Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

propaganda

A poucos dias de eleição, Putin vira noivo desejado em vídeo sensual lançado na Rússia

O clipe chamado “Vova Vova”, uma das formas usuais de apelido carinhoso para Vladimir, é um apoio ao presidente e uma ofensiva para garantir boa participação dos russos nas eleições de domingo (18)

  • Moscou, Rússia
  • Igor Gielow
  • Folhapress
O vídeo apresenta
O vídeo apresenta "mulheres comuns que querem casar com o presidente", que é divorciado e tem uma vida pessoal extremamente reservada ALEXEI DRUZHININ/AFP
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A ofensiva final para garantir uma boa participação da população na eleição presidencial russa do próximo domingo (18) inclui elementos poucos usuais.  

Na semana passada, o grupo pop feminino Fabrika lançou um vídeo em que o apoio ao presidente Vladimir Putin é expresso na forma de um pedido de casamento sensual.  

O clipe se chama "Vova Vova", sendo Vova uma das formas usuais de apelido carinhoso para Vladimir. Nele, três moças se alternam em tarefas preparatórias para um casamento com Putin, que ao fim não ocorre. Estão lá admirando uma foto do presidente sem camisa, fazendo ginástica, escolhendo vestido de noiva. 

Leia mais: Eleição russa é apenas um teste de popularidade para Vladimir Putin

Elas são chamadas na letra de "mulheres comuns que querem casar com o presidente", que é divorciado e tem uma vida pessoal extremamente reservada. Até esta segunda (12), a batida pop grudenta havia sido vista por quase 1 milhão de pessoas no YouTube.  

A certa altura, uma das garotas sensualiza com um vaso que remete às ânforas gregas que Putin disse ter achado casualmente no fundo do mar Negro durante um mergulho, em 2011.  

(Depois de analistas expressarem dúvidas sobre a autenticidade do episódio, o Kremlin confirmou que a cena havia sido armada. Arqueólogos trabalhando no local, disse o porta-voz do então premiê, deixaram as relíquias para agradar Putin -versão que também ninguém comprou.)  

Como a reeleição de Putin para um quarto mandato é dada como certa, a preocupação maior do governo está no comparecimento às urnas, para evitar questionamentos externos de legitimidade do pleito. Hoje, a aprovação de Putin está acima dos 80%, e a intenção de voto nele, entre 60% e 70%, a depender da pesquisa.  

Produção

Se não foi lançado pelo Kremlin, o vídeo tem a digital de um produtor musical associado ao governo Putin há anos: Igor Matvienko. Ele já havia sido responsável pelo lançamento de um videoclipe no começo do mês unindo diversos astros da música russa em apoio explícito ao presidente.  

"Estrela Guia" traz nomes como o vencedor do concurso Eurovision Dima Bilan dizendo que "juntos somos mais fortes, com você para nos guiar". O "você" dos versos é Putin.  

A música foi veiculada inicialmente na página Time Putin da rede social russa VKontakte. Nesta segunda, tinha 11 milhões de visualizações nessa plataforma. 

Matvienko, 58, é um veterano da cena pop moscovita, tendo começado sua carreira com o lançamento do grupo Liube, em 1988. Em 2001, Putin, um fã da banda, chamou seu vocalista para ser conselheiro cultural do novo governo russo. Diversos outros grupos pop idolatram o presidente ou os temas patrióticos promovidos pelo Kremlin durante sua gestão, como o militarismo e a defesa de valores russos.  

A relação com a música pop, contudo, está longe de ser pacífica. O caso mais conhecido é o do grupo punk de garotas Pussy Riot.  

Dono de retórica agressiva contra o Estado e a Igreja Ortodoxa, o grupo ganhou visibilidade quando três de suas integrantes foram presas e condenadas por vandalismo por terem invadido a Catedral do Cristo Salvador, em Moscou, para cantar uma música de protesto contra o apoio da igreja a Putin durante a campanha eleitoral de 2012.  

Elas acabaram soltas, e periodicamente shows do grupo acabam atacados por apoiadores do presidente.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

PUBLICIDADE