Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Pelo menos 13 policiais morreram neste sábado (21) em uma emboscada de guerrilheiros maoístas no norte da Índia, informou um porta-voz das forças de segurança locais, R.K. Malik.

Em nome da Polícia do estado de Jharkhand, ele explicou à agência de notícias indiana "Ians" que os membros das forças de segurança morreram pela explosão de uma mina e pelos tiros posteriores de um grupo de rebeldes.

O incidente, que já é considerado o pior ataque dos guerrilheiros maoístas nas últimas semanas, ocorreu na floresta de Saro, situada no distrito de Garwah, a meio caminho entre dois postos de controle policial. Segundo o porta-voz, as autoridades enviaram agentes extras das forças de segurança.

O governo da Índia considera os rebeldes maoístas, que lutam por uma revolução agrária de caráter comunista, como a principal ameaça para a segurança interna do país.

Em 2010, último ano com números totais disponíveis, houve 1.169 mortes nos enfrentamentos armados entre as forças de segurança e os insurgentes maoístas, que buscam o apoio dos camponeses para buscar seus objetivos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]