Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, disse nesta terça-feira (8), em uma reunião de cúpula em Istambul, que o acordo firmado com Brasil e Turquia sobre combustível nuclear "é único", e que "se ocorrerem sanções, não haverá nova negociação".

O líder iraniano afirmou que seu país tem sido ameaçado pela comunidade internacional, o que aumenta o desejo do Conselho de Segurança (CS) da ONU de impor novas sanções a Teerã. "Nós ainda esperamos que eles entendam e aproveitem essa oportunidade única."

Ahmadinejad fez seu discurso, provavelmente um dia antes de o CS da ONU votar sobre as sanções, uma vez que o Irã se recusa a interromper seu programa nuclear. Recentemente, a Agência Internacional de Energia Atômica destacou, pela primeira vez, o Irã como um "caso especial". Ahmadinejad afirmou também que a "Rússia deveria ser cautelosa ao ficar do lado de países que são inimigos do Irã".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]