i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleições nos EUA

Biden assume risco ao tentar ampliar mapa eleitoral

    • Estadão Conteúdo
    • 29/10/2020 10:59
    joe biden
    Candidato democrata à presidência, ex-vice-presidente dos EUA, Joe Biden| Foto: Brendan Smialowski/AFP

    O candidato presidencial democrata Joe Biden mostrou confiança ao visitar a Geórgia, reduto republicano, na terça-feira (27). Pesquisas mostram que ele está empatado com o presidente Donald Trump no estado. No entanto, a estratégia de ampliar o mapa eleitoral, em vez de encher de otimismo os democratas, causou preocupação em razão de um precedente traumático. Em 2016, Hillary Clinton visitou estados como o Arizona, ignorando a disputa em lugares como Wisconsin, onde perdeu por 22 mil votos.

    Há cerca de um mês, o estrategista Stuart Stevens, um dos colaboradores do Lincoln Project – grupo de republicanos dissidentes que romperam com Trump e apoiam o candidato democrata – alertou para o risco que Biden corria se tentasse expandir o mapa eleitoral.

    "Espero que Biden não cometa o único erro que pode ser fatal. Ele tem que se concentrar nos estados que lhe darão a vitória. Ele não precisa ganhar de muito. Precisa apenas de 270 votos no colégio eleitoral", disse Stevens. "Espero que ele não queira fazer campanha em estados como Texas, Geórgia e Arizona, e se concentre naqueles que ele precisa vencer".

    Muitos analistas dizem que, ao tentar ampliar o mapa eleitoral, Biden estaria buscando uma vitória avassaladora e incontestável sobre Trump, mas eles argumentam que, mesmo um triunfo discreto e mais seguro, lhe dará a Casa Branca de qualquer maneira.

    Sombra de 2016

    Biden encheu os democratas de esperança e medo ao anunciar, no início da semana, que faria campanha em Iowa e na Geórgia, além de paradas mais tradicionais na reta final de campanha nos estados de Michigan e Flórida.

    Quando o democrata discursou nos arredores de Atlanta, na terça-feira, os democratas tiveram lembranças desagradáveis de 2016, quando Hillary investiu recursos e visitou o Arizona nos últimos dias da corrida, deixando de lado os estados do Meio-Oeste, como Wisconsin, onde perdeu por apenas 0,7 ponto porcentual. Na ocasião, muitos disseram que uma ou duas visitas ao Estado talvez tirasse a vitória de Trump.

    Agora, os eleitores democratas mais avessos ao risco se perguntam por que Biden não gasta todo o tempo que tem na Pensilvânia, que tem um tesouro de 20 votos no colégio eleitoral quase tantos quanto a Geórgia e Iowa juntos.

    Trump

    A campanha de Trump se aproveitou disso e tentou pintar Biden como excessivamente confiante, assim como Hillary estava quatro anos atrás. "Nós o encorajamos a gastar tempo e recursos na Geórgia, onde o presidente Trump definitivamente vencerá", afirmou Tim Murtaugh, diretor de comunicações da campanha republicana. "Biden está perdendo tempo em Estados que não pode vencer".

    Enquanto isso, a equipe do presidente enviou Melania Trump, a primeira-dama, para Atglen, na Pensilvânia, em seu único ato de campanha este ano, algo que ela não gosta de fazer. Trump passou a terça-feira jogando na defesa, angariando apoio nos estados do Meio-Oeste, com comícios em Michigan, Wisconsin e Nebraska - todos os Estados que ele venceu em 2016.

    De olho no Congresso

    Alguns democratas mais confiantes, no entanto, disseram que se sentiram encorajados pelo fato de a campanha de Biden estar confortável o suficiente para dedicar recursos a estados como Geórgia e Texas, forçando a campanha de Trump a usar parte de seu limitado dinheiro para defender o território conquistado em 2016.

    Eles argumentam que Biden, ao fazer campanha em estados tradicionalmente republicanos, estaria ajudando candidaturas importantes do partido ao Senado. Hoje, os senadores democratas são minoria, mas os estrategistas de Biden acreditam que, se a votação para presidente for replicada no restante da cédula, eles podem retomar o controle das duas Casas do Congresso.

    Em Iowa, a disputa entre a senadora Joni Ernst, republicana, e Theresa Greenfield, democrata, é a mais cara que o estado já viu. Na Geórgia, dois candidatos democratas bem financiados, Jon Ossoff e o reverendo Raphael Warnock, podem conquistar as duas vagas do estado. Na Carolina do Sul, o republicano Lindsey Graham, que normalmente não teria dificuldades para se reeleger, está empatado nas pesquisas com o democrata Jaime Harrison.

    1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 1 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • S

      sansão

      ± 0 minutos

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso