.

    • Rafael Machado de Souza

      Tenho essa duvida tambem.

      Um comentário sobre o chromecast na Amazon USA….

      Power Adapter:
      The power adapter is an optional requirement. In fact, most modern TV’s with HDMI 1.4 or higher spec are supported. The Chromecast can draw power from the HDMI port it’s plugged into. If your TV doesn’t support that, there’s also a USB cable and power adapter included in the box. I have a 2012 LG LED and a 2013 Lenovo 27″ Monitor with HDMI input and the ports power it with no cable.

      o review esta no link:
      http://goo.gl/acSgNs

      • Então, no meu caso nem é uma dúvida, eu tenho um Chromecast e nenhuma das TVs em que eu já o liguei conseguiram fazê-lo funcionar só pela porta HDMI. Uma pena.

  • Não te entendo Microsoft…

  • Gaio Cruz

    Complicado. Gosto mais do Miracast que do protocolo de comunicação proprietário da Google. E é possível o Miracast ter praticamente todas as features do ChromeCast, basta a fabricante querer. Possuo uma SmartTV com Miracast e funciona exatamente como o ChromeCast para os aplicativos da TV (Vimeo, Youtube, Netflix, Deezer, etc…), uso o smartphone para iniciar/controlar o app da TV, mas uma vez iniciado o streaming posso desligar o smartphone. Para esses apps da TV não ocorre um espelhamento “real” da tela do smartphone. Agora, além disso posso obviamente também espelhar a tela do smartphone, páginas do navegador, apps não compatíveis com a SmartTV, games, etc. A única função que sinto falta é no espelhamento de games o smartphone ficar apenas como controle e a imagem ir para a TV, aqui a imagem fica nos dois aparelhos, porém, parece-me que a Gameloft tem um app para fazer isso, mas apenas em TVs com Miracast da LG, ou seja, aparentemente é mais uma função que depende do fabricante e não uma limitação do Miracast. Se a Microsoft colocar apps básicos nesse dongle irá competir de igual para igual em funções com o ChromeCast.

    • Witaro

      Hm. Posso estar enganado, mas quando você usa um App da TV você não está usando o Miracast, apenas comunicação via rede entre um app cliente no Celular e o app Servidor na TV. Só no espelhamento de tela que se usa Miracast mesmo (que independe da rede). O tipo de solução usada no Chromecast é que não há dependência de Apps servidores na TV ou no próprio Chromecast, basta que o App no celular (ou PC, etc) direcione as instruções para fazer o stream a partir dele (usando seu protocolo). Os devs não precisam criar versão do App para diversas marcas de TV/dispositivos. De qualquer forma, há casos onde espelhamento é mais interessante sim, por isso seria matador se uma próxima versão do Chromecast viesse com o Miracast.

      • Gaio Cruz

        Parece-me que essa relação app cliente/app servidor existe no Chromecast. Tanto que apenas alguns apps são compatíveis com o ChromeCast. De todo modo, o espelhamento total de tela (nos mesmos moldes do Miracast) já está disponível no ChromeCast desde a última Google I/O. O ponto é que um dispositivo WiFi de rede com Miracast pode fazer as mesmas coisas que o ChromeCast.

    • Saulo Benigno

      Miracast funciona com Netflix? Não sabia… tenho um aparelho Miracast e a empresa do mesmo diz que Netflix não funciona devido a direitos $

    • Bruno Lima

      Legal… mas o chromecast não precisa de SMART tvs basta qualquer TV que tenha entrada hdmi que o chormecast transmite tudo que tem no celular ou Tablet ate mesmo jogo apk. O que eu queria era que eles parassem com essa guerra de vendas e deixar acessível a todos sistemas operacionais

  • Witaro

    Ainda aguardando o review do Chromecast =p

  • David Matheus Santos Sousa

    Já disse aqui em outro post, a Microsoft não seria a Microsoft sem a bizarrisse com os nomes.
    Ou eles são gigantes (Windows Live Messenger) ou mudam sempre (Messenger, MSN Messenger, Windows Live Messenger, Messenger, ~skype~).

  • Marcus Vinícius Nascimento

    Microsoft – Miracast
    Google – protocolo fechado.
    Esse mundo anda de cabeça pra baixo mesmo.

  • Edson Mori

    Onde encontro o manual do usuário do Miracast Dongle ? obrigado …