O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton (1993-2001) passou na tarde de on­­tem por uma cirurgia cardíaca após ser internado no Co­­lumbia Presbyterian Hos­­pi­­tal, em Nova Iorque, sentindo dores no peito.

Os médicos inseriram dois "stents’’ (espécie de mola usa­­da para desobstruir as artérias) em uma artéria coronária. A cirurgia foi realizada após uma consulta ao cardiologista do ex-presidente. Em 2004, Clinton já havia passado por uma cirurgia cardíaca e foi tratado no mesmo hospital.

Clinton telefonou para o chefe da cardiologia do hospital há dois dias, dizendo que não se sentia bem. Ini­­cial­­mente, a consulta estava prevista para ontem, mas ele adiou a ida ao médico para ontem.

A secretária de Estado do governo Barack Obama, Hil­­lary Clinton, viajou para No­­va Iorque para acompanhar o marido.

O escritório do ex-presidente divulgou nota após a cirurgia dizendo que "o presidente Clinton está com boa disposição e vai continuar a focar em seu trabalho na sua fundação para auxiliar o Hai­­ti e os esforços de recuperação no longo prazo (após o ter­­remoto)’’.

Nos últimos tempos, Clin­­ ton, que é enviado especial das Nações Unidas ao Haiti, tem procurado coordenar os esforços de recuperação e au­­xílio ao país depois do terremoto que devastou a capital, Porto Príncipe.

Há poucos dias ele voltou de sua segunda viagem ao país. No mês passado, Clin­­ton se reuniu com Obama e com o ex-presidente George W. Bush na Casa Branca para dis­­cutir a participação dos EUA nas operações de auxílio ao Haiti.

Clinton tem 63 anos e um histórico de problemas cardíacos. Nos últimos anos, procurou adotar a combinação de dieta mais saudável e exercícios.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]