Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Imigrantes resgatados na Indonésia no início da semana. País apontou que irá expulsar novas embarcações ilegais com refugiados | JUN HA/EFE
Imigrantes resgatados na Indonésia no início da semana. País apontou que irá expulsar novas embarcações ilegais com refugiados| Foto: JUN HA/EFE

Tailândia, Malásia e Indonésia vão continuar expulsando de volta para o mar barcos que transportam milhares de imigrantes, disse um alto funcionário tailandês nesta quarta-feira (13), apesar de um apelo da ONU para a formação de uma rápida operação de resgate que evite uma crise humanitária.

Europa poderá acolher 20 mil imigrantes africanos

União Europeia estuda sistema de cotas por países, mas Grã-Bretanha, Irlanda e Dinamarca podem ficar de fora

Leia a matéria completa

Vários milhares de migrantes, muitos deles com fome e doentes, estão à deriva em mares do Sudeste Asiático em barcos que foram abandonados por contrabandistas depois de uma ação repressiva do governo tailandês contra o tráfico de seres humanos, disse a ONU.

“A Indonésia, Malásia e Tailândia decidiram não receber esses barcos com pessoas, pelo que estou sabendo”, declarou à Reuters o general Werachon Sukhondhapatipak, porta-voz da junta militar que governa a Tailândia.

O general se recusou a fazer comentários sobre o apelo feito na terça-feira pela agência de refugiados da ONU, o Acnur, de que seja realizada uma operação internacional de busca e salvamento dos muitos barcos encalhados no mar entre a Tailândia, Malásia e Indonésia.

O Ministério do Interior da Malásia também não quis comentar o pedido da agência da ONU.

A questão será discutida em uma reunião de 15 países marcada para o dia 29 de maio em Bangcoc, disse Werachon.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]