O único diferencial de smartphones gamers é uma estética duvidosa

Por
6/6/18, 15h29 4 min Comente

A Asus anunciou um smartphone gamer na Computex 2018, em Taiwan. O RoG Phone representa a miniaturização da abordagem já existente em computadores e notebooks gamers, ou seja, traz a mesma estética e a promessa de desempenho acima da média. Há espaço para algo assim no segmento de smartphones? Continuar lendo O único diferencial de smartphones gamers é uma estética duvidosa

As 5 melhores novidades que a Apple mostrou na WWDC 2018

Por
5/6/18, 12h42 8 min Comente

A Worldwide Developers Conference (WWDC) de 2018 só teve software. O evento anual é promovido pela Apple. Na apresentação de abertura, realizada nesta segunda-feira (4), a empresa gastou duas horas para mostrar as novidades das futuras versões dos seus principais sistemas — e, ao mesmo tempo, tentar convencer os desenvolvedores a continuarem criando apps para eles.

De tudo de novo que foi mostrado dos recém-anunciados iOS 12, macOS Mojave, watchOS 5 e a nova versão do tvOS (ufa!), separei as cinco mais importantes. Vamos nessa? Então vamos. Continuar lendo As 5 melhores novidades que a Apple mostrou na WWDC 2018

Emoji de arma vira um inofensiva pistola d’água nas principais plataformas

Por
27/4/18, 11h08 3 min Comente

Em agosto de 2016, a Apple atualizou e introduziu 100 emojis no iOS 10, então em testes. O mais polêmico foi o da arma, que passou de uma representação realista de um revólver para uma pistola d’água, de brinquedo. Agora, todas as outras grandes empresas estão atualizando seus emojis de arma para o padrão definido pela Apple. Continuar lendo Emoji de arma vira um inofensiva pistola d’água nas principais plataformas

Se o Android puro é “mais rápido” e “mais esperto”, por que ele não está em todos os smartphones?

Por
24/4/18, 12h34 2 min Comente

Comunicar estratégias paralelas para um mesmo produto pode ser um desafio às empresas. Veja o caso da Asus. Desde que se lançou no segmento de smartphones, a fabricante taiwanesa usa o Android e aplica, sobre o sistema do Google, uma camada de software própria chamada “ZenUI”. Continuar lendo Se o Android puro é “mais rápido” e “mais esperto”, por que ele não está em todos os smartphones?

Senha de seis números não é suficiente: qual a melhor maneira de proteger o smartphone?

Por
18/4/18, 14h38 8 min Comente

Proteger o smartphone com uma senha é uma atitude básica de qualquer um que se preocupe com segurança e privacidade. Além de evitar que bisbilhoteiros mexam em apps e tenham acesso a dados privados, isso criptografa o conteúdo do aparelho. O modelo de senha padrão, porém, pode não ser o bastante para protegê-lo. Continuar lendo Senha de seis números não é suficiente: qual a melhor maneira de proteger o smartphone?

Coleta de dados de ligações e mensagens SMS pelo Facebook não é novidade

Por
26/3/18, 10h13 3 min Comente

No Android, o Messenger e o Messenger Lite, aplicativos de chat do Facebook, têm coletado dados de ligações e mensagens SMS dos usuários. É uma praxe antiga, mas que chamou a atenção no fim de semana após um neozelandês baixar seus dados do Facebook e manifestar surpresa, no Twitter, ao se deparar com essas informações. Continuar lendo Coleta de dados de ligações e mensagens SMS pelo Facebook não é novidade

Banimento da Cambridge Analytica do Facebook evidencia falha na proteção de dados pessoais

17/3/18, 8h13
Por
17/3/18, 8h13 3 min Comente

Na noite desta sexta-feira (16), o Facebook anunciou o banimento de sua plataforma da Strategic Communication Laboratories, empresa-mãe da Cambridge Analytica (CA). A CA ganhou notoriedade por ter sido contratada para trabalhar na campanha à presidência de Donald Trump, em junho de 2016, e é acusada de ter manipulado parte do eleitorado norte-americano com anúncios direcionados a partir de análises de perfis. Aqui um bom material a esse respeito.

O horário escolhido para dar essa notícia é típico de empresas que querem diminuir o impacto de notícias que pegam mal. E, de fato, pegou mal — a decisão veio tarde e já tem gente falando se tratar de um vazamento.

