Marcas “Nokia” e “Windows Phone” devem ser aposentadas pela Microsoft

Por
11/9/14, 9h24 2 min 16 comentários

Documentos internos revelados pelo GeeksOnGadgets mostram que a Microsoft prepara mais uma mudança de nomes em propriedades importantes. É a terceira do ano — antes, vimos o OneDrive e o MSN (re)nascerem.

A primeira, a remoção da “Nokia” dos smartphones Lumia, é natural e estava prevista. A compra da divisão de dispositivos móveis da Nokia, que continua existindo na Finlândia e anda ocupada com launchers para Android e versões multiplataforma do Here Maps, não incluía a marca no pacote, apenas garantiu o uso do termo para amortizar o período de transição.

A queda do “Phone” de “Windows Phone”, essa é meio surpreendente. A base de todos os sistemas da Microsoft é o mesmo kernel do Windows original já tem algum tempo, esse mesmo que roda em PCs e, agora, tablets, porém sempre houve uma distinção no branding dependendo da finalidade do sistema. Tom Warren notou que já faz algum tempo que a marca “Windows Phone” não é usada no material de divulgação dos novos Lumias, uma pista de que mudanças estão a caminho.

Parece que a unificação das plataformas, que já nos trouxe os apps universais e deve acabar com o Windows RT em breve, é muito mais profunda do que imaginávamos. Só não sei se “Windows”, com a má fama que tem, é um bom nome para carregar toda essa responsabilidade. (Ainda bem que meu trabalho não é escolher nomes de produtos da Microsoft.) E, vale relembrar, é a segunda vez que o Windows Phone muda de nome: lá atrás, antes mesmo de ser lançado, ele era chamado de Windows Phone 7 Series. Algum iluminado viu que esse “Series” estava sobrando e o eliminou.

Com essa mudança, mais anúncios recentes da IFA (“Microsoft Screen Sharing For Lumia Phones HD-10”, sério?), o estigma de nomes ruins e marcas instáveis continua a perseguir a Microsoft. Pelo menos dessa vez a mudança foi para melhor, para simplificar.

Compartilhe:
  • Luis Henrique

    Ahhhh, eu gostava do nome Windows Phone. Dava um ar diferente, sei lá.
    Mas essa atitude condiz com a estratégia da Microsoft (encabeçada pelo Satya Nadela) de “um Windows”. Acredito que para o consumidor vai ficar até mais fácil, já que muitos olham para a homescreen do meu celular e falam: ué, esse Galaxy roda Windows? (tenho um Ativ S, diga-se de passagem).

  • Joatim Cook

    Gente… como sofrem os usuários desta coisa. Espero que um dia encontrem a paz.

    • David Matheus Santos Sousa

      Rapaz, o pior que é sofrimento mesmo, esperar aplicativos chegarem, aí eles chegam com metade das funções e talz.

      Mais sei lá a sensação de usar um WP é a mesma de um Rally em relação à estrada, é mais emocionante mesmo sendo mais duro o caminho.

      • Régis

        A questão dos aplicativos levo de boa. Uso pouquíssimos. Frustração, de verdade, foi atualizar pro WP 8.1 e ver o sistema mais lento e instável. Conheço mais pessoas que estão com o mesmo problema. Por essas e outras é que esse meu Lumia 720 deve ser meu último Windows Phone.. Boa sorte pra Microsoft.

        • David Matheus Santos Sousa

          Realmente ele ficou mais lento e isso foi pésssimo, mas tem que ver que os processadores da geração x2x são bem velhinhos…

          Mas eu insisto por que eu já comprei um monte de apps e não queria comprá-los novamente em outra plataforma…

  • Luis Henrique

    Aliás, um ótimo novo nome seria “Windows Embbed Professional Edition for Phones”

    • David Matheus Santos Sousa

      Qual seu telefone?
      Ah é um Microsoft Mobile Lumia 1530 Dual SIM 4G com Windows Embbed Professional Edition for Phones

      • Luis Henrique

        Microsoft Mobile Lumia 1530 Dual SIM 4G com Windows Embbed Professional Edition for Phones 8.1 Update 1

        • Microsoft Mobile Lumia 1530 Dual SIM 4G with Windows Embbed Professional Edition for Phones 8.1 With Lumia Denin Update 1 with Bing Series =P HAHAHAHA

  • Tudo será Windows. Novo Windows não deve ter “número”. Um Windows. O “mesmo” Windows em qualquer dispositivo. Simplifica a vida das pessoas.
    E o mais legal é que já vi algumas pessoas falarem do WP como simplesmente “celular com Windows”. E elas estavam certíssimas… :)

    • Denis Padua

      Windows eu acho certo, certa feita um cara viu meu Windows Phone e disse: “Meu computador também roda Windows 8”. Aí acho mais fácil mesmo, agora tirar o número não parece uma ideia muito boa.

      O Xbox era xbox, após sair o xbox 360 gerou uma pequena confusão, já que o xbox não tinha número, até hoje vejo pessoas chamando o xbox 1(ops) de “xbox original”

  • David Matheus Santos Sousa

    A Microsoft não seria a Microsoft sem mudar o nome dos produtos sempre.

    Acho que quando ela perdeu aquele processo contra a BSkyB pelo SkyDrive, alguém lá da Microsoft deve ter soltado fogos de artifício…

  • Bruno Brito

    Um Windows para a todos governar. Um Windows para encontrá-los,
    Um Windows para a todos trazer e na escuridão aprisioná-los.

  • Fernando Camilo

    Acho uma estratégia interessante, simplicidade para o usurário final e vai ser fácil associação com outros dispositivos Windows.

  • Pelo histórico da Microsoft, tenho preocupação desse plano de unificar tudo. Não consigo enxergar exatamente o que isso significa para produtos tão distintos como Windows Phone e Windows desktop, tenho medo que tudo da Microsoft se torne um Windows 8.

  • Bruno Cunha

    Eu tenho uma sensação de que eles vão chamar o próximo Windows de “Windows One” e não acho que seria uma má ideia. vender uma ideia em conjunto com a marca é bem mais fácil do que apenas vender um nome ou número!