Post livre #135

Por
20/7/18, 8h42 1 min 36 comentários

Mais uma sexta, outro post livre aberto. Aqui, falamos de quaisquer assuntos nos comentários até a noite de domingo. Puxe uma cadeira e entre na conversa!

Compartilhe:
  • Trabalho com software, e descobri ontem que o CONFEA (
    CONSELHO FEDERAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA), emitiu uma resolução, para fiscalizar o uso do termo “Arquiteto de Software” em empresas de tecnologia.
    Que tal?

    http://imprensanacional.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/21012726/do1-2018-06-08-resolucao-n-1-100-de-24-de-maio-de-2018-21012669

    Acho que se isso permanecer, as empresas de tecnologia vão trocar as nomenclaturas de cargo para fugir dessa regulamentação ridícula.

    • Frederico

      Engenheiro* de software, na verdade

      Arquitetos e Urbanistas desde 2012 tem um conselho próprio, o CAU. E não duvidaria um dia do CAU dar xilique com os termos de arquitetura usados na computação

      • Pois é, também não duvido. Corporativismo é o que há de pior no capitalismo.

    • tuneman

      As vezes questiono meus amigos sobre até que ponto esses conselhos são úteis para o mercado….

  • Frederico

    Caros

    Estava em processo de segurar o carro e aí me dei conta: porque existem corretores de seguro?

    • tuneman

      Pelo mesmo motivo que existem despachantes?
      Dá pra fazer tudo pelo DETRAN e muita informação está disponível no site e canais de atendimento.

      • Frederico

        Te dizer que nem sei direito o que é um despachante…

        • tuneman

          despachante faz o serviço burocratico de licenciamento de veiculos…., no entanto nem é algo tão complexo assim.
          aqui eles também recorrem de multa e cobram R$100 por cada uma, só que isso pode ser feito de forma gratuita pelo usuario. O detran possui até mesmo um formulário padrão. basta preencher e entregar na guarda de trânsito.

          • Drax

            Licenciamento, transferências, alterações de característica e etc.
            Serve pra fazer algo pro cidadão que não quer, não sabe ou não pode fazer. Querendo ou não, eles trazem comodidade, porém são desnecessários

          • thiagocunhar

            Drax, é meio esquisito, mas parece que eles têm umas tretas com delegados pra fazer as coisas saírem mais rápido.

            Parece, não posso afirmar nada… Minha disposição é sempre tentar fazer o máximo possível sozinho e o estado deveria facilitar ao máximo essas coisas. Detesto burocracia. Quem não?

    • Por força de lei, não podemos negociar direto com as seguradoras. Somos obrigados pelo governo a negociar por intermédio de corretores. É bizarro. É o mesmo motivo pelo qual existem frentistas no Brasil. Os postos brasileiros não podem fazer como nos EUA, onde o cliente abastece sozinho.

      • Frederico

        Não sabia que era por lei, bizarro

        • binho_0

          a lei é para todos!

  • Achei essa análise perfeita. https://youtu.be/DaAhalwoowM Tempo de tv ainda vale muito, e pode ser a salvação dos que tentam se manter na política.

    • binho_0

      fecharam com o chuchu. fez mais sentido se vc for ver.

  • tuneman

    Feliz dia do amigo!

    • Como foi a repercussão aí? Até brinquei no Twitter que só vi empresas de delivery “comemorando” o dia, com descontos e incentivos para atrair novos clientes… depois, vi algumas pessoas postando fotos no Instagram Stories com muitos amigos, mas só. Aliás, alguém sabe quem inventou essa data?

      • tuneman

        Sei que essa data existe a pelo menos uns 15 anos…. Aqui ainda não teve ofertas, mas não duvido que transformem-a em algo comercial como o dia das mães e dos pais.

  • Gabriel Arruda

    Alguém tem experiência coordenando times? Vocês gostam desse tipo de trabalho ou preferem focar em execução?

    Eu vejo que muitas pessoas “sonham” com uma posição dessas, mas acho bem melhor simplesmente fazer as coisas. No meu caso, desenvolver software e modelos…é bem menos motivador coordenar time e tal (apesar de ser muito importante).

    • Frederico

      Tive pouca experiência, mas achei interessante
      É incrível como grupos de pessoas podem ser difíceis

    • tuneman

      recentemente recebi uma proposta para ficar responsável pelo estoque e produção semanal. no entanto a nossa empresa está indo pro buraco e já nem ligo mais pra isso. prefiro continuar apertando parafuso…..
      essa semana eu soldei dezenas de aparelhos, mas falta componentes aí tá tudo lá empilhado aguardando….
      fora que ocorre atraso de salário….
      o clima aqui tá tenso…

    • luis

      Uma boa execução acaba sendo uma consequência natural para coordenar um time. E esse é o problema: nem sempre o profissional está preparado pra essa mudança mas é engraçado como muitas empresas enxergam isso como uma condição, do tipo “ou você coordena ou está fora”, ignorando todo um ótimo trabalho que esse profissional tenha executado.