Por outro lado, chama a atenção o conceito de “proteção de dados” que o anúncio do Facebook apresenta. Ele pode ser interpretado como um festival de contradições chocantes. Logo no início, por exemplo, Paul Grewal, vice-presidente do Facebook escreve:

Proteger as informações das pessoas está no centro de tudo o que fazemos e exigimos o mesmo das pessoas que operam apps no Facebook.

No parágrafo seguinte, o texto explica qual foi o que ocorreu:

Como todos os desenvolvedores de apps, [o professor de psicologia vinculado à Cambridge Analytica, Dr. Aleksandr] Kogan requisitou e ganhou acesso às informações de pessoas após elas escolherem baixar seu app. Seu app, “thisisyourdigitallige”, oferecia uma predição de personalidade e se vendia no Facebook como “um app de pesquisa usado por psicólogos”. Cerca de 270 mil pessoas baixaram o app. Ao fazerem isso, eles consentiram que Kogan acessasse informações como a cidade onde configuraram seus perfis ou o conteúdo que elas curtiram, bem como a mais informações limitadas sobre seus amigos que tinham configurações de privacidade que permitiam isso.

O problema foi o uso feito dos dados dessas 270 mil pessoas (a cessão/venda a um terceiro), não a obtenção deles. O Facebook diz expressamente que “Kogan teve acesso a essas informações de maneira legítima e através dos canais adequados que governavam todos os desenvolvedores na época”. O problema foi ter repassado esses dados a terceiros.

E nem entramos na questão dos anúncios direcionados e no retargeting a partir da plataforma de de publicidade do Facebook. À luz desse ocorrido, fica a impressão de que ela detém ou quer deter uma espécie de monopólio da exploração e da comercialização dos dados pessoais de seus usuários. O que, convenhamos, está longe do ideal e abre margem para todo tipo de manipulação (in)imaginável, de testes de personalidade/”como você seria se fosse de outro sexo” a campanhas com dark posts e outras coisas menos explícitas, mas bastante destrutivas.

Por

O Light Phone 2 é legal, mas você não precisa dele para fazer as pazes com o smartphone

Por
5/3/18, 14h57 5 min Comente

Uma das críticas mais frequentes às empresas de aplicativos e Apple e Google, donos dos dois principais sistemas operacionais de smartphones, é o design viciante dos seus produtos. Tudo, dos mecanismos de funcionamento às cores usadas, são calibrados para gerar o maior nível possível de engajamento — em outas palavras, para que não abandonemos jamais nossas telinhas. Uma startup do Brooklyn, em Nova York, há anos oferece uma alternativa radical a essa abordagem dominante na tecnologia móvel. Continuar lendo O Light Phone 2 é legal, mas você não precisa dele para fazer as pazes com o smartphone

Windows 10 ganhará um modo de “desempenho definitivo”

15/2/18, 9h59
Por
15/2/18, 9h59 1 min Comente

A Microsoft anunciou que o Windows 10 para Workstation, uma variante lançada em 2017 para computadores de alto desempenho, ganhará um modo “Desempenho Definitivo” (“Ultimate Performance”, em inglês).

Segundo a empresa, “o Windows desenvolveu áreas críticas onde comprometimentos entre desempenho e eficiência são feitos no sistema” e que, com o tempo, conseguiu “coletar configurações que permitem ao sistema ajustar rapidamente o comportamento com base na preferência do usuário, políticas, hardware e carga de trabalho”.

Na prática, o novo modo, que substitui o de “Alto Desempenho”, “elimina micro latências associadas com técnicas de gerenciamento de energia refinadas”. O recurso não será disponibilizado para equipamentos que funcionam à bateria, pois consome mais energia que o normal.

Apesar de vago, a promessa é interessante. Mas fica a dúvida: por que restringir a uma versão específica do Windows 10 e criar uma nova nomenclatura, em vez de atualizar o velho “Alto Desempenho” e liberar essas melhorias para toda a base?

Por

Milhões de adolescentes estão revoltados com a nova atualização do Snapchat

13/2/18, 8h36
Por
13/2/18, 8h36 1 min Comente

Foi difícil, tanto que demorou anos, mas finalmente o Snapchat conseguiu completar a sua missão e tornar seu app difícil também para os públicos adolescente e de jovens adultos, os únicos que até então conseguiam usá-lo.

Segundo o The Daily Beast, milhões estão reclamando da atualização e retweetando pedidos para que ela seja revertida, incluindo uma petição no Change.org com mais 600 mil assinaturas.

Parabéns, Snap!

Por