O que tem na mochila do Rodrigo Ghedin.

O que tem na sua mochila, Rodrigo Ghedin?

Por
15/5/17, 14h30 3 min 48 comentários

Foto do Rodrigo Ghedin.

Rodrigo Ghedin é editor da Gazeta do Povo. É formado em Comunicação e Multimeios pela UEM e em Direito pela Faculdade Maringá. Tem um blog de raiz e uma newsletter, defende a web independente e gasta um tempo considerável refletindo sobre como a tecnologia nos afeta (conclusão parcial: mais do que você provavelmente imagina). Em 2013, lançou este site que você está lendo, o Manual do Usuário.

  1. Bolsa estilo carteiro Herschel Columbia. Bolsa simples e com espaço suficiente para o (pouco) que costumo carregar. Acho-a bonita.
  2. MacBook Pro (13″, early 2015). É difícil encontrar algo para reclamar neste MacBook Pro. Gostaria que ele fosse um pouquinho mais leve, mas seu peso está longe de ser incômodo — é que me acostumei mal com o Samsung Série 9, que usava antes. Teclado e trackpad confortáveis, tela sensacional, bateria que me permite até fazer curtas viagens sem levar o carregador de parede e o macOS, que é bastante prático e conversa muito bem com o iPhone. Minha análise.
  3. Caneta esferográfica. Vez ou outra alguém precisa. A onipresente BIC funciona bem e quando ela resolve passar para o outro plano (cedo ou tarde todas elas somem), o prejuízo é pequeno.
  4. EarPods. Não vale o que custa separadamente, mas como “brinde” na compra do iPhone, é um par de fones bem decente.
  5. Pen drive Sandisk (16 GB). Pessoalmente, é raríssimo eu precisar de pen drive, mas sempre carrego este pelo mesmo motivo da caneta — às vezes é útil e praticamente não ocupa espaço.
  6. Carregador + cabo lightning. Passo o dia tranquilo com o iPhone longe da tomada, mas ele é meio que vital para várias questões. No dia a dia, não ando com o carregador por aí, mas qualquer anormalidade na minha rotina (saídas da redação, viagens curtas) é suficiente para “convocá-lo”.
  7. Pastilhas Valda Friends. Minha pastilha de menta favorita que, estranhamente, só encontro à venda em farmácias. Além de gostosas, têm um slogan maravilhosamente nonsense: “Pastilha de mentol que conquistou os jovens e os mais velhos”. ?
  8. Escova de dentes, creme dental e fio dental. Incomoda-me bastante comer alguma coisa e não poder escovar os dentes logo em seguida.
  9. Óculos de Sol Ray-ban Justin. Ninguém merece Sol direto nos olhos. Acho esse modelo bonito e confortável, mas fiquei chateado com ele porque a armação, que é de um material meio emborrachado, ficou grudenta do nada poucos meses depois de a garantia ter acabado. Pelo que pesquisei, é um problema relativamente comum.
O que tem na mochila do Rodrigo Ghedin.
Clique para ampliar.

Nota da editora: “Na mochila” é uma seção semanal do Manual do Usuário que apresenta o interior das bolsas e mochilas de leitores, colegas e amigos. Veja as outras mochilas já publicadas e mande a sua.

Compartilhe:
  • Kleverson Marques Bernardo

    Bolsa simples, funcional e real HAHA. Só acho incomum não ter um Kindle aí no meio. Tô pra enviar a minha pra ver mais chromebooks aparecem por aqui.

    Abraços!

    • Emily Canto Nunes

      manda, manda, manda :D

    • Não tenho Kindle e prefiro ler em papel. E em lugares silenciosos, tipo em casa, então não faz muito sentido carregar livros por aí.

      Até gravamos um podcast em que defendi minha preferência ARCAICA: https://www.manualdousuario.net/guia-pratico-108/

      • Wellington Albertini

        Apaga antes que o Jeff veja isso, Ghedin. Lembre-se: MILHÕES. MILHÕES. haha

  • Kreeztiano ᢇ

    Não aguentei, tive que reler pela trilhonésima vez o review do Samsung Série 9… ;)

  • Essa bolsa é bonita demais!

    • Eu pensei a mesma coisa, quero comprar uma igual!

  • Aquela mochila que você respeita.

  • Tenho uma bolsa parecida com essa. Andar de metrô com mochila nas costas é uma merda

  • Will S.

    É praticamente a minha mochila, trocando o macbook por um kindle e adicionando um guarda-chuva e um casaco, além de um fichário.

  • William

    Tenho um Rayban desses aí, comprado em Free shop uruguaio. Está como novo. Quanto tempo demorou até dar problema?

    • Dois anos e três meses. A garantia é de dois anos. Quando venceu, joguei fora a nota fiscal. Ainda assim, vou entrar em contato com o SAC, vai que…

      • William

        O meu vai fechar 3 anos em alguns dias. Tive sorte então.

      • Nem digitalizou em um Evernote da vida? Todas compras de bens duráveis eu já criei o hábito de digitalizar e guardar num caderno do Evernote.

        • Enquanto escrevia o comentário me dei conta disso. Foi durante a mudança para Curitiba, aí nem me liguei. Paciência :/

  • Reinaldo Santos

    Eu tenho um Ray-ban Justin que uso esporadicamente, chegando em casa vou conferir se a parte emborrachada está grudenta.

  • Paulo Pilotti Duarte

    Eu tinha plena certeza que o Ghedin já tinha mostrado tanto a mesa quando a mochila dele por aqui.

    Eu acho esses fones da Apple, além de ruins, muito desconfortáveis. Alguns modelos antigos eu conseguia usar, mas esses novos me doem a orelha, acho que são grandes demais (dá pra usar por uns minutos apenas).