  • Frederico

    Ação bosta do dia

    https://economia.uol.com.br/noticias/bbc/2018/07/20/marca-de-luxo-burberry-queima-roupas-perfumes-e-acessorios-no-valor-de-r-141-milhoes.htm

    A Burberry diz que o gás carbônico emitido com a queima dos produtos foi compensado, tornando a ação “ambientalmente sustentável”.

  • Aproveitando o gancho que o @fredmmtt:disqus deixou com o comentário da Burberry: vocês têm facilidade em encontrar uma marca de vestuário que seja boa, barata e “consistente” (não mude a todo momento e tenha um visual e conforto que agrade)?

    Estou renovando a parte de roupas íntimas do meu guarda-roupa. Basicamente, meias e cuecas. Para meias tem sido mais fácil, as “normais” — branca/preta, com cano médio, tecido não muito grosso — ainda são fáceis de achar. O único trabalho, agora, é comprar de algumas marcas diferentes para determinar a preferida. Há opções.

    Com cuecas, é mais difícil. A maioria tem textos enormes na “barra” de cima e nem sempre o caimento é bom.

    Sinto falta, para outros itens também, de marcas que façam o básico, sem cobrar muito e que mantenham um mesmo produto em produção por longos períodos.

    • Frederico

      Olha aí sua chance de empreender
      10k eu sei que você tem

      – – –

      A resposta séria: roupa íntima uso lupo já tem uns 15 anos ou mais. Adoro aquelas cuecas de microfibra. Há um logo grande, é verdade, mas não chega a ser um ARMANI EXCHANGE ou CK JEANS da vida. Elas são caras, só compro em promoção (ensinamento de casa é que não se pode economizar em roupa íntima se se pode economizar nas outras) e acho que vale a pena porque duram facilmente anos sem muito esforço. As de algodão, mais baratas, também não são ruins, mas são menos elásticas, aí quando você engorda um pouco já percebe que estão justas.

      Meias: o trio preto/branco/cinza eu gosto de comprar de marcas de esportes que seja a mais barata no momento. Agora as lojas de departamento tão com meias ~~divertidas melhores também, gosto bastante.

      • binho_0

        todo mundo tem 10k pra começar, isso é universal.

    • Yago G. Oliveira

      Existe uma marca aqui no nordeste chamada Skyler, não é uma supreme (risos), mas são boas, largas e confortáveis.
      Eu usaria em todo meu vestuário se não fossem os valores.
      Já as meias não sou muito ligado a marcas, eu escolho pelo valor mesmo.

    • thiagocunhar

      Cuecas da lupo, de micromodal, sem costuras. Nunca mais comprei nenhum tipo. Me adaptei muito. Compro por uns 25 quando tem promoção com frete grátis no depósito de meias são Jorge (site).

  • Frederico

    Aos que são de praia: qual a melhor praia que já foram aqui no Brasil e no resto do mundo?

    • Drax

      Bombinhas, Santa Catarina. Muito bonita, cidade pequena e aconchegante

    • binho_0

      praia grande!

  • binho_0

    parte 2: estive numa exposição hoje, em sp, muito boa, na estação pinacoteca. artistas q eu nunca tinha visto. boa parte de coleções particulares. chance rara de ver os quadros, portanto. eu estava sozinho… atá apareceu um casal q eu, imaginei ia visitar a exposição, eles ficaram lá menos de um minuto ou dois. o cara tirou fotos da moça com o celular enqto ela fazia aquelas poses típicas de instagram. nada contra, pq cada um encontra um uso para os espaços, mas me preocupa o fato das pessoas não se atentarem pra ser oportunidades raras: aqueles quadros voltarão para salas de mansões e já era. só numa possível outra exposição, quem sabe, daqui uma década ou duas. isso se os quadros não forem parar fora do país. depois apareceu um grupo de jovens, tb bem pouco interessados. pareciam estar ali por algum tipo de obrigação. uma pena tb.

    a exposição é esta aqui: http://pinacoteca.org.br/programacao/minimo-multiplo-comum/

  • binho_0

    parte 1: fui até a santa ifigênia. acho q fazia alguns anos q não passava por lá e, cara, o lugar tá complicado. sem brincadeira, me perguntaram, mais de cem vezes se queria reparo pra celular, aparelho sky/net e ‘o q vc precisa, amigo?’ enqto andava por lá. me refugiei nas ruas paralelas, em busca de alguma loja de som, mas foi frustrante: lojas desatualizadas e com poucas opções. fora isso, eu, sinceramente, não sei mais como operar ali. ia com certa frequência ao local, especialmente qdo mais jovem, antes da internet virar esse monstro, e agora, sei lá… falta pique pra encarar aquela muvuca louca. esses caras q oferecem serviços (na maioria ilegais e poucos legais) estão ali fazendo um bico e eu não os amaldiçoo apesar de tornarem o fluxo difícil, afinal, os carros atrapalham muito mais, mas senti q a região virou uma grande central do trambique.