James Holmes, o atirador que matou 12 pessoas em um cinema de Aurora na sexta-feira (20), enviou um caderno "cheio de detalhes sobre como ia matar pessoas" a um psiquiatra da Universidade de Colorado antes do ataque. As informações foram divulgadas pelo canal de TV norte-americano FoxNews.

No entanto, o pacote com o caderno permaneceu fechado em uma sala de correspondência da universidade por mais de uma semana, até ser descoberto na segunda-feira (23).

Policiais e agentes do FBI foram chamados ao campus da faculdade de medicina da Universidade do Colorado em Aurora depois que o psiquiatra, que é também professor, perceber que tinha recebido um pacote que parecia ser do atirador.

Embora tenha sido descoberto que o pacote em questão era de outra pessoa e inofensivo, uma busca na sala de correspondência do campus encontrou um outro pacote, esse sim enviado por Holmes ao psiquiatra.

O pacote foi apreendido pela polícia ainda na segunda. Quando foi aberto, descobriu-se que ele continha um caderno "com ilustrações do que ele ia fazer - desenhos e ilustrações do massacre", disse uma fonte à FoxNews.

Uma fonte do canal disse que o pacote estava na sala de correspondência da universidade desde o dia 12 de julho, enquanto outra afirmou que não podia afirmar se o pacote fora recebido antes do massacre de sexta.

Não foi possível verificar se o psiquiatra, remetente do pacote, tinha tido algum contato prévio com Holmes, que recentemente tinha abandonado sua pós-graduação em neurociência na mesma universidade.

Enterro

O primeiro funeral de uma das vítimas do tiroteio de sexta-feira, um homem de 51 anos que tinha quatro filhos, foi realizado nesta quarta.

Gordon Cowden, a pessoa mais velha entre os mortos, era um avaliador de imóveis autônomo que tinha levado suas filhas adolescentes para a sessão da meia-noite de "Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge". Ele foi morto com outros 11 espectadores em uma saraivada de balas disparadas por James Eagan Holmes. Suas filhas escaparam ilesas.

Natural do Texas, ele foi descrito em um comunicado de sua família como: "pai amoroso, que gostava da vida ao ar livre e era dono de uma pequena empresa (...) um verdadeiro cavalheiro do Texas que amava a vida e sua família".

Vinte das 58 pessoas feridas no tiroteio permanecem hospitalizadas, sete em estado crítico.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]