    • A mesa eu já tinha, embora a do meu antigo apartamento (no atual, não tenho mesa, uso o notebook no balcão da cozinha). A mochila, é a primeira vez! Tinha planejado mostrá-la no aniversário do site em 2015, mas aí teve o lance do roubo e fiquei meio que sem ter o que mostrar…

      Essa reclamação dos EarPods é comum, acho que depende do formato das orelhas. Nas minhas, eles se encaixam muito bem. Prefiro esse tipo de fone do que os in-ear — tenho a impressão de que a vedação machuca os tímpanos.

      • Paulo Pilotti Duarte

        Eu resolvi isso comprando um Audio Technica que vem com unas 8 tamanhos de borrachas. Bizarramente, eu uso um tamanho em cada orelha, só assim que fica confortável pra mim.

  • Cibelly Aguiar

    Estou enrolando para enviar minha mochila há tanto tempo! Sempre falo que vou tirar a foto e me esqueço na correria do dia a dia.

    Gostei muito dessa bolsa do Ghedin, mas para mim infelizmente não serviria muito pois carrego muito peso e sobrecarregar um lado só da coluna vai terminar de matar o restinho que já tenho. Inclusive sobre a pastilhas, gostava muito delas. Como por aqui não encontro, substituo com Altoids!

    • Eu acho bem mais elegante essas bolsas laterais, mas não dá meia hora e minha coluna já começa a me matar.

    • Ei! Todo mundo sabe que caixinha de altoids em bolsa do povo NUNCA É altoids! hahahaha ^_^

      • Cibelly Aguiar

        Ahahaha, as minhas até são, mas é raro eu jogar as caixinhas fora, vou tentar usá-las para algo hahaha :D

  • Frederico

    Sem mouse mesmo? Nem por precaução?

    • Trackpad >>> mouse.

      • Frederico

        Mas não é desconfortável para a mão?

        • Ranner Barbosa

          ainda mais que o ghedin disse que estava tendo um principio(?) de tendinite, também reforço a pergunta: não é prejudicial?

          • Eu acho trackpad mais confortável, meu punho fica mais cansado usando o mouse na verdade.

          • Frederico

            Será que existe uma correlação com o tamanho das mãos? Acho bastante desconfortável mesmo. Paradoxalmente, uso mouses pequenos.

          • Tendo a acreditar que seja mais uma questão técnica: primeiro que os trackpads dos notebooks vendidos no Brasil costumam ser bastante ruins e o Windows aproveitava pouco o conceito de gestos no trackpad até algumas versões.

            Talvez sendo programador meu uso seja diferente, mas acabo fazendo muito menos força com trackpad: rolar páginas de código é bem mais fácil com trackpad do que usando a rodinha e os cliques são apenas um toque sem necessidade de fazer força como é um clique.

          • Na redação uso mouse e, no geral, reduzi bastante o uso do trackpad. Assim, não tem doído (tanto) o dorso da mão. Mas, sim, é uma preocupação constante.

        • O trackpad dos MacBooks são grandes o suficiente e bem sensíveis. Muito confortáveis de usar. É bem diferente de qualquer mouse. Sinto muita falta de usar esse trackpad =(

      • Eu tenho um mouse da Microsoft (Sculpt Mouse), ergonômico, fica perfeito na mão. Bluetooth, não gasto porta USB. Simplesmente excelente.
        Comprei há uns dois anos quando fiz uma viagem aos EUA, valeu demais.
        https://www.microsoft.com/accessories/pt-br/products/mice/sculpt-comfort-mouse/h3s-00009

        • Eu nem faço questão da ergonomia, uso um Microsoft Wireless 5000 que é bem grande e confortável ou a Intuos 5 da Wacom. Mas meu sonho de consumo é esse mouse aqui por ele ser muito bonitinho →https://www.microsoft.com/accessories/pt-br/products/mice/sculpt-ergonomic-mouse/l6v-00009

          • Esse em questão é uma evolução do que eu tenho, e realmente parece ser ótimo.

    • Ed

      Nunca vi um usuário de Macbook usando mouse, incluindo eu mesmo, rs
      Sério, quem tem não quer nem saber de largar o trackpad.

  • Eu me identifico com o minimalismo do Rodrigo.

    • Hahahaha, pensei a mesma coisa. Lembrei até da mesa dele, com certeza ele é um adepto da prática.

  • Emily Canto Nunes

    aparentemente, realizei um sonho dos leitores, hahahaha. :)

    • Frederico

      A sua mochila eu lembro que já apareceu por aqui, mas e a mesa?

    • Saulo Benigno

      Que plot twist, hahaha sensacional :)

  • Wellington Albertini

    Como assim tu é formado em Direito também? Baita tempo por aqui e eu não sabia disso. rs
    Bacana a bolsa, bem ao seu estilo mesmo. E claro, não posso deixar de concordar sobre a VERDADE UNIVERSAL da caneta Bic. A humanidade já está pensando seriamente em colonizar Marte, mas ainda não descobriu o que acontece com essas canetas. ;P

  • W. W. Barros

    Tem caneta ali, mas… onde anotar? Não há papel nessa bolsa!

    • Sempre aparece. Exemplo recente: assinar papéis de montadores e entregadores de móveis. A caneta ali salvou o dia :)

  • Legal saber que não sou o único “viciado” em Valda Friends, hehe.

  • Que bolsa compacta! Queria fazer caber numa bolsa dessas todas as tralhas que eu carrego! 😭

  • Green Hell

    Ghedin abandonou o MdU?